Página Inicial » Notícias » Católicos e Muçulmanos celebram encontro em Barretos – SP
Queremos ir além. Clique para nos apoiar mensalmente!
Católicos e Muçulmanos promovem encontro inter-religioso em Barretos - São Paulo.
Católicos e Muçulmanos promovem encontro inter-religioso em Barretos - São Paulo. Foto: Diocese de Barretos

Católicos e Muçulmanos celebram encontro em Barretos – SP

  • Em 2019 completou-se 800 anos do encontro entre São Francisco de Assis e o sultão do Egito, Al-Malik Al-Kamel
  • O encontro foi um marco no diálogo inter-religioso entre muçulmanos e católicos
  • A comunidade das duas religiões em Barretos, no estado de São Paulo, se reuniu para celebrar a data

No dia 29/11/19, as comunidades muçulmana e católica de Barretos, em São Paulo, fizeram uma celebração marcante para relembrar o encontro histórico entre São Francisco de Assis e o sultão do Egíto Al-Malik Al-Kamel, ocorrido em 1219.

O encontro, que está comemorando 800 anos em 2019, foi revivido pelos adeptos das duas religiões, como uma forma de continuar preservando o diálogo e a boa convivência entre as comunidades.

A celebração começou na Capela de São Francisco, dentro do Educandário dos Sagrados Corações e, em seguida, os participantes do evento partiram em procissão até a mesquita da cidade e lá estabeleceram um diálogo inter-religioso a favor da paz.

O presidente da Mesquita de Barretos, Girrad Mahmoud Sammour, destacou qual é o papel da comunidade muçulmana para manter a boa convivência entre as duas religiões. 

“Para nós, muçulmanos, o diálogo inter-religioso deve ser sempre exercitado para buscar o seu papel e o objetivo de construção de pontes entre diferentes grupos religiosos, promovendo o respeito, a tolerância e a vida pacífica. O diálogo inter-religioso é, talvez, mais importante no Brasil, por conta de ser uma sociedade pluralista e multi-religiosa, dominada principalmente pelo Cristianismo. Nenhuma religião prega a intolerância, por isso, o preconceito vem da falta de conhecimento da própria linha seguida pela pessoa, devendo cada líder, como formador de opinião, buscar a aplicação de princípios sólidos de compaixão, respeito e empatia em relação ao ser humano, independente da religião que o mesmo pratica”, afirmou.

Recomendado para você:  Enem 2019: Conheça Os Direitos Dos Candidatos Muçulmanos

Girrad ainda falou sobre como os valores islâmicos são importantes para estabelecer a paz entre as pessoas.

“A dignidade humana dada por Deus a todos deve ser respeitada, independentemente de sua fé, raça, origem étnica, gênero ou status social (ref. Alcorão, 17:70). Porque todos são criados por Deus Todo-Poderoso, o Criador de todos. Os seres humanos devem se tratar com total honra, respeito e bondade. A tolerância é um princípio básico do Islam. É um dever moral religioso. O Islam ensina a tolerância em todos os níveis: indivíduos, grupos e estados. A tolerância é o mecanismo que defende os direitos humanos e o estado de direito”, concluiu.

Para marcar o evento, lideranças das duas comunidades eternizaram o momento inaugurando uma placa comemorativa, fixada junto a uma tamareira, que foi plantada ao final da ocasião na praça São Sebastião. 

O encontro entre o Santo e o Sultão

Em 1219, muçulmanos e cristãos ainda viviam um período de conflito provocado pelas cruzadas. Decidido a propor paz entre os dois povos, São Francisco de Assis foi até o Egito, e lá ele pediu ao exército dos cruzados que parassem os ataques, pois não acreditava que aquela guerra renderia bons frutos.

Ele foi mais adiante e propôs ao sultão Al-Malik Al-Kamel que também interrompesse a guerra. Graças ao nobre caráter dos dois, foi possível ter um diálogo inter-religioso e finalmente estabelecer a paz entre os dois povos.

Links para Leitura

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.