Página Inicial » Novidades » O Fim do mundo na religião Islâmica

O Fim do mundo na religião Islâmica

  • Para a religião islâmica, Deus deixou claro quais serão os sinais de que o fim do mundo estaria se aproximando.
  • Um tempo de corrupção culminará na vinda do Falso Messias, que será vencido por Jesus em um confronto.
  • Após a morte do Anticristo, Jesus reinará por um período em que haverá paz e justiça e, ao final desses tempos, a Terra irá colapsar completamente.
  • Várias catástrofes farão com que o mundo acabe. Porém, quando isso acontecer, já não haverá mais pessoas boas neste mundo, somente impiedosas.

Uma das crenças fundamentais da teologia islâmica é a de que o mundo chegará ao fim e que, depois disso, todos os seres humanos serão ressuscitados e julgados de acordo com suas ações. Mas isso não acontecerá em um tempo totalmente indeterminado; eventos pequenos anunciarão a chegada do fim dos tempos e grandes sinais catastróficos consolidarão o fim do universo.

Esses eventos estão muito bem detalhados nas escrituras islâmicas. Possuem alguns detalhes semelhantes com as escrituras anteriores dos judeus e cristãos, mas fornecem novas pistas sobre como será a chegada do falso messias, como ele será destruído e qual será o destino dos justos e injustos neste mundo e no vindouro.

Alguns desses eventos menores, de acordo com a opinião de alguns juristas, já podem estar ocorrendo, e seria improvável que alguém pudesse saber disso há mais de 1400 anos atrás, quando se iniciou a revelação do Alcorão.

A Chegada do Fim dos Tempos

Os sinais menores

O tempo exato da chegada do fim dos tempos não é exato, mas Deus, em Sua misericórdia, informou a humanidade de quais seriam os sinais que precederiam sua chegada. Entre eles, estão:

  • A imoralidade sexual será tão grande que as pessoas conhecerão doenças que não existiam em gerações anteriores.
  • As pessoas praticarão tantas imoralidades em negócios e transações comerciais que haverá fome, calamidade e opressão.
  • As pessoas deixarão de praticar a caridade cada vez mais e acumularão riquezas; Allah irá reter deles as chuvas do céus.
  • Os humanos quebrarão sua aliança com Deus e Seu Mensageiro e, por causa disso, serão dominados por seus inimigos e terão as riquezas tomadas de suas mãos.
  • Homens e mulheres cometerão shirk e viajarão pelo mundo causando danos junto aos jinns (gênios).
  • Allah fará com que os governantes que não fizessem o bem e não seguissem o Alcorão lutem entre si.
  • Pessoas de extrema miséria ficariam ricas da noite para o dia e disputariam para ver quem possui mais riqueza (como acontece nos países árabes atualmente).

Existem vários sinais, a maioria deles indicando um período de grande corrupção moral, hedonismo, materialismo e brutalidade. 

Os Sinais Maiores

Em um relato, o Profeta Muhammad disse que os sinais menores trariam dez sinais maiores e, após o acontecimento de cada um deles, o mundo chegaria ao fim:

  • A chegada do Anticristo
  • O ressurgimento das tribos Gogue e Magogue
  • O aparecimento da Besta da Terra
  • Uma fumaça que tomará conta do mundo
  • A inversão da rota da terra
  • Um grande afundamento na terra no ocidente
  • Um grande afundamento na terra no oriente
  • Um grande afundamento na terra na península arábica
  • Um enorme incêndio vindo do Iêmen 

(Sahih Muslim 6931)

A Batalha contra o Anticristo

O Anticristo

Em um mundo hedonista, materialista, violento e cheio de injustiças sociais, surgirá a figura do Masih al-Dajjal, que em português significa “Falso Messias”. No Islam, essa figura está muito bem detalhada, inclusive suas características físicas são descritas nas fontes sagradas

O Dajjal será um homem caolho, cujo olho direito será furado e, no meio de sua testa, haverá um sinal escrito "incrédulo", que será visível somente pelos fiéis. Ele poderá ser visto em todos os lugares ao mesmo tempo, e alguns estudiosos muçulmanos acreditam que este fenômeno hoje pode ser explicado pelo advento da internet. 

Ele terá uma oratória impressionante e, no início, anunciará que é um fiel piedoso. Quando for seguido por muitas pessoas, passará a dizer que é um Profeta e, por fim, ele dirá ser Deus encarnado, exigirá ser adorado e assumirá um trono de riqueza e poder que terá sido construído para ele.

Ele também impressionará muitas pessoas pelos seus poderes, fazendo milagres parecidos com os de Jesus, como curar os doentes e ressuscitar os mortos, e muitos acreditarão e o seguirão.

Mahdi, o bem guiado

Na escatologia islâmica, Jesus voltará acompanhado de um homem conhecido como Mahdi. Esta figura será da linhagem do Profeta Muhammad, terá o mesmo nome do Mensageiro de Allah e seu pai terá o mesmo nome do pai do Profeta.

O Mahdi será o muçulmano mais justo de seu tempo e será um governante encarregado de acabar com o exército dos incrédulos e combater o Anticristo. Em apenas uma noite, Deus dará a ele as provisões necessárias para que ele possa liderar os muçulmanos. 

Alguns hadiths apontam que ele terá 40 anos quando se tornar líder, e não se sabe ao certo quanto tempo durará seu governo. Alguns estudiosos muçulmanos acreditam que esse tempo pode ser de sete, nove ou 19 anos.

Na tradição sunita, não há muitas conclusões, muito menos consenso sobre a vinda do Mahdi. De acordo com alguns relatos, um exército impiedoso liderado por um tirano surgirá em Damasco e será composto de pessoas desviadas do Islam. Eles invadirão muitas cidades, incluindo Medina, e matarão muitos inocentes pelo caminho.

Muçulmanos de todo o mundo irão até o Mahdi para lhe jurar lealdade e combater o exército opressor, dando início a uma grande guerra, que levará o Mahdi a conquistar territórios até Constantinopla (Istambul) e conquistar a região. Após esta vitória, ele se preparará para dominar a Síria.

A volta do Profeta Jesus

A revelação do Alcorão diz que Jesus não foi crucificado, mas sim arrebatado de corpo e alma aos céus e, em seu lugar, Deus deu a aparência de Jesus a outra pessoa (alguns dizem ser Judas Iscariotes), que foi pregada na cruz em seu lugar. O Messias, portanto, está vivo no céus e ainda não concluiu a sua missão como profeta - isso só será alcançado em sua volta no final dos tempos.

Jesus voltará em Damasco e os crentes o reconhecerão como o verdadeiro Messias, pois também já terão identificado o Anticristo anteriormente. Ele caminhará até Jerusalém e se encontrará com o Mahdi na Bait al-Maqids. Uma vez ali, o Mahdi conduzirá todos os crentes, incluindo Jesus, na oração da alvorada.

O Dajjal também caminhará até Jerusalém e, ao saber de sua aproximação, Jesus irá ao seu encontro a oeste fora da cidade, dando início a um confronto muito violento, no qual as forças do Anticristo sofrerão muitas perdas e começarão a recuar. No entanto, as pedras e as árvores começarão a falar e entregar os esconderijos inimigos dos crentes.

Quando o Dajjal ver Jesus, ele começará a se dissolver e fugirá, mas será perseguido pelo Messias até chegar nos portões de Ludd, onde hoje está a cidade de Tel Aviv, em Israel. Jesus golpeará o inimigo com uma lança e mostrará a todos o seu sangue, provando que o Anticristo era só um homem e, de forma alguma, divino. 

Aqueles que lutarem ao lado de Jesus serão salvos do fogo do inferno.

O Reino do Messias

Jesus será um juiz muito justo e imparcial que estabelecerá o Islam e acabará com todas as outras religiões. Neste tempo, haverá tanta riqueza no mundo que as pessoas não irão mais querer receber a caridade e ninguém irá mais vigiar as suas posses, pois as pessoas já não se importarão mais com o valor das coisas. 

No tempo do reino do Messias, uma prostração feita durante a oração valerá mais do que a Terra e tudo que há nela. Todos os que antes eram judeus ou cristãos passarão a crer em Jesus e no Islam. 

Haverá tanta segurança na terra que os leões não atacarão mais os camelos, nem os tigres atacarão o gado, e as crianças brincarão com as cobras sem que sejam machucadas, pois o veneno e a picada serão retirados por Deus. Por algum tempo, a humanidade viverá livre do ódio e do rancor.

Gogue e Magogue

A paz do reino do Messias será interrompida por um tempo quando os povos de Gogue e Magogue (Yajuj Majuj) se libertarem de seus cativeiros e levarem terror à humanidade. 

Gogue e Magogue são tribos humanas de natureza animalesca. Eles terão baixa estatura, rostos largos, olhos pequenos, cabelos com vermelhidão ou loiros e rostos como se fossem feitos de ferro batido e carregarão armas e escudos. No Alcorão, é relatado que eles levavam a catástrofe a um povo, quando foram aprisionados em uma muralha de ferro fundido entre duas montanhas por um servo piedoso de Deus chamado Dhul Qarnayn.

Desde então, os povos de Gogue e Magogue tentam escapar das muralhas, mas só alcançarão tal façanha durante o governo de Jesus. Quando se libertarem, causarão uma catástrofe no mundo: irão matar, mutilar, destruir e ter relações conjugais com todas as mulheres que desejarem.

Quando a hora da liberdade chegar, o povo de Gogue e Magogue será tão numeroso quanto a população da terra. Eles levarão desequilíbrio natural por onde andarem e consumirão tantos recursos naturais que haverá falta de comida e água. 

Quando chegarem em Bait al-Maqdis, eles irão atirar flechas para o alto, que cairão cobertas de sangue, e afirmarão terem matado todas as criaturas do céu. Jesus irá com seus seguidores buscar abrigo no Monte Sinai e lá fará uma súplica para que Deus destrua Gogue e Magogue.

Deus fará com que vermes saiam do pescoço do povo de Gogue e Magogue e os destruirão e, em seguida, virão aves com um pescoço longo como o de um camelo para recolher os seus corpos. A Terra será tomada pelo odor fétido de corpos se decompondo e Deus finalmente enviará um dilúvio para limpar tudo e mandar os cadáveres para o mar. 

Nesta época, haverá um milagre em que os crentes irão se fartar com pouca comida e os animais sobreviventes darão muito leite.

O final do reino de Jesus

Depois de Gogue e Magogue, o período de Jihad no mundo chegará ao fim. Os humanos usarão os armamentos das criaturas como lenha durante sete anos e voltarão a cultivar a terra. As pessoas voltarão a fazer o Hajj e a Umrah e Jesus também fará a peregrinação a Meca.

Após matar o Dajjal, Jesus viverá por 40 anos e, depois disso, irá falecer. Os muçulmanos farão a oração fúnebre e o enterrarão.

O Fim do Mundo

O Profeta Muhammad diz que no final dos tempos a Caaba será destruída por um homem vindo da África, de uma região onde atualmente fica a Etiópia:

“Abu Huraira relatou que o Mensageiro de Allah (que a paz esteja com ele) disse: ‘A Caaba seria destruída por um abissínio com duas canelas curtas.’” (Sahih Muslim 6951)

Surgirá uma criatura desconhecida chamada de Besta da Terra (Dabatul Ard), que caminhará pelo mundo e se dirigirá aos incrédulos, alertando-os sobre sua falta de atenção com Deus. Ela colocará um sinal de fé na testa dos fiéis e seus rostos serão iluminados; e os infiéis terão uma marca no nariz, mas seus rostos serão sombrios.

No Alcorão, a 44ª Surata, conhecida como ad-Dukhan, também deixa claro que o mundo será tomado por uma fumaça densa. Neste período, o Alcorão será levado para o céu e até mesmo os seus memorizadores esquecerão seus versículos. Então, virá uma brisa suave e perfumada que levará a vida de todos os crentes de maneira tranquila e pacífica.

Após a nuvem, o sol começará a nascer no oeste e se pôr ao leste e, a partir deste evento, somente as piores pessoas estarão no mundo. Haverá um afundamento na terra no ocidente, outro no oriente e um último na península arábica. 

Depois disso, um grande incêndio se iniciará na região do Iêmen (ou hemisfério sul), que levará todas as pessoas remanescentes para o norte. Uma trombeta será tocada, os mortos ressuscitarão e finalmente se reunirão para o julgamento do Dia do Juízo, onde Deus indicará qual será a morada eterna de todas as pessoas que passaram por este mundo.  

Conclusão

Deus declarou aos humanos quais serão os sinais de como será o final do mundo, especialmente para que não caiam nas armadilhas do Anticristo e da incredulidade. Aqueles que estiverem atentos aos seus sinais e permanecerem fiéis a Allah nesses períodos de tribulação serão salvos do fogo do inferno e serão poupados de grande sofrimento no momento em que o mundo colapsar.

Vários sinais apontam que o final dos tempos chegará após um período de grande hedonismo, materialismo, brutalidade e incredulidade. Eis que o Falso Messias surgirá, enganando as pessoas afirmando ser um fiel piedoso, depois dirá ser um profeta e, por último, afirmará ser Deus encarnado e exigirá ser adorado.

O Anticristo será derrotado pelo Profeta Jesus Cristo, que terá o apoio do Mahdi, o líder político dos muçulmanos desse período, que também será da linhagem do Profeta Muhammad. Juntos, eles estabelecerão um reino de paz e prosperidade do Messias, e Deus protegerá os crentes de uma invasão das animalescas e violentas tribos de Gogue e Magogue.

Esta paz chegará ao fim quando o mundo for tomado por uma grande nuvem. Neste momento, a Caaba será destruída, o Alcorão subirá aos céus e os fiéis morrerão de maneira pacífica e agradável. Os infiéis permanecerão vivos e sofrerão todo o colapso da Terra, desde profundas fissuras na terra a um enorme incêndio que consumirá todo o planeta.

Fonte

https://www.discoveringislam.org/sunni_mahdi.htm

https://wise-web.org/2020/09/06/isa-as-second-coming/

https://www.islamicfinder.org/news/48-signs-of-qiyamah/

Links Para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por especialistas na Religião Islâmica, profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês). Acesse nosso Quem Somos.