Página Inicial » Novidades » A Importância do Cuidado com os Órfãos no Islam

A Importância do Cuidado com os Órfãos no Islam

Descubra a importância do cuidado com órfãos no Islam, que oferece grandes recompensas aos cuidadores e promove bondade, direitos e educação.
  • O Profeta Muhammad prometeu o Paraíso ao provedor de um órfão, destacando a importância desse cuidado e advertindo contra a violação dos direitos dos órfãos.
  • O Islam concede um status elevado aos órfãos, ordenando bondade para com eles e prometendo grande recompensa para seus cuidadores, tanto nesta vida quanto na próxima.
  • O cuidado com órfãos no Islam abrange ações de bondade, preservação de direitos e riqueza, e uma criação adequada baseada na religião, valores e bons costumes.
  • As formas de cuidado com órfãos incluem integrá-los como membros da família, apoio financeiro, contribuições para orfanatos, e suporte emocional para compensar a perda de afeto.

O Profeta Muhammad abençoou o guardião e provedor de um órfão com o Paraíso, dizendo: (Eu e o provedor de um órfão estaremos no Paraíso como estes dois, e ele apontou com seus dois dedos, significando: o dedo indicador e o dedo médio) [Sahih Al-Tirmidhi – 1918]. 

Nosso nobre Profeta aconselhou sobre os órfãos em mais de dez hadiths autenticados, devido à posição estimada concedida àqueles que os patrocinam. Por outro lado, ele advertiu contra tirar os direitos dos órfãos e suas consequências.

A importância deste tópico nos leva a focar nele no artigo de hoje, onde discutimos a questão do cuidado com os órfãos no Islam em detalhes, cobrindo todos os seus aspectos para permitir uma compreensão abrangente.

Informações sobre o Cuidado com Órfãos no Islam 

O Islam confere ao “órfão” um status especial e elevado, honrando-o, ordenando bondade para com ele, e Allah, o Altíssimo, promete grande recompensa nesta vida e na outra para os seus cuidadores. 

É um dos portões da bondade pelos quais um servo alcança felicidade neste mundo e honra na vida futura.

Allah, o Altíssimo, diz sobre o patrocínio e cuidado dos órfãos: (E eles te perguntam sobre os órfãos. Diga: “A melhorar a condição deles é melhor. E se vocês misturarem seus assuntos com os deles, eles são seus irmãos”) (Alcorão 2: 220).

O que significa o cuidado com órfãos? Pode não haver necessidade de explicar o termo “cuidado com órfãos”, mas permita-nos compartilhá-lo como um lembrete e esclarecimento sobre o que pode ter sido esquecido.

O conceito de “cuidado com órfãos” refere-se a todas as ações relacionadas a ser bondoso com eles, preservando seus direitos e riqueza, e criá-los na religião de Allah.

Neste contexto, é essencial notar que esse cuidado não se limita a fornecer comida e bebida. O termo bondade abrange uma indicação mais ampla no nível de ação e fala. 

O Islam proíbe oprimir ou humilhar os órfãos ou transgredir contra eles e seus direitos de qualquer forma. 

Ele encoraja criá-los com valores e bons costumes, compensando-os adequadamente pelo amor e afeição perdidos devido à morte de seu pai, orientando-os corretamente, corrigindo seu comportamento para a retidão e afastando-os do erro e desvio.

A Virtude do Cuidado com Órfãos no Islam 

Allah, o Altíssimo, honrou o cuidador do órfão, prometendo-lhe provisão e perdão. 

Isso é afirmado nas palavras do nosso nobre Profeta, que prometeu aos provedores de órfãos inúmeras virtudes e um status elevado, incluindo “companhia com o Profeta no Paraíso, grande recompensa neste mundo, purificação e santificação da riqueza, e aumento da provisão.”

O Cuidado e a Bondade com Órfãos são Obrigatórios no Islam? 

Assim como o Islam encoraja o zakat, a oração e os rituais islâmicos que conduzem à bondade e ao Paraíso, ele também honra especificamente o “órfão”, seu guardião e cuidador com grandes virtudes.

O Islam ordena bondade para com eles, proíbe consumir seus direitos e adverte contra isso; pois consumir a riqueza de um órfão é um dos sete pecados destruidores que o Profeta Muhammad  aconselhou a evitar, e Allah, o Altíssimo, proibiu isso em Suas palavras: (Testai os órfãos até que alcancem a idade do casamento; se perceberdes neles julgamento sólido, devolvei-lhes sua propriedade).

Versículos sobre Órfãos e a Virtude de Seu Cuidado no Alcorão 

Quais são os contextos em que a questão do cuidado e patrocínio de órfãos no Islam e no Livro de Allah, nossa referência como muçulmanos, são mencionados, lembrando-nos que fazê-lo nos aproxima do prazer de Allah, o Altíssimo, e de Seu Mensageiro?

O Nobre Alcorão menciona o “órfão” em treze lugares, prometendo ao cuidador grande recompensa nesta vida e na outra. Patrocinar um órfão está entre as qualidades dos justos e dos tementes a Allah. 

Allah, o Altíssimo, diz: (A retidão não é virar os rostos para o leste ou o oeste. Justos são aqueles que acreditam em Allah, no Último Dia, nos anjos, no Livro e nos profetas; e dão sua riqueza, apesar de amá-la, para parentes, órfãos, necessitados) (Alcorão 2:177).

Allah, o Altíssimo, no Alcorão denuncia aqueles que maltratam o órfão e diminuem sua dignidade, ligando isso à religião e enfatizando a importância de cuidar deles e preservar seus direitos. Ele diz: (Viste aquele que nega o Juízo? Esse é aquele que repele o órfão).

O Alcorão também menciona o “órfão” no contexto de discutir os pilares da fé, como um sinal da importância de ser bondoso com eles e tratá-los bem. 

Allah, o Altíssimo, diz: (A retidão não é virar os rostos para o leste ou o oeste. Justos são aqueles que acreditam em Allah, no Último Dia, nos anjos, no Livro e nos profetas; e dão sua riqueza, apesar de amá-la, para parentes, órfãos, necessitados, viajantes, aqueles que pedem [ajuda], e para libertar escravos).

Nosso Senhor enfatiza a importância da bondade e misericórdia para com o órfão. Ele diz: (E [recorda] quando tomamos o pacto dos Filhos de Israel, [encomendando-lhes], “Não adoreis exceto a Allah; e aos pais fazei o bem e aos parentes, órfãos e necessitados). 

Ele também enfatizou a necessidade de uma criação adequada na sociedade e mencionou nosso nobre Profeta em um dos versículos, dizendo: (Ele não te encontrou órfão e deu-te abrigo? E encontrou-te perdido e guiou-te, E encontrou-te pobre e fez-te autossuficiente).

O Alcorão alerta para a importância de preservar os direitos e a riqueza do órfão, como declarado em seus versículos: (E dai aos órfãos suas propriedades e não substituais o defeituoso [do vosso] pelo bom [deles]. 

E não consumais suas propriedades junto com as vossas. Certamente, isso é um grande pecado). 

Este versículo, que se refere a preservar a riqueza dos órfãos e depois entregá-la a eles ao atingir a maturidade, está ligado aos versículos anteriores em Surah An-Nisa, que ordenam a obrigação de temer a Allah, o Altíssimo.

Hadiths Proféticos sobre a Virtude do Cuidado com Órfãos 

Foi narrado pelo Profeta Muhammad em muitos hadiths autênticos que mencionam especificamente o “órfão” e seu cuidador. 

Entre os hadiths mais conhecidos está a fala do nosso Profeta sobre o cuidador de um órfão: (Eu e o provedor de um órfão estaremos no Paraíso como estes dois, e ele apontou com seus dois dedos, significando: o dedo indicador e o dedo médio) (Sahih Al-Tirmidhi – 1918).

Hafiz Ibn Hajar, ao explicar este hadith, disse: “Ibn Battal disse: É um dever para quem ouve este hadith agir conforme ele para ser um companheiro do Profeta no Paraíso, e não há melhor status na vida futura do que este.” Então, Hafiz Ibn Hajar disse: “Isso indica que a diferença de status entre o Profeta e o cuidador de um órfão é mínima, como a diferença entre o dedo indicador e o dedo médio.”

O Profeta – como mencionamos anteriormente – alertou sobre as consequências de consumir a riqueza do órfão, quando disse: “Evitem os sete pecados destruidores.” Eles perguntaram: “Ó Mensageiro de Allah, quais são eles?” Ele disse: “Associar parceiros com Allah, magia, matar uma alma que Allah proibiu exceto com direito, consumir usura, consumir a riqueza de um órfão, fugir do campo de batalha, e caluniar mulheres castas, desavisadas e crentes.” (Sahih Al-Bukhari).

Entre os hadiths do Profeta Muhammad sobre órfãos, Abu Huraira relatou que o Profeta disse: “Aquele que cuida de uma viúva ou de uma pessoa pobre é como um Mujahid (lutador) que luta pela causa de Allah, ou como aquele que realiza orações a noite toda e jejua o dia todo.” (Al-Bukhari e Muslim).

Abu Darda relatou: Um homem veio ao Profeta reclamando da dureza de seu coração, então o Profeta disse: “Desejas que teu coração se torne suave e que cumpras tuas necessidades? Sê misericordioso para com o órfão, acaricia sua cabeça e alimenta-o com tua comida. Teu coração se tornará suave e tuas necessidades serão cumpridas.”

Abu Umamah relatou: O Profeta disse: “Quem acaricia a cabeça de um órfão (com afeto), unicamente por amor a Allah, um bom feito será escrito em sua conta para cada cabelo sobre o qual sua mão passou; e quem trata um órfão, menino ou menina, com bondade e bem, eu e ele estaremos juntos no Paraíso assim,” e ele juntou seu dedo indicador e dedo médio.

Benefícios do Cuidado com Órfãos para o Indivíduo e a Sociedade 

Nossa nobre religião sempre encoraja a construção de uma sociedade forte e coesa, da qual o órfão é uma parte significativa. O cuidado e patrocínio dos órfãos têm muitos benefícios para o próprio órfão e para a sociedade, que resumimos nos seguintes pontos:

  • Construir o indivíduo corretamente é fundamental para construir uma sociedade saudável.
  • Criação adequada baseada na essência da religião islâmica, valores e costumes corretos.
  • Construção de uma sociedade coesa baseada na compaixão e solidariedade entre seus membros.

A Necessidade de Consciência sobre a Importância do Cuidado com Órfãos 

“O órfão”, como mencionamos, é um membro de qualquer sociedade, uma parte integrante de sua comunidade, com enormes habilidades e potenciais que devem ser desenvolvidos e nutridos para servir corretamente a essa sociedade, por meio de uma criação adequada baseada nos pilares da religião, conforme aconselhado por nosso Senhor, o Altíssimo.

Nossa nobre religião não negligenciou a importância de convocar e exortar a prover “o órfão” em muitos versículos do Alcorão e hadiths nobres que enfatizam o bom tratamento e a acolhida do órfão, e prometem bondade, provisão, prazer e companhia com o Profeta no Paraíso para aqueles que os proveram bem.

Os estudiosos da nação e as instituições comunitárias em diferentes épocas assumiram a responsabilidade de conscientizar a comunidade sobre a importância do cuidado com órfãos e garantir a criação natural da criança, alcançando justiça social baseada na solidariedade e vínculo entre os membros da comunidade.

Formas e Padrões de Cuidado com Órfãos no Islam 

Existem várias formas de cuidado e patrocínio de órfãos, realizadas de várias maneiras. 

A forma mais alta e melhor é considerá-los parte de sua família, acolhê-los, integrá-los entre seus filhos, fazendo deles um membro da família que compensará o que eles perderam e sofrem de privação e afeto, vivendo dentro da família como se fossem um de seus membros, não sentindo a perda e sendo tratados igualmente como o resto dos filhos, até que a criança atinja a idade adulta. 

Esta forma era comum durante o tempo dos companheiros do Profeta Muhammad.

A segunda forma de cuidado com órfãos é gastar com eles dentro de sua família original, atendendo suas necessidades na sociedade em que vivem, por meio de apoio financeiro ou patrocínio que os apoia em enfrentar as dificuldades da vida através de organizações, associações de caridade ou indivíduos, o que é comum em nossos dias atuais.

Outra forma de cuidado com órfãos é a contribuição financeira, por exemplo, pagar uma quantia de dinheiro para orfanatos que cuidam dos órfãos e os criam dentro de programas unificados em escolas, associações ou centros especializados que dependem do apoio que recebem para fornecer cuidado para esses órfãos em todos os aspectos, seja alimentação, vestuário, educação, criação e assim por diante.

Talvez a forma mais proeminente de cuidado com órfãos seja acolhê-los emocionalmente e compensar o amor e a afeição que perderam devido à morte de seu pai, especialmente em uma idade jovem, e isso vem na forma de apoio psicológico, especialmente em crises e desastres, capacitando o órfão a superar a realidade da perda e privação, e ser capaz de reconstruir sua personalidade e superar dificuldades futuras por si mesmo.

Em resumo, as formas de cuidado com órfãos no Islam e seu patrocínio podem ser categorizadas sob estes títulos:

  • Cuidado econômico e financeiro 
  • Cuidado social Cuidado de saúde 
  • Cuidado psicológico 
  • Cuidado educativo e de criação

O Patrocínio de um Órfão é uma das Despesas do Zakat? 

O órfão não foi explicitamente mencionado entre os destinatários do zakat, pois os fundos do zakat têm despesas especificadas para os pobres e necessitados, aqueles que trabalham nisso, Ibn Sabil, conforme especificado por Allah, o Altíssimo, em Suas palavras: 

(As despesas do zakat são apenas para os pobres e necessitados e para aqueles empregados na coleta [do zakat] e para unir corações [para o Islam] e para libertar cativos [ou escravos] e para aqueles em dívida e para a causa de Allah e para o [viajante] sem recursos - uma obrigação [imposta] por Allah. E Allah é Sabedor e Sábio) At-Tawbah/60.

“O órfão,” embora não mencionado explicitamente no versículo do Alcorão, pode estar em uma dessas categorias (pobre ou necessitado), então é permitido dar zakat a eles. No entanto, eles podem ser ricos, autossuficientes e, portanto, não elegíveis para zakat.

Sheikh Ibn Uthaymeen, que Allah tenha misericórdia dele, foi perguntado sobre dar zakat para o patrocínio de órfãos e ele respondeu: “Órfãos pobres estão entre aqueles elegíveis para zakat. 

Se você der zakat aos seus guardiões, é válido se eles forem confiáveis com isso. O guardião deve receber o que atende às suas necessidades e deve comprar o que eles precisam por si mesmos.”

Ele também disse: “Mas aqui está uma nota: Algumas pessoas pensam que o órfão tem direito ao zakat em qualquer caso, mas isso não é verdade. 

O órfão não está entre as oito categorias merecedoras de zakat, e ele não tem direito ao zakat, a menos que ele seja uma das oito categorias do zakat. Só porque ele é órfão não significa que ele é necessariamente pobre e precisa de zakat.”

Via: masarat.sy.org

Links Para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por especialistas na Religião Islâmica, profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês). Acesse nosso Quem Somos.