Página Inicial » Notícias » Aqiqah: Celebração de Nascimento dos Recém Nascidos

Aqiqah: Celebração de Nascimento dos Recém Nascidos

A celebração islâmica ao recém-nascido (al-‘aqiqah) é recomendada para meninos e meninas. Uma opinião acadêmica estipula que duas ovelhas devem ser sacrificadas por um menino e apenas uma ovelha por uma menina. É inferido erroneamente dessa opinião que os meninos são mais valiosos que as meninas. Essa interpretação é impossível, porque contradiz o Alcorão, que expressa valor espiritual apenas em termos de retidão e não de gênero, raça ou qualquer outra característica física. Além disso, a opinião acadêmica alternativa e, sem dúvida, a opinião mais forte, é que o sacrifício por meninos e meninas deve ser o mesmo.

Na escola de Maliki, a opinião é que uma ovelha deve ser sacrificada para cada menino e menina, como parte da celebração e para distribuir uma porção da carne aos pobres em caridade.

Nafi, رحمة الله عليه, relatou:

أن عبد الله بن عمر رضي الله عنه لم يكن يسأله أحد من أهله عقيقة إلا أعطاه إياها وكان يعق عن ولده بشاة شاة عن الذكور والإناث

Abdullah ibn Omar, رضي الله عنه, não foi solicitado por nenhum familiar à realizar a celebração do recém-nascido, mas ele o fez. Ele fez uma celebração de recém-nascido para o seu filho, sacrificando uma ovelha para cada menino e menina.

Fonte: Al Muwatta – 2187

Imam Malik, رحمة الله عليه, relatou um consenso sobre esse ponto entre o povo de Medina, o que significa dizer que era a prática viva da cidade instituída pelo próprio Profeta صلى الله عليه وسلم.

Malik disse:

الأمر الذي لا اختلاف فيه عندنا في العقيقة أن من عق فإنما يعق عن ولده عن الذكور والإناث بشاة شاة وليست العقيقة بواجبة ولكنها يستحب العمل بها

A questão em que não há discordância entre nós em relação à celebração do recém-nascido, é que quem o realiza faz isso por seu filho, oferecendo uma ovelha para cada macho e fêmea. A celebração do recém-nascido não é uma obrigação, mas é recomendável agir de acordo com ela.

Fonte: al-Muwatta – 02/206

Recomendado para você:  Plovdiv: a Granada do Oriente - Sheykh Abdul Hakîm Murad

A cadeia de narração sobre a qual Imam Malik se baseou é considerada uma das correntes mais fortes de autoridade (al-isnad) nas ciências do Hadith.

Safiri, رحمة الله عليه, escreveu:

مذهب البخاري أن أصح الأسانيد ما رواه مالك عن نافع عن ابن عمر

O caminho de Al Bukhari com a mais autêntica das cadeias de trasmissões é o que foi narrado por Malik, através de Nafi e Ibn Omar.

Fonte: Al Majalis al-Wa’ziyah – 01/335

Além disso, Ibn Omar, رضي الله عنه, era uma autoridade na prática profética, por isso suas práticas são geralmente atribuídas ao próprio Profeta صلى الله عليه وسلم.

Az-Zurqani escreve:

كَانَ يعني ابن عمر مَنْ أَشَدِّ الصَّحَابَةِ اتِّبَاعًا لِلسُّنَّةِ فَيَجِبُ نَشْرُهَا … فَإِنَّ الذَّكَرَ وَالْأُنْثَى فِيهَا سَوَاءٌ

Ibn Omar foi o mais rigoroso dos companheiros em seguir a Sunnah, por isso é uma obrigação propagar o que ele fez… pois o macho e a fêmea são os mesmos em relação à celebração do recém-nascido.

Fonte: Sharh al Zurqani – 03/149

E Ibn Hajar escreve:

وَعَنْ مَالِكٍ هُمَا سَوَاء فَيَعُقُّ عَنْ كُلِّ وَاحِدٍ مِنْهُمَا شَا

Malik conta que o menino e a menina são iguais, então a celebração do recém-nascido é realizada para cada um deles com uma ovelha.

Fonte: Fath al Bari – 09/592

Em apoio a essa opinião, Malik se refere a outra narração autêntica que afirma que o Profeta, صلى الله عليه وسلم, sacrificou apenas um carneiro para cada um de seus netos.

Ibn Abbas, رضي الله عنه, relatou:

أَنَّ رَسُولَ اللَّهِ صلى الله عليه وسلم عَقَّ عَنِ الْحَسَنِ وَالْحُسَيْنِ كَبْشًا كَبْشًا

O Mensageiro de Allah, صلى الله عليه وسلم, realizou a celebração do nascimento de Hasan e Hussein, sacrificando um carneiro para cada um.

Fonte: Nome de Abu Dawud – 2841

No entanto, um relatório variante com uma cadeia autêntica afirma que eram dois carneiros cada:

بِكَبْشَيْنِ كَبْشَيْنِ

… Com dois carneiros cada.

Fonte: Sunan al Nasai – 4219

Recomendado para você:  Na Tunisia, Sufis resistem ao avanço do Salafismo

E há outro relato de Aysha, رضي الله عنها, sobre duas ovelhas para um menino:

أَنَّ رَسُولَ اللَّهِ صَلَّى اللَّهُ عَلَيْهِ وَسَلَّمَ أَمَرَهُمْ عَنْ الْغُلَامِ شَاتَانِ مُكَافِئَتَانِ وَعَنْ الْجَارِيَةِ شَاةٌ

O Mensageiro de Allaah, صلى الله عليه وسلم, ordenou que sacrificassem duas ovelhas da mesma idade por um menino e uma por uma menina.

Fonte: Sunan at-Tirmidhi – 1513

Essas narrações conflitantes, várias consideradas corretas, são a razão do desacordo acadêmico. 

Como os relatórios aparentemente se contradizem, Malik preferiu dar maior peso à igualdade entre os sexos, o que está de acordo com o princípio geral do Alcorão.

Az-Zurqani escreve:

لَكِنَّ حُجَّةَ مَالِكٍ وَمَنْ وَافَقَهُ أَنَّهُ لَمَّا اخْتَلَفَتِ الرِّوَايَةُ فِيمَا عَقَّ بِهِ عَنِ الْحَسَنَيْنِ تَرَجَّحَ تَسَاوِي الذُّكُورِ وَالْإِنَاثِ بِالْعَمَل

Em vez disso, o argumento de Malik e daqueles que concordaram com ele é que, quando os relatos sobre a celebração do nascimento de Hasan e Hussein, ele daria preponderância à igualdade entre homens e mulheres na prática.

Fonte: Sharh al-Zurqani – 03/149

Em geral, as regras para homens e mulheres são as mesmas, com algumas exceções relacionadas à natureza de homens e mulheres, como regras para menstruação.

Aysha, رضي الله عنها, relatou: O Mensageiro de Allah, صلى الله عليه وسلم, foi questionado sobre um homem que se encontra em estado impuro ao acordar, mas ele não se lembra de ter uma emissão noturna. O Profeta disse:

يُغْتَسِلُ

Ele deveria tomar um banho.

Umm Sulaim disse: “É o mesmo para uma mulher se ela vê algo assim?” O Profeta disse:

نَعَمْ إِنَّمَا النِّسَاءُ شَقَائِقُ الرِّجَالِ

Sim, pois as mulheres são apenas as contrapartes dos homens.

Fonte: Musnad Ahmad – 25663

Nesta narração, o Profeta, صلى الله عليه وسلم, afirmou que a mesma regra que se aplica aos homens também se aplica às mulheres. Homens e mulheres são iguais, exceto em algumas particularidades. Por isso, o Imam Malik deu preponderância à posição padrão – igualdade entre os sexos – quando os textos se contradizem.

Recomendado para você:  Como Atingir Fanā al-Qalb: Aniquilação do Coração?

Se, por uma questão de argumento, aceitamos a opinião de que um menino é celebrado com duas ovelhas e uma menina com uma, a razão por trás dessa regra não está declarada nos textos. Só podemos inferir e especular a sabedoria por trás disso.

Com certeza, não pode ser porque os meninos são melhores ou mais valiosos que as meninas. O Alcorão critica duramente a cultura pré-islâmica que desvalorizou as meninas, incluindo a pressão cultural que incentivaría os homens a enterrar suas filhas vivas.

Allah disse:

وَإِذَا بُشِّرَ أَحَدُهُم بِالْأُنثَىٰ ظَلَّ وَجْهُهُ مُسْوَدًّا وَهُوَ كَظِيمٌ يَتَوَارَىٰ مِنَ الْقَوْمِ مِن سُوءِ مَا بُشِّرَ بِهِ ۚ أَيُمْسِكُهُ عَلَىٰ هُونٍ أَمْ يَدُسُّهُ فِي التُّرَابِ ۗ أَلَا سَاءَ مَا يَحْكُمُونَ

Quando a algum deles é anunciado o nascimento de uma filha, o seu semblante se entristece e fica angustiado. Oculta-se do seu povo, pela má notícia que lhe foi anunciada: deixá-la-á viver, envergonhado, ou a enterrará viva? Quem péssimo é o que julgam!

Seria absurdo para o Profeta, صلى الله عليه وسلم, instituir uma prática que reforçasse o preconceito cultural que o Alcorão foi revelado para desmantelar. Pelo contrário, é mais provável que ele tenha estipulado duas ovelhas para meninos e uma para meninas em alguns casos específicos, dependendo das circunstâncias.

Talvez o Profeta, صلى الله عليه وسلم, entendeu que alguns homens, recém-convertidos ao Islã, ainda estavam sob pressão cultural pré-islâmica e, portanto, ele diminuiu a quantidade recomendada de caridade, para tomar a decisão de facilitar a menina para eles. Como tal, era um meio de desmantelar ainda mais esse preconceito cultural e não reforçá-lo.

De qualquer forma, a opinião mais forte, tanto do ponto de vista textual quanto do princípio, é que meninos e meninas são igualmente celebrados como recém-nascidos. Não apenas esse foi o consenso dos estudiosos de Medina, como também está de acordo com o princípio corânico da igualdade espiritual entre os gêneros.

O sucesso vem de Allah, e Allah sabe melhor.

Fonte: https://abuaminaelias.com/why-two-sheep-for-a-boy-and-one-for-a-girl/?fbclid=IwAR1457_zvuI1w10imC3tJJMYkJ7Qy468JrTgc6f7Z8Yv5d4jzmggedZ-mS8

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.