Página Inicial » Hadith e Sunnah » Qual a Diferença entre Hadith e Sunnah? – Sheykh Nuh Keller
Medrese in ancient city Bukhara, Uzbekistan

Qual a Diferença entre Hadith e Sunnah? – Sheykh Nuh Keller

A palavra sunna tem três significados distintos que costumam ser trocados pelos muçulmanos quando usam o termo em discussões.

O primeiro sentido de sunnaé no contexto das regras da shari‘a, onde sunna é sinônimo de mandub ou “recomendado”, se referindo a algo que, ao ser feito, traz uma recompensa na próxima vida – como usar o miswak para limpar os dentes antes de rezar – e que, se não for feito, não acarreta em castigo. Pode ser comparado neste contexto com o que é “wajib” ou obrigatório, que é o que, se fizermos, seremos recompensados na próxima vida – como as orações o obrigatórias – e que, se não fizermos, seremos castigados. A sunna nesse sentido é o segundo nível de coisas que Allah nos disse para fazer, após oque é wajib – ou obrigatório.

O segundo sentido da palavra sunna ocorre no contexto da identificação de fontes textuais, como quando o Kitab – o alcorão – é comparado com a sunna, se referindo aos hadiths. Nesse sentido, a palavra sunna é sinônimo estrito de hadith e é usada para distinguir as provas textuais do hadith daquelas do Alcorão. É preciso reparar que este significado é bastante diferente do mencionado acima, embora as pessoas confundam os dois, na crença de que o Alcorão determina o que é obrigatório enquanto os hadiths determinam apenas o que é sunna ou recomendado – ao passo em que, na verdade, normas dos dois tipos, recomendadas e obrigatórias, podem ser tanto encontradas no Alcorão quanto nos hadiths.

O terceiro sentido de sunna são os modos do Profeta (que as bênçãos e a paz de Allah estejam com ele), o que ele dizia, fazia e os seus nobres estados de coração; e também as coisas que ele aceitava nos outros (quer fosse por confirmação explícita ou por simplesmente permitir que elas fossem feitas na presença dele sem reprovar quem as fazia), e as coisas que ele tinha a intenção de fazer, mas que não conseguiu, como jejuar no dia nove de Muharram (Tasua). Aqui, a palavra sunna simplesmente significa os modos do Profeta (que Allah o abençoe e lhe dê a paz), e não deve ter seu sentido confundido com os dois mencionados acima. Em comparação com o primeiro sentido, a sunna ou a maneira dele de agir (que Allah o abençoe e lhe dê a paz) incluem não somente o que é recomendado, mas ainda mais – toda a shari‘a, todo o espectro das normas dela – o que é obrigatório (wajib), recomendado (sunna), permitido (mubah) e também o que deve ser evitado, as coisas detestáveis (makruh) ou ilícitas (haram). E, em comparação com o segundo sentido, a sunna ou os modos dele (que Allah o abençoe e lhe dê a paz) não são preservados somente nos hadiths, mas em primeiro lugar no Alcorão, pois como diz Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela) no hadith de al-Bukhari: “O caráter dele era o Alcorão”.

Recomendado para você:  O Muçulmano pode participar de reuniões Natalinas com familiares e amigos?

A confusão e as falácias que costumam surgir quando muçulmanos discutem a sunna poderiam, talvez, ser evitadas se todos mantivessem essas distinções em mente.

Fonte: http://masud.co.uk/what-is-the-distinction-between-hadith-and-sunna/

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.