Página Inicial » Sufismo » A Pratica Sufi de Murāqabah (Aproximação constante de Allah)

A Pratica Sufi de Murāqabah (Aproximação constante de Allah)

A primeira lição espiritual no contexto da ordem sufi Naqshbandi é Latifat al-Qalb. Sobre isto, o buscador viajando pelo caminho espiritual (sālik) se envolve no exercício de murāqabah, onde ele ou ela separa algum tempo privado para sentar e refletir sobre Allah. Neste exercício, o sālik se esforça para esvaziar o coração de todos os pensamentos e imagina as bênçãos e misericórdias de Allah entrando no coração e iluminando suas trevas. Como se em gratidão por estar limpo das trevas, o coração invoca-se com alegria o Nome de Allah repetidas vezes: Allah! Allah! Allah!

Um princípio científico geral afirma que sempre que um vácuo é criado, algo vem para preenchê-lo e, portanto, o vácuo não fica como está. Da mesma forma, quando nos sentamos e nos esforçamos para remover todos os pensamentos do nosso coração, o objetivo é criar um vazio que, esperamos, seja preenchido com pensamentos de Allah.

Escuridão e luz não podem coexistir no mesmo espaço. Por isso, quanto mais nos esforçamos para livrar nossos corações de sujeira, a esperança é que a luz divina, a bondade e a bênção entrem para substituir a escuridão que estava lá. É por isso que é extremamente importante fazer murāqabah em abundância. Onde quer que no Alcorão Sagrado encontramos o comando para praticar dhikr (recordação), a palavra é acompanhada do adjetivo que significa abundância (dhikr kathīr).

”Ó fiéis, mencionai frequentemente Deus.”

(Alcorão 33:41)

O que então se entende por dhikr abundante? Em todos os momentos, estando a pessoa deitada, sentada ou de pé. Dhikr abundante refere-se a lembrar de Allah em todos os momentos em todos esses estados.

Para esclarecer isso, os mestres geralmente apresentam o exemplo de um homem que adoece e está com febre alta. Nesse cenário, o médico prescreve antibióticos três vezes ao dia durante sete dias, de modo que seriam necessárias 21 pílulas para curar a febre. Agora, se essa pessoa quebrar essa sequência e tiver um comprimido a cada 3 dias, mesmo que ele tenha um total de 22 [comprimidos], sua doença não será curada.

Por que então a doença não é curada mesmo que a pessoa tome mais medicamentos? Apesar da precisão do diagnóstico e da eficácia do medicamento, ele não foi tomado na quantidade prescrita pelo médico e, portanto, a pessoa permanece doente. Isso indica que a quantidade conta muito em alguns assuntos, especialmente aqui. Assim, mesmo se um paciente pular uma dose de sua medicação apenas uma vez, o médico lhe diz para iniciar o curso novamente desde o início, por uma questão de eficácia.

Recomendado para você:  Os ensinamentos do Imam Junayd al-Baghdadi - por Sh. G. F. Haddad

Consequentemente, a quantidade em dhikr é absolutamente crucial para um buscador neste caminho. Pouca recordação não traz nenhum benefício ao buscador.

“Os hipócritas pretendem iludir a Deus, porém, Ele os iludirá, por isso. Quando se dispões a orar, fazem-no com preguiça, sem serem vistos pelas pessoas, e pouco mencionam Deus.” (Alcorão 4: 142).

E o resultado disso é:

(Eles estão) vacilantes, entre os dois grupos; nem estão com este, nem com aquele. Porém, jamais encontrarás senda alguma, para aquele que Deus desviar (por tal merecerem).” (Alcorão 4: 143).

Uma pessoa cujo dhikr é insuficiente se torna vítima da dúvida. Ele não trilha com confiança o caminho que o leva ao seu destino – seus pés vacilam e ele muda constantemente de direção. Por outro lado, a abundância de dhikr elimina a escuridão do coração. É assim que nossos mestres nos dizem que a imundície do pensamento (fikr) é removida: pela abundância de recordações de Allah(dhikr).

Como uma pessoa pode dizer se um determinado pensamento é inspirado por Allah ou pelo demônio (Shaytān)? A recordação (dhikr) e a piedade (taqwa) revelam essa distinção. O Sagrado Alcorão diz que Allah concede furqān (discernimento) a quem quer que tenha taqwa (temor):

Ó fiéis, se temerdes a Deus, Ele vos concederá discernimento, apagará os vossos pecados e vos perdoará, porque é Agraciante por excelência.” (Alcorão 8:29).

Furqān é a capacidade de distinguir entre o certo e o errado, a percepção que distingue entre o bem e o mal. Embora não haja base aparente para fazer essa distinção, essa luz interna [1] permite que uma pessoa diferencie entre a retidão e a maldade. Este furqān é uma bênção que Allah concede àqueles que se dedicam a abundantes adhkar (recordações e litanias).

Portanto, devemos nos esforçar para lembrar de Allah deitados, sentados e sempre que estivermos de pé. O coração dos crentes deve estar conectado com o seu Senhor em todas as situações até que os vestígios da pecaminosidade sejam apagados de todas as veias e músculos de seus corpos. A lembrança constante leva à conexão espiritual (nisbah) [com] Allah, e purifica uma pessoa completamente quando ela permeia o corpo. Tal pessoa submete todo o seu ser a Allah e sua vida e morte se tornam somente para Allah, e Allah não decepciona uma pessoa que se entrega completamente a ele. A Glória de Allah é somente Dele, e Ele nunca abandona aquele que se submete a Ele, mas antes, protege Seu servo.

Recomendado para você:  Jalal-ad-Din Rumi no Islã

A regra básica para quem procura obter todo esse benefício é envolver-se em dhikr abundante, e esse é um dos critérios que a maioria dos buscadores não consegue cumprir. Eles dão bay’āh (juramentos de fidelidade a um sheykh e sua ordem)[2] e a maioria deles até muda seu estilo de vida e aparência, mas não consegue fazer o dhikr suficiente. Se eles se sentam para a murāqabah, isso dura apenas cinco ou dez minutos, e eles não percebem que Allah não é encontrado através de meros minutos de murāqabah! Mesmo o mundo não pode ser obtido com apenas alguns minutos de esforço, então como podemos esperar alcançar o Senhor dos mundos por uma tentativa tão escassa?

É comumente entendido que, se alguém deseja uma reunião com alguém de importância, ele ou ela terá que esperar na fila pelo seu turno, apenas por causa do alto nível e da demanda do indivíduo ou da parte procurada. Por exemplo, as pessoas fazem fila durante horas e, às vezes, dias assistir a estreia de um filme famoso ou estrela do esporte apenas devido ao alto status social dessa pessoa. Agora, se as pessoas são obrigadas a esperar por uma reunião com outro ser humano, então certamente uma reunião com Allah o Senhor dos Mundos também determina um período de espera. Este tempo de espera é cumprido através da murāqabah.

Uma pessoa que passa a vida sentada com a cabeça abaixada, ansiando por uma reunião com Allah, cumpre seu tempo de espera no Dia do Juízo Final. Conseqüentemente, aquele que não fizer isso no mundo terá que gastar o tempo de espera necessário na Outra Vida. Mas o tempo de espera na outra vida é realmente cansativo! Alguns terão que ficar à espera de mil anos – alguns por mais mil.

A abundância em dhikr é tão importante que Allah a ordenou sobre Seus profetas. Allah comandou o profeta Moisés:

Vai com teu irmão, portando os Meus sinais, e não descures do Meu nome.” (20:42).

Sempre que nossos mestres dizem ou comandam algo, suas palavras carregam potência e peso. Quão incrivelmente importante deve ser o dhikr em nossas vidas se Allah está emitindo o comando e no final de recebimento estão dois profetas عليهما السلام?

Então, se queremos que o amor pelo mundo e a escuridão dos pecados sejam apagados de nossos corações, a única maneira de conseguir isso é através da abundancia no dhikr. Assim como a terra é purificada quando a chuva cai sobre ela, os corações são purificados quando a misericórdia chove sobre eles através da Recordação de Allah.

Recomendado para você:  O Papel dos Santos no Islam - Muçulmanos acreditam em santos?

Hadrat Shah Walishullah Muhaddith al-Dehlawi escreveu que existem duas maneiras pelas quais a terra recupera a pureza se há sujeira sobre ela:

1. A água escorre em tal abundância que a sujeira é completamente lavada.
2. O sol brilha tão intensamente que todo vestígio de sujeira é queimado.

Da mesma forma, existem apenas duas maneiras de alcançar a purificação do coração. Uma maneira é envolver tanto dhikr que a misericórdia chove sobre o coração de tal maneira que elimina a sujeira e cura as doenças do coração. O outro é permanecer na companhia de um shaykh justo e servi-lo, e como o sol, o coração do shaykh ilumina seus raios em seu coração. A bênção resultante (faydh) remove todos os sinais da sujeira e o coração de uma pessoa é purificado.

Assim, devemos ser frequentes e regulares em nosso dhikr para que Allah nos conceda a aniquilação do coração (fanā al-qalb), uma bênção obtida depois que o coração é purificado, no qual uma pessoa está ocupada para sempre na lembrança de seu Senhor. No entanto, isso não significa que ele sempre se senta em oração e abandona todas as outras responsabilidades. Pelo contrário, o oposto é verdadeiro e ele cuida de todas as suas responsabilidades mundanas e familiares, mas com uma consciência constante e uma conexão profunda com Allah.

O amor pelo mundo tomou conta de nossos corações e estamos constantemente pensando nisso! Mesmo que tenhamos a firme intenção de não pensar em assuntos mundanos durante a oração ou ao longo do dia, não podemos deixar de pensar nesses assuntos. Isso é chamado de aniquilação no mundo (fanā fī al-dunyā). Hoje estamos tão absortos no mundo que, apesar de nossos melhores esforços, não somos capazes de livrar nossos corações de preocupação com isso. Se ao menos conseguíssemos tal nível de aniquilação em Allah (fanā fī Allah), não poderíamos nos esquecer Dele mesmo se tentássemos. Tal é a estação a que aspiramos, e quão lamentável é o nosso estado atual! É nossa oração que Allah nos conceda esta elevada posição, para que nossa vida seja gasta em bondade e nossos pés permaneçam firmes no caminho que nos leva a Ele. Amīn (Amém).

Fonte: http://www.ilmgate.org/the-indispensibility-of-abundant-dhikr-and-muraqabah/

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.