Página Inicial » Praticando o Islam » Existem evidências para a permissibilidade do uso de amuletos (Tawiz)?

Existem evidências para a permissibilidade do uso de amuletos (Tawiz)?

O uso do Tawiz encontra precedentes na história da religião islâmica, em que alguns companheiros do Profeta permitiam o uso desses amuletos.
  • Na história da religião islâmica, existem exemplos de companheiros do Profeta que permitiam o uso do Tawiz.
  • Não há problemas em escrever trechos do Alcorão ou frases que o Profeta Muhammad recomendou aos muçulmanos que as recitassem.
  • O amuleto só se torna proibido se contiver frases que mencionam descrença e politeísmo.

Pergunta: Há evidências no Sagrado Alcorão ou nas narrações da vida do Profeta que embasam o conceito de amuletos (Tawiz)

Resposta: Recitar algumas súplicas (duás) específicas de um determinado modo é aconselhado por alguns eruditos para o tratamento de algumas enfermidades. Tais práticas são baseadas em dados empíricos e não são necessariamente classificadas como Tradição (sunnah) ou ação enfaticamente recomendável (mustahab). Logo, não há a necessidade de justificativa. O tratamento de enfermidades é, por si só, uma ação permissível. Entretanto, existem alguns métodos, como escrever um amuleto (Tawiz) e levá-lo atado ao pescoço, como um colar, que encontram sua justificativa nas práticas dos companheiros do Profeta e de seus predecessores. 

Considerem os fatos apresentados a seguir: 

1. O Profeta Muhammad disse: “Se algum dentre vós acordar durante a noite com aflição, deve recitar:

Audhu bikalimatillahit tammati min ghadabihi wa iqabihi wa sharri ibadihi wa min hamazati shayatin wa ay yahdurun.

Abdullah ibn Amr costumava ensinar as crianças que alcançavam a idade de entender essa frase (Kalimat) e, para as crianças que não haviam alcançado a puberdade (entendimento), ele escrevia esse Kalimat e o pendurava no pescoço delas (relatado nos livros Sunan Tirmidhi, hadith: 3528; e Abu Dawud, hadith: 3889), sendo estes declarados como autênticos (Hassan) pelo Imam Tirmidhi e outros. Ver: at Targhib volume 2, página 456, e as notas de rodapé do meu amado professor; Al Muhaddith Shaykh Muhammad Awwamah no livro al Musannaf ibn Abi Shaybah, hadith: 24013).

 2. Abu Ismah disse: Eu perguntei para Said ibnul Musayyab sobre (a permissibilidade dos) amuletos (Tawiz). Ele respondeu que não havia nada de errado com isso, se fosse colocado dentro de um de invólucro de couro. (Musannaf Ibn Abi Shaybah, hadith 24009). 

3. Um outro número grande de companheiros do Profeta não viu nada de errado em escrever versos do Sagrado Alcorão ou das narrações da vida do Profeta e pendurá-las no pescoço. (Musannaf Ibn Abi Shaybah, hadith: 24010-24018). 

4. Ibnul Qayyim citou a permissibilidade dessa prática a partir da Nossa mãe Aisha e de outros companheiros também. 

5. Ele (Ibnul Qayyim) também citou que o Imam Ahmad costumava ele mesmo escrever amuletos (tawiz) para os aflitos. (Zad al Maad volume 4, páginas 327-329).

Notas: 1 – Tawiz é uma palavra árabe. 2 – A regra da permissibilidade dos amuletos somente se aplica enquanto neste não houver palavras que denotem ou façam menção à descrença ou politeísmo (shirk). E Deus sabe mais. 

Resposta enviada por Mawlana Muhammad Abasoomar. Revisado por: Mawlana Haroon Abasoomar

Traduzido de Hadith Answers

Links para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.