Página Inicial » Novidades » Devo me casar com um muçulmano que não ora?

Devo me casar com um muçulmano que não ora?

Na família islâmica, o marido é responsável por guiar a família inclusive no sentido religioso. Por isso, a mulher deve ter bons critérios ao se casar.
  • O marido responderá por sua família perante a Allah no Dia do Juízo. Portanto, ele é responsável por guiar sua esposa e filhos.
  • Diante disso, a mulher deve optar por se casar com um homem que cumpre os princípios obrigatórios do Islam e tenha bom caráter.
  • Mas, se o casamento com um muçulmano que não cumpre suas obrigações religiosas for sua única alternativa, isto será melhor do que o celibato.

Pergunta 

Devo casar com um homem muçulmano que não ora, mas é religioso?

Resposta

Cara questionadora,

Que Allah lhe conceda um casamento abençoado e frutífero que lhe dê o melhor desta vida e da próxima.

É muito melhor casar com alguém que estabelece a oração, pois você não sabe se ele vai melhorar ou não e isso pode significar que seus filhos abandonem a oração no longo prazo.

Se, entretanto, você está procurando há muito tempo e tem poucas esperanças de encontrar alguém melhor, é muito melhor ser casada do que solteira.

O pastor e seu rebanho

O Profeta disse: “O homem está no comando de sua casa e será questionado sobre eles; a mulher cuida da casa de seu senhor e de seus filhos” (Bukhari e Muslim).

Embora aparentemente misógino para um público moderno, o Profeta nunca menosprezou as mulheres. Em vez disso, ele apenas colocou muito sobre os ombros dos homens. O marido e pai será questionado sobre sua família, e esta situação moral e financeira o torna “senhor”.

Para se ter uma ideia da linguagem usada, é importante notar que “senhor” [bal] também é o nome de um deus que era adorado pelo povo do Profeta Ilyas.

Essa responsabilidade é declarada claramente no Alcorão:

“Ó vocês que acreditam! Protejam-se e protejam suas famílias de um fogo [insondável] cujo combustível são pessoas e pedras, sobre as quais estão anjos, duros e severos, que não desobedecem aos comandos que recebem de Allah, mas fazem o que lhes é ordenado” (Sura al Tahrim, 6:66).

Escolhendo um marido

Diante dessa responsabilidade, ao procurar um marido, um fundamento religioso básico é realmente necessário.

O Profeta Muhammad disse: “Cuide bem de casar com uma esposa realmente religiosa. Ai de você, caso contrário!" (Bukhari e Muslim). Dado o papel de guardião do marido, este comando é ainda mais aplicável aos maridos.

Dito isso, ninguém é perfeito, e também nunca devemos julgar ninguém por causa de uma falha que tenha.

Ser casado e permanecer casado

Buscar a perfeição também não é uma boa ideia e, se alguém está procurando um cônjuge há muito tempo, ou teve casamentos anteriores, às vezes é muito melhor ter um marido aceitável do que nenhum marido. Nesse caso, pode ser melhor casar com alguém que é muçulmano e te trata bem, mas não ora, do que permanecer em celibato.

O Profeta disse: “Há quatro coisas que estão no caminho dos mensageiros proféticos: modéstia, perfume, lavar os dentes e casamento” (Tirmidhi). Então, se casar é uma sunna [al Majmu, Nawawi]. Mas não há necessidade, ao mesmo tempo, de se apressar demais.

Também é importante notar que só porque o marido não é incrivelmente religioso ou não melhora com o tempo, é preciso começar a pensar imediatamente em divórcio. O Profeta disse: “Qualquer mulher que pedir o divórcio ao marido sem sofrer nenhum dano não sentirá o cheiro do Paraíso” (Abu Dawud). Portanto, o “dano” teria que ser algumas deficiências religiosas sérias que realmente a prejudicam pessoalmente.

Conclusão

Dado que o homem deve ser um modelo para sua esposa e filhos, é muito superior encontrar um marido que estabeleça a oração, todas as coisas sendo iguais.

Eu rezo para que isso ajude.

Por: [Ustadh] Farid Dingle

Verificado e aprovado por Shaykh Faraz Rabbani

Via: Seekers Guidance

Links para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por especialistas na Religião Islâmica, profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês). Acesse nosso Quem Somos.