Página Inicial » Praticando o Islam » Como os Demônios são acorrentados no Ramadan?

Como os Demônios são acorrentados no Ramadan?

Entenda como somos afetados sobre a questão dos demônios estarem acorrentados no Ramadan, como uma forma de misericórdia de Allah.

Pergunta: O Profeta (que a paz esteja com ele) menciona em um hadith que o demônio dá 3 nós enquanto a pessoa está dormindo. Isso se aplica no Ramadan também quando todos os demônios estão presos? E quanto a outros lugares onde Shaytan está presente, como sussurrar em nossas orações, ficar em lugares sujos e assim por diante?

Resposta:

Oro para que você esteja bem.

Abu Hurayrah (que Allah esteja satisfeito com ele) narra que o Mensageiro de Allah (que Allah o abençoe e lhe conceda a paz) disse: “O demônio amarra três nós na parte de trás de vossas cabeças quando dormem, selando cada um com [a declaração]: “Você tem uma longa noite, então durma.” Se ele acordar e se lembrar de Allah, um nó será desfeito. Então, se ele realizar a ablução ritual, outro nó será desfeito. Se ele faz a oração, o terceiro nó também se desfaz. Após o que, a pessoa amanhece energético com um bom coração; caso contrário, se levantará maldoso e preguiçoso.” [Abu Dawud, Muwatta, com pequenas variantes narradas por Bukhari, Nasai, Ibn Majah e Ahmad]

Abu Hurayrah (que Allah esteja satisfeito com ele) narra que o Mensageiro de Allah (que Allah o abençoe e conceda a ele paz) disse: “Quando o mês do Ramadan se inicia, os portões do céu são abertos, os portões do inferno são fechados, e os demônios são acorrentados. ” [Bukhari] Outra narração menciona: “os demônios e os gênios rebeldes são acorrentados”. [Tirmidhi, Ibn Majah, Ibn Khuzaymah]

Quanto à última narração, os estudiosos diferiram em sua interpretação dos demônios sendo acorrentados. Ibn Hajar menciona as diferentes posições sobre o assunto, entre as quais estão:

1. Que de todos os demônios são acorrentados com base no significado literal e externo das narrativas proféticas.

2. Que apenas os mais rebeldes dos demônios são acorrentados, e não todos, como entendidos a partir de formulações variantes das narrativas em questão.

3. Que os hadiths apontam no sentido da expressão ser o aumento da recompensa e do perdão, como indicado pela narração de Muslim que afirma que “as portas da misericórdia estão abertas”, juntamente com a ineficácia dos sussurros diabólicos contra os crentes. Assim, é como se os demônios fossem algemados devido à sua fraqueza para atrair os crentes para o mal. [Fath al-Bari]

Portanto, se o que se quer dizer com o hadith é a amarração de todos os demônios, isso indicaria que a questão dos três nós pelo demônio não ocorre no Ramadan.

Se o significado do hadith for algemar os mais rebeldes dos gênios e demônios, então, o diabo que amarra os nós se refere a Iblis, sendo ele então algemado durante este mês abençoado. Isso é indicado por Badr al-Din al-Ayni em sua discussão sobre o significado do termo “demônio” neste hadith. No entanto, se se referir a demônios que não Iblis, como seus ajudantes e companheiros, a ligação ainda pode ocorrer de acordo com essa interpretação. [Umdat al-Qari]

Finalmente, de acordo com a interpretação final, os nós ainda podem continuar por todo o Ramadan, embora sua eficácia em fazer uma pessoa pecar diminuísse muito devido às bênçãos do mês e à abertura dos portões da misericórdia.

No final, independentemente de qual interpretação esteja correta, o que está estabelecido e claro é que o mês do Ramadan é um mês em que Allah, o Altíssimo, facilitou a realização de boas obras, o perdão dos pecados e a obtenção da felicidade eterna. Todos devemos nos esforçar ao máximo para aproveitar ao máximo nosso tempo durante esses dias abençoados; superar nossos desejos, maus hábitos e possíveis sussurros diabólicos.

E Allah sabe mais.

Traduzido de Seekers Guidance.

Links para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.