Página Inicial » Praticando o Islam » Quero me converter ao Islam: O que devo fazer?

Quero me converter ao Islam: O que devo fazer?

Você estudou sobre o Islam e tem certeza que quer se tornar um muçulmano? Então não deixe de ler esse texto para esclarecer alguns pontos.
  • Converter-se ao Islam é uma decisão importante que necessita de algumas precauções para o bom aprendizado.
  • É necessário evitar se expor a qualquer fonte de informação duvidosa que possa induzir o fiel a uma prática errada da religião.
  • O novo muçulmano deve manter o foco e a tranquilidade para lidar com as possíveis mudanças que acontecerão em sua vida.

Não é fácil assumir a fé islâmica em países onde a religião não é muito conhecida. O novo muçulmano precisa estar preparado para lidar com julgamentos dos mais variados tipos. Isso acontece porque as pessoas não têm ideia do que a religião ensina, pois apenas foram educadas através de notícias negativas repassadas pela mídia. Portanto, é necessário ter determinação e muita vontade de aprender. 

Em países onde os muçulmanos são minoria, os poucos que existem acabam se tornando modelos, tanto para os novos fiéis como para as pessoas que não praticam esta religião. Isso acontece porque quase ninguém lê o Alcorão ou conhece a Sunnah e, por isso, os não-muçulmanos julgam a religião de acordo com o exemplo dos fiéis que a praticam.

No entanto, há algumas medidas que você pode adotar para facilitar tudo isso, que podem até mesmo lhe ajudar a ser mais paciente, tolerante e disposto a aprender com as situações que serão colocadas em seu caminho.

1. Estude

O estudo é um recurso muito importante para o fortalecimento da fé. Se você pretende se tornar muçulmano, precisa entender os pontos mais importantes da doutrina. Desta forma, poderá viver em conformidade com esses valores.

Além disso, é comum que os muçulmanos se deparem com pessoas que tentam combater o Islam das mais variadas formas, como usar trechos do Alcorão sem contexto, inventar mentiras sobre a doutrina e caluniar o Profeta Muhammad na esperança de fazer alguém acreditar que a religião é feita por pessoas desumanas que cultuam o ódio. 

Você deve estar preparado para ver esse tipo de coisa de uma maneira positiva. O estudo é a melhor ferramenta para fortalecer aquilo que você acredita, pois isso lhe ajudará a esclarecer o que é fato ou mito, lhe dará bagagem suficiente para ser um bom muçulmano e ajudará a se distanciar dos discursos mentirosos daqueles que odeiam o Islam.

O que devo aprender?

Primeiramente, você deve se preocupar em aprender o essencial sobre a fé, como os cinco pilares do Islam e o seis pilares da crença. Conheça a história do Profeta Muhammad, crie uma rotina de leitura do Alcorão e busque o auxílio de um tafsir, para que não haja equívocos no entendimento do Livro Sagrado, já que o mesmo foi revelado dentro de um contexto que, muitas vezes, precisou ser esclarecido pelo Mensageiro de Deus.

2. Faça as orações

A oração é um pilar do Islam que está acessível a todos os muçulmanos. Ela deve ser feita cinco vezes por dia. Portanto, busque praticá-la dentro dos horários estabelecidos, pois ela é sua fonte de constante conexão com Deus, além de ser obrigatória a todos os fiéis. 

Caso não consiga fazê-las no horário, tente realizá-las o mais rápido possível, mas evite perder este ritual que, com certeza, é o mais importante da rotina do crente.

Se você ainda não aprendeu a fazer a oração, clique aqui para saber como realizá-la passo-a-passo. 

3. Trate bem seus entes queridos

Muitas vezes, o Islam muda nossa vida e é comum que pessoas amigas e familiares não compreendam isso de imediato. Mantenha suas práticas tranquilamente e lembre-se que cada um possui o próprio ritmo para se adaptar às mudanças.

Se você permanecer gentil, tratá-las com o mesmo afeto de sempre e fazer boas ações, elas também irão perceber que não há nada a temer a respeito da sua crença, e isso também pode ajudá-las a desmistificar preconceitos que, muitas vezes, carregam consigo.

Tenha paciência com elas e lembre-se que tudo o que elas ouviram sobre o Islam na vida foram coisas negativas e, por isso, é normal que se preocupem com você. Responder com delicadeza, principalmente nesses momentos, é uma forma de mostrar o que você aprendeu de bom com a sua religião.

Além disso, tratar bem as pessoas, especialmente os pais e avós, é algo de valor inestimável para o Islam. Portanto, lembre-se de praticar sua fé quando for falar com eles.

4. Evite grupos de Whatsapp e Facebook

Existem muitos grupos dedicados ao Islam nas redes sociais nos quais há presença de pessoas não que possuem autorização para ensinar a religião, mas tentam fazê-lo mesmo assim, o que pode gerar uma série de problemas. 

Somente pessoas com autorização de um sheikh, imam ou alguma universidade islâmica, estão autorizadas a ensinar os assuntos relacionados ao Islam. Aprender sobre a religião, sua tradição e ensinamentos com alguém que não possui o conhecimento necessário para ensiná-los pode comprometer a sua prática.

Se a pessoa lhe ensinar algo que não é válido, você praticará a religião de forma errada e pode até se desviar do Islam. Quando você aprende o Islam com alguém que não está autorizado a ensinar, você fica sujeito à interpretação pessoal dela, o que significa que você pode ser manipulado.

Busque pessoas de confiança para lhe ensinar a doutrina, que estudaram a fundo, viveram o suficiente para entender o que significam as práticas do Islam e estão autorizadas para ensinar. Elas serão capazes de verificar a opinião dos sábios da religião sobre os mais diversos tipos de assunto, podendo inclusive lhe fornecer material confiável para leitura e estudo.

5. Faça o testemunho de fé

Se você já estudou um pouco sobre o assunto, está convencido da divindade de Allah e da profecia de Muhammad, procure o líder de uma mesquita, de uma mussala ou até mesmo por meios digitais e diga a ele que você tem a intenção de se converter.

A conversão no Islam se constitui de um testemunho de fé que, em árabe, é chamado de shahada. Ao fazê-lo você irá testificar que a mensagem do Islam é verdadeira e, a partir daí, você será considerado um muçulmano.

Links para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.