Página Inicial » Opinião » Reflexão » O Propósito da Oração no Islam
Muslim boy learning how to make Dua to Allah

O Propósito da Oração no Islam

A oração (salat) é a prática mais importante no Islam depois de declarar fé em Allah e Seu Mensageiro. O Profeta descreveu a oração como uma luz, o pilar do Islam e está entre as melhores ações.

Abdullah ibn Mas’ud relatou: Eu perguntei: “Ó Mensageiro de Allah, qual é a melhor ação?” O Mensageiro de Allah, ﷺ, disse:

الصَّلَاةُ عَلَى مِيقَاتِهَا

Oração no seu devido tempo.

Fonte: Sahih al Bukhari – 2630

Mas isto é para a oração verdadeira e sincera que completa seu propósito e objetivo, tanto interna quanto externamente. Não simplesmente realizando movimentos sem presença de coração. Para que a oração seja cumprida, devemos permitir que ela purifique nossos corações, nos mantenha afastados do pecado e enriqueça nossas vidas da lembrança de Allah.

A purificação do coração é o objetivo religioso supremo da oração. Uma oração só será aceitável para Allah se for feita com sinceridade, reverência, consciência e arrependimento. Nossas orações devem purificar o coração de toda doença espiritual, como inveja, malícia e arrogância.

Allah disse:

قَدْ أَفْلَحَ مَن تَزَكَّىٰ وَذَكَرَ اسْمَ رَبِّهِ فَصَلَّىٰ

Bem-aventurado aquele que se purificar. E mencionar o nome do seu Senhor e orar! (87:14-15)

A parábola da oração é a de um rio correndo em que purificamos nossos corações cinco vezes por dia.

Jabir ibn Abdullah relatou: O Mensageiro de Allah, ﷺ, disse:

مَثَلُ الصَّلَوَاتِ الْخَمْسِ كَمَثَلِ نَهْرٍ جَارٍ غَمْرٍ عَلَى بَابِ أَحَدِكُمْ يَغْتَسِلُ مِنْهُ كُلَّ يَوْمٍ خَمْسَ مَرَّاتٍ

O exemplo das cinco orações é o de um rio correndo à porta de um de vocês, no qual ele se limpa cinco vezes por dia.

Fonte: Sahih Muslim – 668

Quando estamos nos preparando para a oração, devemos manter essa imagem em mente, para que nossa consciência se concentre no objetivo de alcançar um coração puro. 

Relacionada a essa purificação interior está a purificação do pecado, pois a oração está entre as maiores boas ações pelas quais expiamos nossos pecados.

Abdullah ibn Mas’ud relatou: Um homem beijou uma mulher que não era sua esposa e ele foi ao Mensageiro de Allah, ﷺ, contar sobre isso. Então, o versículo foi revelado:

Recomendado para você:  10 Dicas de saúde que unem a ciência e a Sunnah!

أَقِمْ الصَّلَاةَ طَرَفَيْ النَّهَارِ وَزُلَفًا مِنْ اللَّيْلِ إِنَّ الْحَسَنَاتِ يُذْهِبْنَ السَّيِّئَاتِ

Estabeleça a oração nos dois extremos do dia e nas primeiras horas da noite. Em verdade, as boas ações acabarão com más ações. (11:114)

Fonte: Sahih Bukhari 4410

Essa expiação é outra maneira de ver a oração como um rio, uma vez que nos purifica dos pecados que cometemos.

Abu Huraira relatou: O Mensageiro de Allah, ﷺ, disse:

أَرَأَيْتُمْ لَوْ أَنَّ نَهَرًا بِبَابِ أَحَدِكُمْ، يَغْتَسِلُ فِيهِ كُلَّ يَوْمٍ خَمْسًا مَا تَقُولُ ذَلِكَ يُبْقِي مِنْ دَرَنِهِ‏

Se houvesse um rio na porta de alguém e ele tomasse banho cinco vezes por dia, notaria alguma sujeira nele?

Eles disseram: “Nenhum vestígio de sujeira seria deixado”. Então, o Profeta disse:

فَذَلِكَ مِثْلُ الصَّلَوَاتِ الْخَمْسِ يَمْحُو اللَّهُ بِهَا الْخَطَايَا

Esse é o exemplo das cinco orações com as quais Allah apaga as más ações.

Fonte: Sahih al Bukhari – 505

A ablução com água (wudu), que precede a oração, representa esse processo de arrependimento e purificação. Quando praticamos a ablução, devemos imaginar que a sinceridade e a pureza do nosso ato limpam o pecado de nossas almas com cada gota de água.

Abu Huraira relatou: O Mensageiro de Allah, ﷺ, disse:

إذا توضأ العبد المسلم أو المؤمن فغسل وجهه خرج من وجهه كل خطيئة نظر إليها بعينيه مع الماء أو مع آخر قطر الماء فإذا غسل يديه خرج من يديه كل خطيئة كان بطشتها يداه مع الماء أو مع آخر قطر الماء فإذا غسل رجليه خرجت كل خطيئة مشتها رجلاه مع الْمَاءِ أَوْ مَعَ آخِرِ قَطْرِ الْمَاءِ حَتَّى يَخْرُجَ نَقِيًّا مِنْ الذُّنُوبِ

Quando um muçulmano ou um crente lava o rosto em ablução, todo pecado que cometeu com os olhos será lavado com a última gota de água. Quando ele lava as mãos, todo pecado que cometeu com as mãos será lavado com a última gota de água. Quando ele lava os pés, todos os pecados que cometeu serão lavados com a última gota de água até que ele saia purificado do pecado.

Fonte: Sahih Muslim – 244

Recomendado para você:  Sheikh diz que Sol gira em torno da Terra

Por esse motivo, a súplica do Profeta ao concluir a ablução era dizer o seguinte:

اللَّهُمَّ اجْعَلْنِي مِنْ التَّوَّابِينَ وَاجْعَلْنِي مِنْ الْمُتَطَهِّرِينَ

Ó Allah, faça-me entre os que se arrependem e faça-me entre os que se purificam.

Fonte: Sunan At-Tirmidhi – 55

Em geral, a oração expia pecados menores, pelos quais não há necessidade de arrependimento específico. Não devemos pensar que podemos realizar grandes pecados e expiá-los apenas com orações.

Othman Ibn Afan, رضي الله عنه, relatou: O Mensageiro de Allah, ﷺ, disse:

ما من امرئ مسلم تحضره صلاة مكتوبة فيحسن وضوءها وخشوعها وركوعها إلا كانت كفارة لما قبلها من الذنوب ما لم يؤت كبيرة وذلك الدهر كله

Quando chega a hora da oração prescrita, nenhum muçulmano a executa com sua ablução, reverenciando e curvando-se, exceto que isso, será uma expiação por seus pecados anteriores, desde que ele não cometa um pecado grave, e isso se aplica a todos os tempos.

Fonte: Sahih Muslim – 228

Os pecados graves que envolvem os direitos das pessoas, como o roubo, exigem atos específicos de arrependimento, como devolver o dinheiro roubado ou reparar o que foi feito de errado. No entanto, em alguns casos especiais, uma oração sincera como um ato de arrependimento pode expiar pecados que, de outra forma, poderiam envolver punições mundanas.

Anas ibn Malik relatou: Um homem veio ao Mensageiro de Allah, ﷺ, e ele disse: “Ó Mensageiro de Allah, cometi uma ofensa que merece punição legal, então a imponha a mim.” O homem estava presente na oração e ele orou com o Mensageiro de Allah. Quando eles terminaram a oração, o homem repetiu seu pedido. E o Profeta disse:

هَلْ حَضَرْتَ الصَّلاَةَ مَعَنَا

Você estava presente conosco no momento da oração?

O homem disse que sim. O Profeta disse:

قَدْ غُفِرَ لَكَ

Você foi perdoado.

Fonte: Sahih al Bukhari – 6437

Neste exemplo, o homem confessou ao Profeta sem nomear seu delito específico. O Profeta não gostava de aplicar punição legal se a situação pudesse ser corrigida sem ela. Visto que a confissão do homem era vaga o suficiente, mas indicativa de seu sincero arrependimento, o Profeta informou que a oração havia expiado seu pecado.

Recomendado para você:  Onde está a misericórdia?

Tendo realizado a oração com esse entendimento e propósito espiritual, o resultado natural é que nossas orações nos impedem de cometer mais pecados e nos instilam com bom caráter.

Allah disse:

إِنَّ الصَّلَاةَ تَنْهَىٰ عَنِ الْفَحْشَاءِ وَالْمُنكَرِ ۗ وَلَذِكْرُ اللَّهِ أَكْبَرُ

porque a oração preserva (o homem) da obscenidade e do ilícito; mas, na verdade, a recordação de Allah é o mais importante. (29:45)

Como então uma pessoa pode orar, com a intenção de purificar seu coração e se arrepender por seus pecados, e depois cometer mais pecados e crimes? A indulgência adicional em cometer erros após a oração apenas demonstra que a oração realizada havia sido deficiente.

Abu Huraira relatou: Um homem veio ao Profeta e ele disse: “De fato, um homem ora à noite, mas rouba pela manhã.” O Profeta, ﷺ, disse:

إِنَّهُ سَيَنْهَاهُ مَا يَقُولُ

Na verdade, (a oração) deveria impedi-lo de fazer isso.

Fonte: Musnad Ahmad – 9486

Sem dúvida, a prevenção do pecado é um dos principais objetivos da oração, mas, como diz o versículo, “a recordação de Allah é mais importante”.

Essencialmente, a oração é um ato inteiro de lembrança para Allah, lembrando de Sua grandeza, o caminho dos profetas e a vida futura. Essa lembrança está no centro da oração e de todos os atos de adoração e boas ações. É o que enriquece nossas vidas e leva à vida eterna no Paraíso. Portanto, a parábola daqueles que se lembram ou esquecem de Allah é como a diferença entre os vivos e os mortos.

Abu Musa relatou: O Mensageiro de Allah, ﷺ, disse:

مَثَلُ الْبَيْتِ الَّذِي يُذْكَرُ اللَّهُ فِيهِ وَالْبَيْتِ الَّذِي لَا يُذْكَرُ اللَّهُ فِيهِ مَثَلُ الْحَيِّ وَالْمَيِّتِ

O exemplo da casa em que Allah é lembrado e da casa em que Allah não é lembrado é o dos vivos e dos mortos.

Fonte: Sahih al Bukhari – 6044

Com isso em mente, devemos nos esforçar para tornar nossas orações significativas em todos os níveis, interna e externamente, de acordo com as regras da prática apropriada e as regras do coração.

O sucesso vem de Allah, e Allah sabe melhor.

Fonte: https://abuaminaelias.com/the-purpose-of-prayer-in-islam/?fbclid=IwAR0Kv8vGc12mknl9ssxBnovjm8wQmjkjr34jKb2vO92nGFwNzIoyImex0uY

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.