Página Inicial » Alcorão Sagrado » Mas afinal, o que é a Ciência do Tafsir (exegese corânica)?

Mas afinal, o que é a Ciência do Tafsir (exegese corânica)?

Mais que um livro que contem verdades metafísicas, o Alcorão é um guia completo de vida que contempla uma vasta gama de assuntos. Tais tópicos vão desde narrações sobre povos e histórias da vida dos profetas até códigos de conduta e ética que são universais e atemporais em sua essência. Por se tratar das próprias palavras de Allah reveladas ao profeta Muhammad (sallallahu aleyhi wa sallam[1]) as quais possuem tamanha riqueza de linguagem e variada gama de informações. Estando tais informações contidas no texto corânico, foi necessário, por inúmeras vezes, explicações sobre os versículos e passagens contidos no livro sagrado do Islam.

O primeiro a explicar os profundos ensinamentos contidos no Alcorao foi justamente aquele que mais profundamente o conheceu, ou  seja, o profeta Muhammad (s.a.w.s). Ele o explicou a tal ponto que toda a sua vida e seus atos ou tradições (conhecido como sunnah) serem considerados explicações do Alcorão e materias das quais as outras ciências islâmicas necessitam como fonte. Por exemplo, Allah prescreveu no Sagrado Alcorão a prática da oração, mas foi através da sunnah do Mensageiro de Allah (s.a.w.s) que sabemos quais são os elementos da oração e sua correta forma de praticá-la.

A partir da morte do profeta (s.a.w.s) a incumbência da explicações dos significados do Sagrado Alcorão coube aos seus companheiros. Esses adotaram diferentes posturas para interpretar os versículos do Alcorão como foi o caso de Abu Bakr as-Siddiqi (radiallahu amhu[2]) que optou por explicar os versículos corânicos somente com aquilo que o Rasulullah (s.a.w.s) ensinou. Outros companheiros utilizaram outros tipos de conhecimentos para interpretar o texto sagrado, como no caso de Ibn Abbas (r.a.a.) que foi um profundo conhecedor da língua e gramática do árabe e utilizou esses conhecimentos para explicar os significados dos versículos corânicos.

É importante lembrar que durante as três primeiras gerações não existiam obras que se dedicassem exclusivamente a ciência do Tafsir, sendo que estes conteúdos estavam dispersos nas narrações proféticas – Ahadith plural de Hadith que são as narrações dos ditos e feitos do Profeta (s.a.w.s) – sem possuir uma literatura especializada.

Com o fim das gerações bem guiadas e o desaparecimento daqueles que tiveram contato com as pessoas dessas três gerações foi preciso começar a compilar o conhecimento islâmico de forma inteligível e começaram a dividir as ciências islâmicas de uma forma mais próxima do modo como as conhecemos hoje.

Em sua essência, a palavra tafsir possui os significados de 1) abrir; 2) explicar; 3) interpretar e 4) comentar. O Mufti Muhammad Taqi Din Usman hafizuhullah define Tafsir, em sua obra An Introduction to the Science of Tafsir, da seguinte forma “[…] o ramo do conhecimento no qual os sentidos do Alcorão são explicados e suas injunções e sabedoria são descritas abertamente e de forma clara.”

A maioria dos exegetas do Alcorão estão de acordo que para realizar uma interpretação corânica é necessário obter profundos conhecimentos em pelo menos 15 áreas que são reconhecidas – em seu conjunto de saberes – como ciências auxiliares do Tafsir e junto com este formam o ‘Ilm ul-Qur’an. Tais ciências que auxiliam o exageta muçulmano são: Árabe Clássico, filologia do árabe, morfologia do árabe, etmologia, sintaxe, ‘Ilm al Bayaan a ciência que estuda as metaforas e outras construções não costumeiras de linguagem, retórica, ‘Ilm al-Qira’at para conhecer as diferentes formas de se recitar o Nobre Alcorão, ‘Ilm al-Kalam, princípios de jurisprudência islâmica, Asbaab an-Nuzul que estuda as circunstancias nas quais os versículos foram revelados,’Ilm ul-Naskh que é o conhecimento dos versículos que contem leis que foram abrogadas posteriormente, jurisprudência islâmica, ‘Ilm ul-Hadith a narratologia e ‘Ilm al-Ladunni.

Através do acumulo de conhecimento que nos é fornecido por meio das ciências acima citadas, recebemos subsídios intelectuais e de base prática para a aplicação de metodologias que tem por escopo explicar os versículos do Sagrado Alcorão. Nos próximos volumes, se Deus quiser, abordaremos mais aspectos do ofício da exegese corânica

Escrito por Radamés “Abdul-Hakim” Rodrigues

 

[1] Que a paz e as bênçãos estejam com ele, doravente representado pela sigla s.a.w.s.

[2] Que Deus esteja satisfeito com ele, doravante representado pela sigla r.a.a.

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.