Página Inicial » Opinião » Reflexão » Uma dica de ninar para criar Crianças Gratas em um mundo Materialista
Muslim boy playing at home

Uma dica de ninar para criar Crianças Gratas em um mundo Materialista

Normalmente, meu marido é quem cumpre a rotina de levar nossos filhos para a cama, mas quando ele está viajando, eu tenho que assumir. Da última vez que em ele estava viajando, fiz algo diferente. Depois de escovar os dentes, dar beijos e abraços de boa noite, com cada um deles contorcido animado em meus braços, sendo colocados em seus lugares na cama e depois de um pouco de leitura do Alcorão, perguntei a cada criança, sucessivamente, com o rosto em expressão grave e séria: “ok, agora vou  perguntar algo muito importante. O que vocês têm para agradecer hoje a Allah?”

As crianças ficaram tão animadas! Suas faces se iluminaram. Eu não esperava que elas ficariam tão felizes ao ouvir essa pergunta, mas elas ficaram. Crianças, mesmo as jovens com 3 e 4 anos, amam muito ser questionadas sobre suas opiniões e pensamentos.

Eu não sabia o que esperar de suas respostas, já que em geral as crianças dão respostas engraçadas a perguntas sérias. As respostas dadas me surpreenderam e me deram uma lição de humildade, e essa pergunta imediatamente se tornou a parte favorita de todos na hora de dormir (e a minha também).

As respostas que elas davam às vezes giravam em torno das coisas mais divertidas que tínhamos feito naquele dia, como:

 “eu quero agradecer a Allah porque fomos àquele parque novo hoje, com as gangorras!”

 E:

“eu quero agradecer a Allah pelo bolo de chocolate depois do jantar de hoje!” “Mama, podemos ter mais bolo amanhã, inshaAllah?” “Veremos”.  

Entretanto, ouvi algumas respostas deles que de fato não esperava ouvir, especialmente por conta de suas idades. Ninguém aqui chegou nem aos 7 anos.

Tivemos: “quero agradecer a Allah por não nos fazer órfãos.” (Nós falamos sobre órfãos às vezes, por causa da menção a eles nas suras curtas do Juz’ ‘Amma (trigésima parte do Alcorão).

E: “quero agradecer a Allah por Mama e Baba e o quanto eles são lindos!”

E: “quero agradecer a Allah por nos dar o Khalid, por colocá-lo em nossa família!” (O irmão mais novo).

Recomendado para você:  Zombaria no Islam

E: “quero agradecer a Allah por nos dar um monte de comidas boas para comer, uma casa para viver e por nossa segurança!”

O mais surpreendente foi meu filho mais velho, dizendo: “quero agradecer a Allah porque eu fiz du’a (súplica) nesta manhã por não querer ir à consulta médica marcada hoje, porque não gosto de injeções, e então você me disse que a consulta foi cancelada! Eu quero agradecer a Allah por responder meu du’a!”

Alhamdulillah (expressão de agradecimento que significa: louvado seja Deus). Fiquei muito surpresa ao aprender o quanto as crianças muito novas aprendem e entendem. Elas entendem, instintivamente, a importância da família. Elas podem perceber, em algum nível, as coisas que seus pais fazem por elas. Elas entendem, pelo menos superficialmente por hora, que tudo o que temos nos foi dado por Allah, e que Ele ouve e responde ao du’a.

Minhas razões para fazer a elas essa pergunta específica são muitas. Uma é que nós vivemos num mundo muito egoísta e individualista, onde a sociedade cada vez mais nos encoraja a sermos mais egoístas e autocentrados (mais notadamente com o surgimento da geração dos selfies). Nós gostamos de receber crédito pelas coisas, somos presunçosos e nos auto promovemos, raramente dando crédito a quem é devido: o Criador. Eu desejo e rezo para que Allah conduza todas as nossas crianças para longe disso e as faça conscientes dos outros e de suas necessidades, ao invés de ter um foco hiperconcentrado apenas nelas próprias.  

Por que? Por que tanta gente é completamente desatenta e ingrata? Em uma poderosa passagem da Surata Al-A’raf , Allah nos narra como Shaitan (Satanás) prometeu nos desviar e destruir. Ao fim da promessa de Shaitan, ele diz:

 ثُمَّ لَآتِيَنَّهُم مِّن بَيْنِ أَيْدِيهِمْ وَمِنْ خَلْفِهِمْ وَعَنْ أَيْمَانِهِمْ وَعَن شَمَائِلِهِمْ ۖ وَلَا تَجِدُ أَكْثَرَهُمْ شَاكِرِينَ

“E eu irei até eles por entre suas mãos, por trás deles, por seus lados direito e esquerdo, e você verá que a maioria deles não é agradecida.”

Outra razão (para a pergunta) é para simplesmente fazê-las se habituar a agradecer a Allah desde uma idade jovem. Ano passado, para torná-las habituadas a dizer “obrigado” rotineiramente, ensinei às crianças o seguinte hadith(dito do Profeta Muhammadﷺ)

Recomendado para você:  6 Atitudes Erradas de um Novo Convertido ao Islam

  لا يشكر الله من لا يشكر الناس

“Quem não é grato às pessoas não é grato a Allah”.

Também me ocorreu que eu deveria ensiná-las também a focar na primeira metade desse hadith: agradecer a Allah. Qual o bem em ter filhos polidos e com boas maneiras, que dizem “obrigado” às pessoas, se elas não agradecem ao próprio Allah?

وقد روي في الأثر : أن داود – عليه السلام – قال : يا رب ، كيف أشكرك وشكري لك نعمة منك علي ؟ فقال الله تعالى : الآن شكرتني يا داود ، أي : حين اعترفت بالتقصير عن أداء شكر النعم

Foi narrado pela tradição que o Profeta Davi, que a paz esteja com ele, disse: “ó Senhor, como agradecê-Lo, quando a própria graça que Lhe dou é ela mesma uma bênção de Ti para mim?”

Allah, o Exaltado, disse: “agora você Me agradeceu, ó Davi, no momento em que percebeu a dificuldade de expressar completas graças pelas bênçãos.” 

A terceira razão que tenho em mente é ensiná-las gratidão e pensamento positivo já numa idade jovem. Os psicólogos nos dizem que, seja qual for o caminho que o cérebro normalmente percorra em nossos pensamentos cotidianos, este se tornará o caminho arraigado para nossos pensamentos seguirem. Se tornará nosso modo padrão, nossos padrões entrincheirados de pensamento. Algumas pessoas estão emperradas em pensamentos incessantemente negativos porque esse é o caminho que se tornou arraigado em suas mentes.

Eu espero ensinar a mim mesma e a meus filhos a fazer o oposto, ou seja, ter entrincheirados pensamentos positivos, ter positividade e gratidão como padrão. Eu quero que eles se acostumem a examinar o dia em busca de tudo que há de positivo nele, por todas as bênçãos que Allah concedeu a eles. Às vezes fazemos o exato oposto. Examinamos nosso dia e nossa vida em busca do negativo e das coisas que deram erradas, tudo aquilo de que sentimos ter sido privados.  

Allah descreve esse comportamento na Surata Al-’Aadiyat, quando diz:

Recomendado para você:  Eu, um grande muçulmano?

إن الإنسانَ لِرَبِّهِ لَكَنود

“Sem dúvida que a humanidade é, para Seu Senhor, kanud.”

O que essa palavra significa? No tafsir de Ibn Kathir (um famoso livro de exegese alcorânica), encontramos a seguinte definição:

لَوَّام لربه، يعدّ المصاءب و ينسى النعم

“Uma pessoa que culpa Seu Senhor, contabilizando as calamidades e esquecendo das bênçãos.

Esse é um claro retrato das atitudes de muitos hoje, e, especialmente em nosso ocidente moderno, desatento e sem Deus, vemos isso: pessoas que raivosamente culpam Deus por tudo de errado com elas e tudo de ruim que já aconteceu em suas vidas, literalmente contabilizando os problemas e esquecendo totalmente as bênçãos.

Na Surata Ibrahim, Allah nos diz:

وَآتَاكُم مِّن كُلِّ مَا سَأَلْتُمُوهُ ۚ وَإِن تَعُدُّوا نِعْمَتَ اللَّهِ لَا تُحْصُوهَا ۗ إِنَّ الْإِنسَانَ لَظَلُومٌ كَفَّارٌ

“Allah lhes deu tudo aquilo pelo que vocês pediram. Se vocês fossem contabilizar cada uma das bênçãos de Allah, não seriam capazes de enumerá-las. Sem dúvida que o ser humano é extremamente injusto, em constante negação.”

Aqui, este verso menciona contabilizar também, mas, em vez de contabilizar  

problemas, contabiliza bênçãos. Geralmente, vemos uma ligação entre esses dois conceitos: gratidão (shukr) e negação/descrença (kufr). O Profeta Muhammad ﷺ disse isso explicitamente no seguinte hadith:

 التَّحدُّثُ بنعمةِ اللهِ شُكرٌ، وتركُها كُفرٌ

“Falar sobre as bênçãos de Allah é shukr (gratidão), e deixar de fazê-lo é kufr (negação/descrença).”

Outro lugar em que vemos claramente esse elo entre os dois opostos, shukr e kufr, é no sétimo verso da Surata Ibrahim:

وإِذْ تَأَذَّنَ رَبُّكُمْ لَئِن شَكَرْتُمْ لَأَزِيدَنَّكُمْ ۖ وَلَئِن كَفَرْتُمْ إِنَّ عَذَابِي لَشَدِيدٌ

“E quando seu Senhor prometeu: se vocês tivessem gratidão, Eu iria absolutamente elevá-los, e se vocês negarem/descrerem, minha punição é severa.”

Que Allah nos faça todos, junto com nossos filhos, pessoas de shukr, de agradecimento e gratidão, e nos salve de ser pessoas de kufr. Que Allah aumente em nós tudo o que é bom, assim como Ele declarou em Seu Livro Divino.

Fonte: https://muslimskeptic.com/2019/05/27/a-bedtime-tip-for-raising-grateful-muslim-kids-in-an-entitled-world/

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.