Página Inicial » Perguntas e Respostas » A Sharia Islâmica facilita a ação de Maridos Abusivos?

A Sharia Islâmica facilita a ação de Maridos Abusivos?

Pergunta: Por que a lei islâmica facilita para um marido oprimir sua esposa?

Resposta:

Nos tempos atuais com suas estruturas sociais, e algumas das práticas culturais retrógradas que encontramos em alguns países muçulmanos, sim, pode ser fácil para um marido abusivo oprimir sua esposa, divorciar-se injustamente dela, tirar proveito, abusar, e assim por diante. Mas na maior parte da história muçulmana, isso não foi tão fácil. Isso ocorre porque a estrutura familiar e social na maioria dos lugares ao longo da história era baseada na tribo e / ou baseada na família “estendida”. Embora seja fácil para um marido oprimir sua esposa no mundo de hoje, onde as famílias são muito pequenas e isoladas e as pessoas não têm conexão com seus pais, família estendida, parentes e assim por diante, no passado, uma esposa poderia confiar nessas redes para apoiá-la contra um marido opressivo ou irracional. De fato, era do melhor interesse da família defender seus membros do sexo feminino de tal abuso, uma vez que famílias disfuncionais não podem produzir filhos funcionais que contribuam positivamente para a tribo e / ou família extensa. Fazia sentido cuidar dos seus, e as mulheres não estavam automaticamente em uma posição de fraqueza de fato diante de um marido potencialmente malévolo ( por exemplo; no próprio conceito de divórcio corânico, é dada a mulher um árbitro de sua família em defesa de seus interesses diante de problemas com o marido: ”E se temerdes desacordo entre ambos (esposo e esposa), apelai para um árbitro da família dele e outro da dela.” 4:35)

É hoje na sociedade moderna que as mulheres não têm muito recurso contra os maridos abusivos. As mulheres hoje têm que depender de instituições estatais para lhes dar apoio, e obviamente as instituições estatais nem sempre estão em posição de ajudar e, no final, as mulheres são forçadas a depender de um sistema burocrático frio, enquanto nas redes familiares do passado era mais fácil processar e responsabilizar um marido abusivo de maneira direta e imediata. Como o registro histórico irá atestar, é assim que as coisas foram feitas por milhares de anos, mas a sociedade moderna dissolveu a família extensa e forçou as pessoas a confiarem na burocracia estatal (e corporativa). A família extensa é uma estrutura crucial da vida humana funcional de acordo com a visão da existência humana do Islam e isso é enfatizado e assumido pela própria Sharia. O fato de muitas de nossas sociedades do Oriente e do Ocidente estarem sofrendo tais problemas deveria nos dizer algo sobre a viabilidade de certas estruturas sociais modernas e o desmantelamento da família estendida e de sua autoridade em nossos dias

Recomendado para você:  Dhul Hijjah chegou! O que devemos fazer?

Então, a verdadeira questão é, devemos reformar a lei islâmica para se adequar aos ditames da sociedade moderna, que está sofrendo de todos esses problemas, ou devemos reformar essas estruturas sociais e trazer de volta as instituições que em civilizações passadas, muçulmanas e não-muçulmanas, funcionaram de forma correta por milhares de anos?

Fonte: https://muslimskeptic.com/2016/07/24/islamic-law-makes-it-easy-for-husbands-to-oppress-wives/

A Família Estendida – Sheykh Abdul Hakim Murad

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.