Página Inicial » Mundo Islâmico » Laylat al-Raghaib: Muçulmanos Celebram a Noite dos Desejos
Queremos ir além. Clique para nos apoiar mensalmente!
Laylatul al-Raghaib
(Foto: IHA)

Laylat al-Raghaib: Muçulmanos Celebram a Noite dos Desejos

  • Laylat al-Raghaib, ou a “Noite dos Desejos”, é considerada uma das cinco noites mais sagradas do Islam.
  • Esta data abre um período de três meses importantes para os muçulmanos, em que eles começam a se preparar para o Ramadan.
  • A tradição islâmica reforça que Deus atende todos os pedidos feitos pelos muçulmanos durante a Laylat al-Raghaib.

Muçulmanos de todo o mundo celebrarão na quinta-feira à noite a Laylat al-Raghaib, a abençoada Noite dos Desejos, que marca a primeira noite de Sexta-Feira (Jummah) do mês de Rajab no calendário lunar islâmico, que se inicia com a chegada da oração do Magrib.

A noite marca o início de três meses sagrados – Rajab, Shaaban e Ramadan – no calendário islâmico lunar islâmico, iniciando a contagem regressiva para o Ramadan.

Os muçulmanos tradicionalmente recitam um conjunto especial de orações e leem o Alcorão nesta noite, com diversas práticas voluntárias de adoração sendo adotadas. A acredita-se, baseando-se nas fontes sagradas, que todos os desejos, pedidos e expectativas serão cumpridos se solicitados com sinceridade para o Criador nesta noite.

Raghaib vem da raiz “regabe” em árabe, que significa desejar, procurar ou vigiar.

De acordo com os versículos do Alcorão e os hadiths do Profeta Muhammad, para os muçulmanos há cinco noites sagradas, e elas são: Laylat al-Raghaib, Laylat al-Miraj, Laylat al-Berat, Laylat al-Qadr e a noite do Mawlid an-Nabi, que marca no nascimento do Profeta.

As tradições culturais da Leylat al-Raghaib são observada em diversos países muçulmanos. Na Turquia, a tradição de acender luzes nas mesquitas remonta o reinado do sultão otomano Selim II, no século XVI. As noites eram chamadas de “kandil geceleri”, pois os muçulmanos usavam lâmpadas a óleo chamadas de “kandils” nas mesquitas nesses dias. A maioria das confeitarias e padarias vendem “Kandil Simidi”, pequenas rosquinhas com sementes de cominho ou gergelim preto.

Recomendado para você:  Entendendo a Crise de Autoridade dentro do Islã Pós Moderno - Uma entrevista com Sheykh Abdal Hakim Murad

De acordo com o calendário islâmico, essas noites sagradas acontecem da seguinte maneira:

No 12º dia de Rabi al-Awwal, o terceiro mês do calendário islâmico, os muçulmanos comemoram o nascimento do Profeta Muhammad no Mawlid an-Nabi, com recital de cânticos e leitura de passagens da vida do Profeta.

Depois vem Laylat al-Raghaib. Logo em seguida vem a Laylat al-Miraj, também chamada de “Noite da Ascensão“, no dia 27 de Rajab, o sétimo mês no calendário islâmico. A noite marca a viagem noturna do Profeta Muhammad de Meca à mesquita Al-Aqsa em Jerusalém, da qual ele subiu aos Céus.

A noite de Laylat al-Baraat (ou meados de Shaaaban) é quando os muçulmanos pedem perdão pelos pecados próprios ou de seus ancestrais, e isso geralmente é observado na noite entre 14 e 15 de Shaban. Os muçulmanos acreditam que seus destinos são determinados para o próximo ano nesta noite.

Laylat al-Qadr culmina o fim dessas noites sagradas e sinaliza os últimos 10 dias do Ramadan. Este período é considerado especialmente divino no Islam. Também chamada Noite do Decreto, Poder ou Destino. A noite é quando os versículos do Alcorão foram revelados pela primeira vez ao Profeta Muhammad. Os muçulmanos acreditam que Allah enviou o anjo Gabriel, conhecido como “o Espírito”, ao Profeta Muhammad nesta noite.

Via Daily Sabah

Links para Leitura

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.