Página Inicial » Notícias » Quais Países Recebem Mais Refugiados no Mundo?
Quais Países Recebem Mais Refugiados no Mundo
Foto: Wikimedia Commons

Quais Países Recebem Mais Refugiados no Mundo?

Quando falamos sobre a crise dos refugiados, muitas pessoas imaginam que os EUA ou os países mais ricos da Europa são os que mais recebem refugiados no mundo. No entanto, um levantamento feito pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) mostra que a situação é bem diferente.

Entre os seis países que mais receberam refugiados entre o final de 2017 e 2018, cinco deles estão em desenvolvimento ou são subdesenvolvidos. Além disso, quatro das nações seis nações que mais abrigam refugiados possuem uma população majoritariamente muçulmana.

De acordo com a ACNUR, a crise dos refugiados é preocupante. Nos últimos dez anos, o número de pessoas que foram forçadas a deixar seu país de origem aumentou em 50%. Atualmente, este número atinge os maiores índices já registrados: são 25,4 milhões em todo o mundo.

Cerca de 85% dos refugiados estão em países em desenvolvimento. Aproximadamente 57% dos que procuram abrigo vêm da Síria, Afeganistão e Sudão do Sul.

A maioria dos imigrantes buscam países próximos, ou até mesmo aqueles que possuem uma cultura semelhante, pois esses fatores podem ser decisivos para que eles consigam reconstruir as suas vidas.

Na lista dos que mais abrigam pessoas aparecem os seguintes países:

6. Irã

Refugiados no Irã
Foto: Flickr / David Stanley

No último levantamento feito pela ACNUR, o Irã apareceu na sexta posição entre os países que mais abrigam refugiados. A maioria deles veio do Iraque e do Afeganistão que, recentemente, foram marcados por guerras e conflitos internos.

Ao todo, é estimado que o Irã tenha recebido, recentemente, cerca de 974,4 mil pessoas. O país já recebia afegãos há muitos anos e, com o conflito na Síria em 2011, muitos refugiados foram obrigados a fugir para o território iraniano.

Recomendado para você:  Juíza cristã condena 3 homens muçulmanos a memorizarem versos do Alcorão por insultarem o Cristianismo no Líbano

5. Alemanha

Refugiados na Alemanha
“Bem-vindos refugiados”, diz a camisa do rapaz alemão. (Foto: Pxhere)

Na lista das seis nações que mais recebem refugiados, a Alemanha é o único país desenvolvido. O último levantamento apontou que 1,1 milhão de refugiados vindos de diversas partes do mundo se abrigaram no território alemão. 

Embora a maioria das crises humanitárias esteja ocorrendo em países da África, Ásia e Oriente Médio, em 2014 a Europa enfrentou problemas com os conflitos na Ucrânia, o que também contribuiu para que muitas pessoas deixassem o país.

4. Sudão

Refugiados no Sudão
Foto: Flickr / Cristopher Michel

Desde 2018, o Sudão recebeu mais de 1,1 milhão de pessoas. A maioria delas estava fugindo dos conflitos no Sudão do Sul que, desde 2011, enfrenta uma violenta guerra civil.

No Sudão, 97% da população é muçulmana, enquanto no vizinho do sul a maior parte dos nativos são cristãos ou seguem ritos de matrizes africanas

3. Uganda

Refugiados na Uganda
Foto: ACNUR

A Uganda abrigou recentemente mais de 1,2 milhões de pessoas vindas de diferentes países africanos, como Sudão do Sul, República Democrática do Congo, Burundi e República Centro-Africana. 

O país possui uma política progressista de acolhimento aos refugiados que proporciona os mesmos direitos que são dados aos cidadãos ugandenses, incluindo liberdade de movimento, direito ao trabalho, acesso à educação e saúde e alocação de terras para construir casas e fazendas.

2. Paquistão

Refugiados no Paquistão
Foto: Flickr / UK Department for International Development

O Paquistão é o principal destino dos refugiados afegãos há cerca de quatro décadas, desde o período em que o Afeganistão começou a enfrentar uma guerra contra a antiga União Soviética.

Recentemente, o Paquistão abrigou cerca de 1,4 milhão de pessoas. O país também possui políticas para conceder direitos de cidadania aos refugiados afegãos.

1. Turquia

Refugiados na Turquia
Foto: Pexels / Raeed Hamdo

Desde 2012, o território turco passou a receber um fluxo enorme de imigrantes e, em 2014, o país se tornou o principal destino dos refugiados. Desde então, a Turquia ocupa a liderança da lista da ACNUR e recentemente abrigou 3,7 milhões de pessoas.

Recomendado para você:  Na Tunisia, Sufis resistem ao avanço do Salafismo

A maioria dos refugiados foi obrigada a ir para o país na tentativa de fugir das recentes guerras que ocorreram na Síria e Iraque, mas muitos afegãos também se abrigaram na Turquia.

Além de todos os países citados, o Líbano, Bangladesh e Etiópia também estão entre os países que mais receberam refugiados entre o final de 2017 e 2018.

Conclusão

O mito da invasão islâmica na Europa ou no Ocidente em geral, por meio de refugiados muçulmanos, perde força ao mostrarmos dados sobre os países que mais acolhem refugiados.

A verdade é que as pessoas em região de conflito buscam países com políticas amigáveis e similaridades culturais/religiosas para continuarem suas vidas, dando preferência a países mais próximos.

Os dados também reforçam o grande esforço de países muçulmanos em acolher tais refugiados e dar a eles um pouco de dignidade e segurança.

Links para Leitura

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.