Página Inicial » Perguntas e Respostas » Qual é o papel da religião na prevenção de conflitos e na promoção da paz sustentável? – Shaykh Faid Mohammed Said
Qual é o papel da religião na prevenção de conflitos e na promoção da paz sustentável? Shaykh Faid Mohammed Said

Qual é o papel da religião na prevenção de conflitos e na promoção da paz sustentável? – Shaykh Faid Mohammed Said

Qual é o papel da religião na prevenção de conflitos e na promoção da paz sustentável? Shaykh Faid Mohammed Said fez essas observações convincentes em uma conferência das Nações Unidas sobre esta questão.

Ele disse:

Deus disse no Alcorão que o propósito principal da religião é trazer alegria às pessoas, não para tornar a vida difícil para elas.

Muitas vezes, as pessoas falam sobre diferentes tipos de islamismo. Meu islã é o exemplo do Profeta ﷺ. Nossa natureza humana pode se inclinar para se vingar e odiar, mas isso não é o que o Islã me ensina. Exorto os muçulmanos e os não-muçulmanos a entender melhor esta religião.

Deus disse que enviou o Profeta ﷺ para lembrar as pessoas, não para controlá-las. O que as pessoas escolhem depende delas.

Um rabino judeu foi ver o Profeta ﷺ, quando o Profeta ﷺ deixou Makkah e foi à Madinah. A primeira coisa que o rabino disse que ouviu o Profeta dizer foi:

“Espalhe a paz e compartilhe alimentos juntos. Quando se trata de prática religiosa, reze na noite em que ninguém pode te ver. O culto é para você, mas o que você faz para os outros é o que nos manterá juntos “.

Todos os 114 capítulos do Alcorão começam com “Em nome de Deus, o Compassivo, o Misericordioso”. Devemos refletir sobre o fato de que de todos os Seus nomes, Deus escolheu estes dois.

Cresci num país onde vi conflitos com meus próprios olhos. Eu vi pessoas mortas nas ruas. É muito lamentável que matemos em nome de Deus.

Os sete princípios da convivência que encontrei no Alcorão

  • Liberdade de crença, em contextos inter-religiosos e dentro das crenças também.
  • Reconheça e respeite-se mutuamente.
  • Boa comunicação. Deus nos fez diferente, em nossas cores e nossa crença. O único caminho a seguir é falar uns com os outros e conhecer um ao outro.
  • Harmonia mútua.
  • Honra da humanidade: os direitos humanos não são suficientes (para uma tratativa decente aos demais seres humanos).
  • Justiça.
  • Compartilhe os valores que possuem em comum.
Recomendado para você:  Existe alguma súplica para me ajudar a encontrar emprego?

Quando o Profeta ﷺ e seus companheiros foram torturados e rejeitados por seu próprio povo em Makkah, ele enviou alguns deles para a Abissínia, uma terra governada por um rei cristão. O Profeta ﷺ fez isso por dois motivos:

  1. Havia um terreno comum compartilhado por cristãos e muçulmanos: ambos acreditam em Deus, ambos são pessoas do livro.
  2. O rei abissínio era conhecido por ser justo.

Quando os muçulmanos chegaram à Abissínia, o rei perguntou a um deles – o primo do Profeta ﷺ, Jaafar – sobre sua religião e o que ela representava. Jaafar disse:

“Somos pessoas beduínas. Antes do Profeta Muhammad ser nos enviado, nós nos oprimimos, lutávamos e não fomos bons com nossos vizinhos. Deus nos enviou alguém que conhecemos. Nós o conhecemos por seu bom caráter, confiabilidade e compaixão. Seus ensinamentos são para adorar a Deus sozinho, ser bom aos nossos vizinhos, falar a verdade, ser justo e ser útil para aqueles que precisam de nossa ajuda “.

E com isso o rei da Abissínia lhes deu abrigo.

Shaykh Faid concluiu dizendo que o problema não é de muita religião, mas de pouca religião de substância.

Fonte: https://seekershub.org/blog/2016/06/seven-principles-coexistence/

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.