Página Inicial » Novidades » Lista de Orações Islâmicas não-obrigatórias

Lista de Orações Islâmicas não-obrigatórias

Orações voluntárias são importantes em determinados contextos e oferecem uma vida com mais bênçãos para aqueles que praticam elas.
  • O texto a seguir traz uma série de orações que os muçulmanos podem praticar. Porém, estas são apenas algumas delas.
  • É preciso ler atentamente cada uma, pois seus contextos e seus benefícios são distintos e apropriados para ocasiões diferentes.
  • Algumas trazem recompensas extras para o muçulmano enquanto outras não devem ter sua prática abandonada.

Os muçulmanos precisam fazer cinco orações diárias obrigatórias, mas também há outras opcionais que também são importantes de serem feitas.

Os seguidores do Alcorão e do Profeta Muhammad devem conhecer as preces nafl (opcionais) e sunnah e até mesmo praticá-las no momento apropriado, quando for possível.

Aliás, um dito do Profeta Muhammad deve servir como inspiração para essas preces: “A primeira coisa pela qual as pessoas serão chamadas a prestar contas no Dia da Ressurreição serão as orações. Nosso Senhor dirá aos anjos, embora Ele saiba melhor: 'Olhe para a oração (oração obrigatória formal) do meu servo para ver se ele a observou perfeitamente ou foi negligente nela.' Então, se ele a observou perfeitamente, isso será registrado em seu crédito, mas se ele foi negligente de alguma forma, Allah dirá: 'Veja se Meu servo tem alguma oração extra.' Então, se ele tiver quaisquer orações extras, Allah dirá: 'Compense a deficiência na oração obrigatória de Meu servo com suas orações supererrogatórias.' Depois disso, todas as suas ações serão examinadas da mesma maneira.” (Abu Dawud)

Neste texto, nós iremos falar um pouco sobre a bênção que cada uma dessas orações pode proporcionar, como fazê-las e qual é o seu período de duração.

Orações Que o Profeta Praticava  (Sunnah)

Sunnahs diárias

Ao longo do cotidiano, os muçulmanos podem oferecer algumas orações extras antes ou depois daquelas que são obrigatórias.

O Profeta Muhammad costumava fazê-las com frequência, mas não as executava sempre ou não fez delas um hábito, ou simplesmente não as prescreveu como um ato necessário (wajib).

Isso significa que essas orações não precisam ser feitas para validar os atos obrigatórios e não é pecado deixar de fazê-las, mas há um mérito maior para aqueles que as praticam.

  • 2 Unidades de prostração (rakats) antes da oração obrigatória da alvorada (fajr)
  • 4 Unidades de prostração antes e 2 ou 4 depois da oração obrigatória do meio-dia (dhur)
  • 4 Unidades de prostração antes da oração obrigatória da tarde (asr).
  • 2 Unidades de prostração antes e 2 ou 4 depois da oração obrigatória do pôr do sol (maghreb)
  • 2 Unidades de prostração após a oração obrigatória da noite (isha) e uma outra unidade ímpar de prostração em seguida (ver o tópico sobre o witr).

Witr

Período: Após o Isha até o início do fajr.

Unidades de prostração (rakats): Números ímpares.

Frequência: Diária.

A oração do witr é a última oração que o muçulmano faz durante o dia. Após o Isha e as duas rakats sunnah, ele deve fazer um número ímpar de unidades de prostração.

Alguns eruditos dizem que o número de rakats mínimo é três e o máximo onze, mas há uma diferença de opiniões quanto a isso. Alguns defendem que fazer apenas uma rakat já seria algo válido.

Assim como nas orações obrigatórias, deve-se recitar a sura al-Fatiha e uma segunda.

O Profeta Muhammad orientava os muçulmanos a orar esta oração por causa do número ímpar de prostrações, pois Allah é Um.

As unidades de prostração devem ser divididas em ciclos de duas e dizer um salam a cada ciclo.

A última unidade deverá ser feita separada das restantes. Não é obrigatório, mas recomenda-se recitar a seguinte súplica antes do encerramento da oração:
O muçulmano deve recitar o tashahudd, erguer as mãos com a palma virada para cima e recitar o al-Qunut, com os seguintes dizeres: 

“Allahumma Ihdeni Fiman Hadayt, Wa A'feni Fiman A fayt, Watawallani Fiman Tawallayt, Wabarek li Fima A atayt, Waqeni Sharra Ma Qadayt, Fainaka Taqdi WalaYuqda Alayk, Wainnahu La Yadhilu Man Walayt, Tabarakta Rabbana Wat'alayt.”

Isto significa: “Ó Allah, guia-me entre aqueles a quem guiaste. Concede-me segurança entre aqueles a quem concedeste segurança. Toma-me sob Tua responsabilidade entre aqueles a quem Tu tomaste sob Tua responsabilidade. Abençoa-me naquilo que me deste. Proteja-me do mal que Você decretou, pois Você decreta e nada é decretado para Você. E não há humilhação para quem O toma como ala. Bendito e exaltado és Tu, nosso Senhor”.

Após a recitação, diga os salams finais e encerre a oração.

Esta é uma oração muito importante e os muçulmanos devem praticá-la regularmente. Abandoná-la completamente pode ser considerado um pecado se isso for feito de forma deliberada.

Tarawih

Período: Entre a oração da noite (Isha) e o witr.

Unidades de prostração: 20

Frequência: Durante todas as noites do mês do Ramadan.

Uma das mais belas práticas do Ramadan é a oração do tarawih, em que os muçulmanos fazem 20 unidades de prostração em adoração a Allah.

Ela é dividida em 10 porções com duas unidades de prostração cada. Em cada rakat, é recitado a surah al-fatiha e uma outra em seguida.

Normalmente, nesta segunda, são recitadas diferentes surahs de modo que dê para recitar o máximo possível do Alcorão durante o mês inteiro.

No entanto, isso não é obrigatório e, se a pessoa que recitar estiver sozinha e não souber muitos versículos, poderá usar aqueles que conhece e, se for preciso, pode repeti-los ao longo das 20 prostrações.

Eidain

Período: Durante as manhãs até o período do Dhur.

Unidades de prostração (rakats): Duas.

Frequência: Somente durante os feriados islâmicos (Eid)

A oração, em geral, é feita por volta das 8 da manhã. Não há azan (chamado), nem iqama (convocação imediata para a oração). Na primeira rakat, deve-se fazer o takbir inicial e, depois, mais seis takbirs (dizer “Allahu akbar”), num total de sete. Depois, deve-se recitar em voz alta a sura Al Fatiha e mais uma sura. Na segunda rakat, deve-se fazer o takbir para se levantar da prostração e, depois, mais cinco takbirs, num total de seis. Depois, deve-se recitar em voz alta a sura Al Fatiha e mais uma sura. Os takbirs devem ser feitos em uma sequência. O imam deve deixar entre eles apenas o tempo suficiente para que os seguidores repitam cada um. Só se deve levantar as mãos no takbir inicial da oração. É sunnah (recomendado) recitar a Sura al Ala (O Altíssimo, 87) ou a Sura al Ghashya (O Evento Assolador, 88) na primeira rakat e a Sura al Shams (O Sol, 91) na segunda rakat; mas pode-se recitar quaisquer suras que saiba de cor. Normalmente, faz-se um sermão logo após a oração. Esta oração deve ser feita principalmente por homens adultos e mentalmente capazes.

Orações Voluntárias (Nafl)

Tahajjud (Louvar Allah e fazer pedidos)

Período: Madrugada.
Unidades de prostração (rakats): Duas.

Frequência: Sempre que for necessário.

A oração do tahajjud é a oração mais apropriada para o muçulmano que está querendo que Allah lhe conceda alguma graça ou atenda a algum pedido seu.

O período da madrugada, no qual a oração deve ser feita, é referente ao último terço da noite, que é a porção que antecede o horário da oração obrigatória da alvorada (fajr).

Este período é quando Allah está mais próximo dos fiéis, como bem mostra um relato do Profeta Muhammad:

"Nosso Senhor, que é abençoado e exaltado, desce todas as noites ao mais baixo céu quando já passaram dois terços da noite e diz: 'Quem me suplica para que eu possa responder-lhe? Quem me pede para que eu possa dar a ele? Quem pede meu perdão para que eu possa perdoá-lo?' ” (Bukhari 1145)

Depois das orações obrigatórias, esta é a oração mais abençoada que um muçulmano pode realizar.

Haja

Período: Não há período definido. Não pode ser feita nos horários em que orar é proibido.

Unidades de prostração (rakats): Duas, seguidas por uma súplica.

Frequência: Sempre que for necessário.

Esta é uma oração para que passa por necessidade e busca por um alívio. Ela pode encontrar isso facilmente na presença de Allah através do salat al-haja.

Depois de concluir a oração, o crente deve recitar uma súplica: "Não, não há nenhum deus além de Allah, o Clemente e Sábio. Não há deus senão Allah, o Altíssimo e Poderoso. Glória a Allah, Senhor do Trono Tremendo. Todos os louvores são para Allah, Senhor dos mundos. Eu te peço as razões de sua misericórdia, e por seu perdão e os despojos de toda justiça, e paz de todos os pecados. Não deixes um pecado meu (ó Allah), exceto que o perdoes, nem qualquer preocupação, exceto que você crie para ela uma saída, e não há necessidade de você satisfazê-la exceto por sua causa, Ó Misericordioso!"

Istikhara (Pedir Conselho)

Período: Não há período definido. Não pode ser feita nos horários em que orar é proibido.

Unidades de prostração (rakats): Duas, seguidas por uma súplica.

Frequência: Sempre que for necessário.

O Salat Istikhara é a oração da busca de um conselho. Os muçulmanos devem fazê-la para pedir orientação para algum assunto, podendo ser um grande desafio, ao buscar um cônjuge, iniciar um empreendimento comercial, etc.

Após realizar as duas unidades de prostração, o crente deve fazer a seguinte súplica:
“Ó Allah! Eis que eu Te peço o bem por meio de Teu conhecimento, e habilidade por meio de Teu poder, e imploro (Seu favor) de Tua infinita generosidade. Pois certamente Você tem poder; eu não tenho nenhum. Você sabe tudo; eu não sei. Você é o Grande Conhecedor de todas as coisas.

Ó Deus! Se, em Teu conhecimento, este assunto (mencione o assunto aqui) for bom para minha fé, para meu sustento e para as consequências de meus negócios, então ordene-o para mim, torne-o fácil para mim e abençoe-me nisso. Mas se, em Teu conhecimento, este assunto for ruim para minha fé, para meu sustento e para as conseqüências de meus negócios, então afaste-o de mim, e afaste-me dele, e ordene para mim o bem onde quer que ele esteja, e faça eu me agradar com isso.”

Thawab (Arrependimento)

Período: Não há período definido. Não pode ser feita nos horários em que orar é proibido.

Unidades de prostração (rakats): Duas.

Sempre que o muçulmano cometer um pecado, se arrepender e não tiver a intenção de praticá-lo mais, ele pode fazer uma oração para buscar o perdão de Allah.

Durante as rakats, o muçulmano é orientado a pedir perdão pelo seu pecado enquanto se prostra com o rosto no chão, que é o momento em que está mais próximo de Allah.

Ele pode pedir perdão utilizando invocações proféticas, mas se não souber nenhuma, pode simplesmente falar o que está em seu coração.

Tasbih

Período: Não há período definido. Não pode ser feita nos horários em que orar é proibido.

Unidades de prostração (rakats): Quatro.

Frequência: Deve ser feito ao menos uma vez na vida, mas pode ser feito sempre que for possível.

Esta é uma oração para a glorificação de Allah. O Profeta Muhammad ensinou que deve ser feita ao menos uma vez na vida, mas pode ser feita sempre que possível, inclusive diariamente: "Se puder observá-la uma vez por dia, faça-o; se não, uma vez por semana; se não, uma vez por mês; se não, uma vez por ano; se não, então, uma vez na vida." (Abu Dawud)

A oração possui este nome porque nela é feita a recitação do tasbih da seguinte forma: "Subhaan Allah Wal Hamdulillah Wa La ilaha illa-Lah Allahu Akbar"

Essa peculiaridade torna a oração um pouco diferente. Veja o passo a passo:

  1. Faça a intenção e comece a oração, depois pronuncie o tasbih 15 vezes.
  2. Recite a sura Fatiha e a surata secundária, então pronuncie o tasbih 10 vezes.
  3. Depois de fazer o ruku e sua recitação, pronuncie o tasbih 10 vezes.
  4. Depois de se levantar e recitar, pronuncie o tasbih 10 vezes.
  5. No primeiro sujud com sua recitação, pronuncie o tasbih 10 vezes.
  6. No Jalsa (sentado entre os dois sujud) pronuncie o tasbih 10 vezes.
  7. Finalmente, no segundo sujud e sua recitação, pronuncie o tasbih 10 vezes.
  8. Repita até que tenha feito quatro rakats.

Lembrando que não é permitido fazer a contagem em voz alta, usar um masbaha ou qualquer outro instrumento para fazer contas.

Recomenda-se fazer a contagem pressionando os dedos de forma suave e, caso alguma seja perdida, pode ser reposta na prostração seguinte.

Esta é uma poderosa recordação de Allah que irá tocar profundamente o coração do crente que a fizer.

Awwabin

Período: Após o maghreb até o isha.

Unidades de prostração (rakats): No mínimo 2, no máximo 20, mas preferencialmente 6.

Frequência: Pode ser feita diariamente.

O salat al-Awwabin é uma oração feita no período da noite, que pode ser feita após o pôr do sol, logo depois da oração obrigatória deste período, o maghreb.

Embora os estudiosos apontem o número mínimo de unidades de prostração em duas e o máximo 20, as narrações mostram que o Profeta Muhammad costumava fazer seis rakats nesta oração.

A oração pode ser dividida em ciclos de duas ou quatro prostrações.

O propósito do salat al-Awwabin é justamente preencher o tempo que leva entre uma oração e outra, para que os muçulmanos tenham mais uma alternativa de adoração para este período.

"Abu Hurayrah narrou que o Mensageiro de Allah ﷺ disse: “Quem realiza seis rakaʿāt após a oração do maghrib, sem se envolver em nenhuma conversa vil, recebe uma recompensa equivalente a doze anos passados ​​​​em adoração.” (Tirmidhi 435) 

Duha

Período: Do nascer do sol até o Dhur, exceto nos horários proibidos para oração.

Unidades de prostração (rakats): Números pares.

Frequência: Pode ser feita diariamente.

Após a oração da alvorada (fajr), inicia-se um período estimado pelos estudiosos de 15 a 20 minutos durante o qual é proibido que os muçulmanos orem para que não rezem no mesmo período em que os idólatras do tempo do Profeta oravam.

Após este tempo, há uma prece muito abençoada e recomendada que os muçulmanos podem fazer: o salat ad-duha.

Em um relato do Profeta Muhammad, ele disse: “Quem orar quatro rakat no Duha antes disso, será construída uma casa no céu.” (Sahih Jami)

Há uma divergência sobre "as quatro rakats" se referirem à soma de duas do fajr e duas do duha. Mas, de qualquer modo, é preferível que o muçulmano faça ao menos quatro unidades de prostrações neste período.

Quem desejar fazer mais prostrações, é permitido, desde que as orações sejam em números pares. Relatos mostram que o Profeta Muhammad dizia os salams a cada duas prostrações e, portanto, este é o costume recomendado.

O período do salat ad-duha dura até os 15 minutos que antecedem a oração do meio-dia (dhur).
Neste intervalo da oração obrigatória, não é permitido fazer nenhuma reza e, após isso, o período do salat ad-duha se encerra.

Links Para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por especialistas na Religião Islâmica, profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês). Acesse nosso Quem Somos.