Página Inicial » Mundo Islâmico » 7 Filantropos Muçulmanos que Promovem Grandes Impactos
Queremos ir além. Clique para nos apoiar mensalmente!
Nawa Al Soufi Filantropa Marroquina
Nawal Al-Soufi já salvou mais de 200 mil vidas de refugiados perdidos em alto mar. (Foto: iodona.it)

7 Filantropos Muçulmanos que Promovem Grandes Impactos

  • A caridade é um dos princípios islâmicos, e todo muçulmano é incentivado a praticá-la.
  • Várias personalidades muçulmanas estão empenhadas em ativismo social, ações de caridade e de desenvolvimento econômico.
  • Boa parte dessas iniciativas têm como objetivo reduzir a pobreza e promover qualidade de vida para as pessoas mais pobres ou em situação vulnerável.
  • As pessoas desta lista estão entre as 500 personalidades mais influentes do mundo islâmico, de acordo com a revista The Muslim 500.

A The Muslim 500 é uma revista anual que traz as 500 personalidades muçulmanas mais influentes de cada ano. As pessoas mencionadas na publicação são divididas em diversas categorias, entre elas, a filantropia. 

Nesta categoria, diversos trabalhos de caridade e desenvolvimento social feitos por muçulmanos ao redor do mundo são divulgados e, na edição deste ano, a The Muslim 500 destacou 24 iniciativas que estão sendo feitas em 17 países.

Abaixo, você confere sete filantropos destacados pela revista, que coordenam ações sociais em diversos países, promovendo desenvolvimento social, e salvando a vida de pessoas que vivem em áreas de risco. 

Dr. Imtiaz Ismail Sooliman (África do Sul)

Imtiaz Ismail Sooliman
Imtiaz Ismail Sooliman é um dos maiores filantropos da África

Imtiaz Ismail Sooliman é o fundador da Gift Of Givers Foundation, a maior instituição de auxílios em situação de desastres do continente africano. A organização já destinou 103 milhões de dólares em doações para 41 países ao redor do mundo.

A Gift Of Givers Foundation foi responsável pelo desenvolvimento de hospitais móveis, construídos em containers, que foram implantados na Bósnia. Eles também possuem 24 ações na África do Sul e no Malaui.

Recomendado para você:  Entendendo a Crise de Autoridade dentro do Islã Pós Moderno - Uma entrevista com Sheykh Abdal Hakim Murad

No ano de 2010, a organização conquistou o prêmio South Africa’s Order of the Baobab por seu trabalho, que se destaca muito em meio a outros. Além disso, em 2016 ganhou outro prêmio, o Global Citizen Award from Henley & Partners, em Londres.

Adibi Rizvi (Paquistão)

Adibi Rizvi
Adibi Rizvi coordena o maior projeto de saúde gratuita do Paquistão

O médico Adibi Rizvi trabalha para promover saúde gratuita para os paquistaneses. Ele administra a Sindh Institute of Urology and Transplantation (SIUT), um projeto que foi fundado em 1971 com apenas oito leitos hospitalares, conseguiu crescer e hoje é a maior organização de saúde do Paquistão.

A instituição oferece atendimento gratuito em diversas especialidades, como urologia, nefrologia, transplantes e doenças relacionadas ao fígado. Ao todo, são 10 unidades espalhadas pelo país.

Por causa das suas iniciativas, Adibi Rizvi já foi agraciado com o “prêmio pela conquista da vida”, concedido pela Sindhi Association of North America (Sana).

Dr. Hany Al-Banna (Reino Unido)

Hany Al-Banna
Hany Al-Banna coordena a maior ONG islâmica do ocidente

O Dr. Hany Al-Banna é responsável pela Islamic Relief, a maior ONG islâmica do ocidente, cujo trabalho é destinar recursos financeiros para ajuda humanitária e desenvolvimento de comunidades carentes. 

A Islamic Relief foi fundada em 1984 e presta assistência em 30 países. Devido aos seus esforços, Hany Al-Banna já foi condecorado com a Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth.

Em 2015, a Islamic Relief assinou um documento junto com a União Africana, formalizando uma parceria para combater a pobreza no continente. 

Rainha Rania Al-Abdullah (Jordânia)

Rainha Rania Al-Abdullah
A rainha Rania Al-Abdullah ajuda crianças tiradas de zonas de risco

Rania Al-Abdullah, a rainha da Jordânia, é conhecida mundialmente não somente por causa do cargo que ocupa, mas também pelo seu ativismo social. 

Ela foi responsável pela criação do programa “Minha Escola”, cujo objetivo é gerar desenvolvimento na educação pública jordaniana. Além disso, também recebeu o prêmio Global Trailblazer Award e o Fellowship Award, do programa “Fashion for Relief”, por ter ajudado crianças que foram resgatadas de zonas de conflito.

Recomendado para você:  Livro ''Guerra Santa'' de Nigel Cliff

As ações promovidas pela Rainha Rania Al-Abdullah têm sido importantes para divulgar diversas causas árabes e islâmicas, e humanizá-las.

Nawal Al-Soufi (Marrocos)

Nawal Al-Soufi
Nawal Al-Soufi recebendo o prêmio das mãos do emir Mohammed bin Rashid Al Maktoum

Desde 2013, a ativista dos direitos humanos Nawal Al-Soufi se empenha em resgatar refugiados sírios, que tentam fugir dos conflitos em seu país tentando atravessar o mar mediterrâneo de bar. Na travessia, muitos imigrantes acabam ficando perdido em alto mar. 

Nawal Al-Soufi presta trabalho voluntário desde os 14 anos, quando ajudou os sem-teto do Marrocos. Em 2012, ela chefiou um comboio humanitário pela Síria que ajudou cerca de 800 famílias, e naquele período ela ajudou muitos sírios a se refugiarem na Itália.

Em seu trabalho de resgatar barcos de refugiados perdidos em alto mar, ela já salvou cerca de 200 mil vidas.

Por causa de suas ações, em 2017 Nawa foi condecorada pelo emir dos Emirados Árabes, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, com o prêmio “Arab Hope Maker”.

Dr. Izzeldin Abuelaish (Palestina)

Dr. Izzeldin Abuelaish
Dr. Izzeldin Abuelaish é ativista pela paz entre Israel e Palestina

Izzeldin Abuelaish é uma das vítimas da guerra entre Israel e Palestina que ocorreu entre 2000 e 2009. Durante uma ofensiva do exército israelense, os soldados mataram três de suas filhas, enquanto elas estavam dentro de casa. 

Izzeldin, no entanto, nunca apostou na revolta como forma de superar a dor, mas sim no perdão. Hoje, ele está à frente da Daughters for Life Foundation, que oferece bolsas para encorajar mulheres a concluírem os estudos. A instituição atua na Palestina, Israel, Egito, Jordânia e Síria.

As iniciativas humanitárias e o ativismo pela paz renderam a Izzeldin treze títulos e premiações. Ele se tornou o primeiro médico palestino a gerenciar uma equipe médica em Israel.

Dr. Ahmad Mohamed Ali Al-Madani (Arábia Saudita)

Dr. Ahmad Mohamed Ali Al-Madani
Ahmad propõe medidas para combater a pobreza no mundo islâmico

Ahmad Mohamed Ali Al-Madani é presidente do Banco Islâmico de Desenvolvimento (BID), que investe em soluções a longo prazo para gerar desenvolvimento no mundo islâmico. 

Recomendado para você:  Para compreender o medo que árabes e muçulmanos inspiram ao 'ocidente'

A instituição de Ahmad está empenhada em diminuir a pobreza em países islâmicos, erradicar o analfabetismo, melhorar a qualidade dos centros médicos, fortalecer os laços entre os setores privados e as ONGs e ajudar o desenvolvimento econômico das mulheres. 

Al-Madani já foi Vice-Ministro da Educação na Arábia Saudita e Secretário Geral do Muslim World League. Hoje em dia, ele atua como membro do Conselho de Curadores da Universidade King Abdullah de Ciência e Tecnologia.

Links para Leitura

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.