Página Inicial » Praticando o Islam » Salat: O que é a Oração Obrigatória dos Muçulmanos?

Salat: O que é a Oração Obrigatória dos Muçulmanos?

A Oração ou Salat é um dos pilares fundamentais do Islam, e deve ser feita cinco vezes por dias. No entanto, ela possui algumas condições para ser válida.
  • A oração islâmica é feita com base na adoração universal dos profetas: a prostração diante da Grandeza Divina.
  • As orações são obrigatórias, e precisam estar de acordo com os mandamentos de Deus, cinco vezes por dia.
  • Cada oração possui um horário para ser feita, e eles precisam ser respeitados.
  • A oração possui condições a serem seguidas, e uma sequência de movimentos que precisam ser cumpridos por todos os muçulmanos.

Salat é o nome dado às cinco orações obrigatórias que o muçulmano deve fazer diariamente. As preces são divididas ao longo do dia e o horário de cada uma precisa ser respeitado para que sejam consideradas válidas.

A prece é o segundo dos cinco pilares do Islam, na qual o fiel precisa se prostrar diante de Deus. Os muçulmanos repetem a maneira como os profetas oravam: colocando o rosto, que é a parte mais nobre do corpo, no chão.

No Islam, a adoração é um ato devocional que envolve as partes física, mental e espiritual. Para realizar uma prece, o fiel também deve ter concentração e prostrar-se em posição de submissão diante de Deus.

O que é o Salat?

O salat são as orações obrigatórias que os muçulmanos realizam todos os dias. Para realizá-las o muçulmano deve fazer o ritual de purificação (wudu) com água, lavando as mãos, braços, rosto, boca, narinas, ouvidos, cabelo ou cabeça, pés e tornozelos. A prece deve ser feita em direção à Caaba, a Casa Sagrada construída por Abraão, localizada na cidade de Meca, na Arábia Saudita.

Neste momento, o muçulmano deve seguir os movimentos previstos para a oração tal qual ensinado pelo Profeta Muhammad, e repetir os passos das preces estabelecidas.

O gesto de orar com o rosto em terra não é uma invenção do Profeta Muhammad ou dos muçulmanos. Os outros livros sagrados como a Torá e o Evangelho, também mostram os mensageiros de Deus, como Abraão, Moisés e Jesus orando com o rosto em terra.

“Quando o servo de Abraão ouviu o que disseram, curvou-se até ao chão diante do Senhor.” (Gênesis 24:52)

“E Moisés apressou-se, e inclinou a cabeça à terra, adorou, E disse: Senhor, se agora tenho achado graça aos teus olhos, vá agora o Senhor no meio de nós” (Êxodo 34:8-9) 

“Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando…” (Mateus 26:36-39)

Objetivo do Salat

Levantando o dedo indicador durante o Salat

A maior importância da oração é expressar a adoração e a humildade diante de Deus, mas esta não é a única bênção que o muçulmano pode alcançar durante a reza. O próprio Alcorão cita diversos benefícios que podem ser obtidos deste momento, como:

1. Invocar Deus

“Ó crentes, amparai-vos na perseverança e na oração, porque Allah está com os perseverantes.” (Alcorão 2:153)

O muçulmano deve buscar a orientação do Criador. O Alcorão mostra que a pessoa que tem paciência diante de uma situação difícil e ora a Deus certamente será agraciada com bênçãos.

2. Prática da fé

Acreditar em Deus intelectualmente ou opinativamente  não é o suficiente para quem não se esforça para guardar Seus mandamentos ou para seguir os ensinamentos sagrados. A oração é um dos elementos fundamentais da fé islâmica e cumpri-la é muito importante para os muçulmanos, pois ela também é importante para desenvolver a piedade.

“Que creem no desconhecido, praticam a oração e gastam daquilo com que os agraciamos; Que crêem no que te foi revelado (ó Muhammad), no que foi revelado antes de ti e estão cientes da outra vida. Estes possuem a orientação do seu Senhor e estes serão os bem- aventurados.” (Alcorão 2:3)

3. Recompensa

Os muçulmanos creem no Dia do Juízo Final, em que receberão de Deus o julgamento por suas más e boas ações. No Alcorão, Deus disse que as pessoas serão recompensadas por todas as orações que fizeram. 

“Os crentes que praticarem o bem, observarem a oração e pagarem o zakat terão a sua recompensa no Senhor e não serão presas do temor, nem se angustiarão.” (Alcorão 2:277)

4. Conexão divina 

Estabelecer uma relação com Deus e perceber as bênçãos que Ele concede é a melhor coisa que alguém pode sentir durante a vida. Ao fazer cinco orações durante um dia, a tendência é que o fiel tenha este sentimento cada vez mais intenso. 

“E quando tiverdes concluído a oração, mencionai Allah, quer estejais de pé, sentados, ou deitados. Porém, quando estiverdes fora de perigo, observai a devida oração, porque ela é uma obrigação, prescrita aos crentes, para ser cumprida em seu devido tempo.” (Alcorão 4:103)

5. Proteção contra satanás

“Satanás só ambiciona infundir-vos a inimizade e o rancor, mediante as bebidas inebriantes e os jogos de azar, bem como afastar-vos da recordação de Allah e da oração. Não desistireis, diante disto?” (Alcorão 5:91)

Quando o fiel atrai a presença divina para perto de si através da oração, começa a ficar sensível à presença maligna de satanás. E ao perceber este mal, é capaz de afastá-lo da sua vida. Portanto, a oração é muito importante para se manter no caminho de Deus.

6. Proteção contra o pecado

A oração é um dos gestos que fortalece a fé do muçulmano e o ajuda a evitar o mal, portanto, deve ser cumprida não apenas como mandamento, mas como um precioso ensinamento que Deus concedeu às suas criaturas. 

“Recita o que te foi revelado do Livro e observa a oração, porque a oração preserva (o homem) da obscenidade e do ilícito; mas, na verdade, a recordação de Allah é a (coisa) mais importante. Sabei que Allah está ciente de tudo quanto fazeis.” (Alcorão 29:45)

Momentos dos Salat

Posição do sol para o Salat

São cinco momentos de oração durante um dia. Para saber o exato horário de cada prece, os muçulmanos devem observar o ângulo do sol no horizonte:

  • Fajr – Deve ser feita durante a alvorada, pelo menos 15 minutos antes do sol nascer.
  • Dhuhr – Oração que deve ser feita quando o sol atinge o ponto mais alto no céu. Pode ser feita até o período próximo da próxima oração. 
  • Asr – Prece para ser feita durante a tarde. Pode ser feita até antes do início do pôr do sol.
  • Maghrib – Oração que deve ser feita num período anterior ao total por do sol.
  • Ishaa – Prece para ser feita durante o anoitecer, após o sol se pôr completamente. Pode ser feita até o momento do início do Fajr.

Atualmente, há diversos dispositivos on-line e aplicativos digitais para smartphones que permitem ao muçulmano saber o horário exato de cada oração. No entanto, também é possível se orientar de acordo com a luz solar.

Durante o Dhuhr, o sol ultrapassa o seu zênite. Isto significa que ele já percorreu mais da metade do seu trajeto diário, portanto, a oração pode ser feita. Já no Asr, o muçulmano pode se orientar pelas sombras dos objetos: o período desta prece se inicia quando elas atingem um tamanho maior do que o do próprio objeto.

O Maghrib pode ser feito quando o disco do sol já está abaixo da linha do horizonte. No Ishaa, quando o sol desaparece completamente. Durante a alvorada, antes do céu começar a clarear, o muçulmano deve fazer a oração do Fajr, mas não deve esperar até o sol nascer para realizar a prece. 

Por que cinco orações?

Inicialmente, Deus não estabeleceu cinco orações, mas 50. No entanto, um hadith mostra que este número diminuiu graças à intervenção do Profeta Moisés, que orientou o Profeta Muhammad durante a milagrosa Viagem Noturna e Ascensão para que o Criador aliviasse o dever dos muçulmanos.

“Então, as orações foram ordenadas a mim: elas eram cinquenta por dia. Quando eu voltei, passei por Moisés, que perguntou (a mim): ‘O que você foi ordenado a fazer?’. Eu respondi: ‘Eu fui ordenado a fazer cinquenta orações por dia.’ Moisés disse, ‘seus seguidores não irão suportar cinquenta orações por dia e, por Allah, eu testei as pessoas antes de você, e eu tentei do meu melhor jeito com Bani Israel (em vão). Volte para o seu Senhor e peça uma redução, para diminuir o fardo dos seus seguidores. Então eu voltei, e Allah reduziu dez orações para mim. Então eu retornei a Moisés, mas ele repetiu o mesmo que havia dito antes. Então eu voltei para Allah e Ele reduziu mais dez orações. Quando eu voltei para Moisés, ele disse o mesmo, eu voltei para Allah, e ele me ordenou a fazer dez orações diárias. Quando eu voltei novamente para Moisés, ele repetiu a mesma advertência, então eu voltei para Allah e fui ordenado a fazer as cinco orações diárias. 

Quando eu voltei para Moisés, ele disse, ‘O que você foi ordenado a fazer?’ Eu respondi, Eu fui ordenado a fazer cinco orações por dia.’ Ele disse, ‘Seus seguidores não irão aguentar cinco orações diárias, não há dúvida alguma. Eu tive experiência com as pessoas antes de você e tentei do meu melhor jeito com Bani Israel, então volte para o seu Senhor e peça uma redução para diminuir o fardo do seus seguidores.’ Eu disse, ‘Pedi tanto ao meu Senhor que eu me sinto envergonhado, mas eu estou satisfeito agora e irei me render às ordens de Allah.’ Quando eu saí, escutei uma voz dizer ‘Eu passei a Minha Ordem e diminuí o fardo dos Meus adoradores.” (Sahih Al-Bukhari 5.227)

Pode fazer o Salat fora do horário?

Sentado durante o Salat

Existem opiniões divergentes entre os sábios muçulmanos sobre as orações perdidas. As preces não realizadas por sono ou por esquecimento podem ser feitas assim que o fiel se lembrar de fazê-las. Mas quando são deixadas de lado propositalmente, há controvérsias.

Perder a oração por preguiça ou qualquer desculpa inválida é um grande pecado, e alguns sábios defendem que, quando isso ocorre, o fiel deve fazê-la o mais rápido possível. Outros, porém, defendem que essa reposição não é válida e, para compensar, o muçulmano deve intensificar suas boas ações, que serão contadas no momento do Juízo Final.

Se um muçulmano puder calcular as orações perdidas, ele deve se programar para repô-las durante o dia. Mas, caso não seja possível, ele deve se preocupar em fazer boas ações e se arrepender, a fim de implorar pela misericórdia de Deus.

Porém, o ideal é que o muçulmano não busque contar com a reposição das faltas, e procure a fazer as orações dentro do horário, pois a adoração a Allah é o que sustenta todos os outros pilares da fé islâmica.

Conclusão

A oração é um dos cinco pilares do Islam e deve, obrigatoriamente, ser feita cinco vezes em um dia. A prostração com o rosto no chão é um ato de adoração repetido por vários profetas, e é importante para conectar o muçulmano ao Criador, além de mantê-lo longe do pecado.

Para que a oração seja válida, deve-se cumprir alguns requisitos. É preciso estar ritualmente puro e seguir o horário correto de cada prece. E para saber a hora exata de cada uma, é necessário acompanhar o ciclo do sol ao longo do dia. Atualmente, porém, muitos muçulmanos utilizam a tecnologia para se orientar quanto aos horários em que devem fazer o salat. 

Todos adeptos do Islam são obrigados a fazer a oração, exceto crianças pré-púberes e mulheres que estiverem no período menstrual ou com sangramentos pós-parto. No entanto, pessoas com dificuldades para se flexionar podem adaptar a prece de forma que elas se sintam confortáveis.

O salat envolve a intenção espiritual, a concentração mental e os movimentos do corpo. Na oração, deve-se recitar o Alcorão, prostrar-se diante da presença divina e enviar bênçãos ao Profeta Muhammad, a seus companheiros e familiares.

Links para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.