Página Inicial » Mundo Islâmico » O Saudita que Doou US$16 Bilhões em Caridade
Queremos ir além. Clique para nos apoiar mensalmente!
Sulaiman Al-Rajhi

O Saudita que Doou US$16 Bilhões em Caridade

  • Sulaiman Al-Rajhi é de origem humilde, mas graças à sua visão empreendedora, se tornou um dos homens mais ricos da Arábia Saudita. 
  • Ele é presidente do Al Rajhi Bank, uma das empresas mais valiosas de seu país, e detém uma fortuna de aproximadamente US$ 7 bilhões.
  • Ao longo de sua vida, ele já destinou mais da metade de seu lucro para a caridade e, atualmente, é um dos principais filantropos do mundo islâmico.

A caridade é um dos princípios da fé islâmica. O muçulmano é encorajado a ser generoso com o próximo e também possui o Zakat como uma de suas obrigações, onde o crente deve doar parte de seus bens caso tenha condições de fazê-lo.

No entanto, muitos muçulmanos se esforçam para fazer mais. Este é o caso do saudita Sulaiman Al-Rajhi, que é presidente e sócio-fundador majoritário do banco islâmico Al Rajhi Bank, um dos principais de seu país.

A trajetória de Al-Rahji

A história de Al-Rajhi começa de baixo. Ele é uma pessoa de origem humilde, que teve seus primeiros ganhos juntos com seu irmão, Saleh. Eles começaram seus negócios oferecendo pequenos serviços para os peregrinos que visitam Meca e Medina.

Os irmãos foram crescendo no meio empreendedor e, em 1983, eles fundaram o primeiro banco islâmico da Arábia Saudita. Trabalhavam apenas com transações que estivessem de acordo com os princípios islâmicos, evitando a cobrança de juros, que é proibida pelo Islam.

Devido à descoberta do petróleo na Arábia Saudita nos anos 1970, os dois irmãos enriqueceram rapidamente. Hoje, o Al Rajhi Bank é uma das empresas mais valiosas do país de acordo com a bolsa de valores saudita. Em 2011, a revista Forbes estimou que a riqueza de Sulaiman Al-Rajhi chegava a US$ 7,7 bilhões.

Recomendado para você:  Mercado Halal no Brasil: Um Raio X do Setor em 2017

Filantropia bilionária

No entanto, não é só a fortuna do banqueiro que chama a atenção, mas também a sua generosidade. Se por um lado Sulaiman Al-Rajhi é um dos homens mais ricos de seu país, por outro ele também é um dos principais filantropos do mundo islâmico, responsável por doar US$ 16 bilhões, cerca de dois terços do lucro que já obteve em sua vida. 

Este valor foi destinado para pessoas carentes em vários países, como a Indonésia e o Paquistão. A doação foi feita como “Waqf”, uma forma de caridade islâmica em que se doa bens valiosos, como dinheiro, edifícios e terrenos, sem a intenção de resgatá-los. Essas doações não possuem proprietários, não podem gerar lucro e não podem ser vendidas nem compradas por ninguém.

Além dos Waqf, Sulaiman Al-Rajhi já mobilizou cerca de US$ 3,7 bilhões em ações bancárias para o combate à fome na Arábia Saudita e também é o responsável pela fundação da Sulaiman Al-Rajhi University, uma instituição sem fins lucrativos focada em investimentos islâmicos e na saúde.

Em 2012, o esforço de Sulaiman Al-Rajhi foi reconhecido ao receber o King Faisal International Prize, uma premiação que dá destaque a quem presta serviço no campo dos estudos islâmicos, da língua árabe, da ciência e medicina. Na ocasião, o banqueiro recebeu o mérito das mãos do então príncipe, hoje rei da Arábia Saudita, Salman Bin Abdulaziz Al Saud.

Links para Leitura

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.