Página Inicial » Sharia e Fatwas » Ataques Suicidas a Bomba são Ilícitos no Islam
Ataques Suicidas a Bomba são Ilícitos no Islam

Ataques Suicidas a Bomba são Ilícitos no Islam

Em Nome de Allah, o Infinitamente Bom, o Misericordioso.

Ataques suicidas a bomba são ilícitos em qualquer situação, uma vez que envolvem a destruição deliberada da própria vida e muitas vezes também a morte de inocentes. Essa tática foi modernizada pelos Tigres de Tamil, uma organização terrorista do Sri Lanka, secular e não-muçulmana. Depois, foi adotada por terroristas que alegavam fundamentar suas ideologias no Islam. Não tem precedentes legais no Islam e não é uma conclusão natural da interpretação do Alcorão e da Sunnah.

O suicídio é categoricamente proibido no Islam com a maior ênfase, e é ainda mais abominável quando em conjunto com o homicídio indiscriminado de civis.

Allah disse:

وَلَا تَقْتُلُوا أَنفُسَكُمْ ۚ إِنَّ اللَّهَ كَانَ بِكُمْ رَحِيمًا

“Não cometais suicídio, porque Deus é Misericordioso para convosco.” (Alcorão, 4:29)

Abu Huraira relatou: “O Mensageiro de Allah ﷺ disse:

مَنْ قَتَلَ نَفْسَهُ بِحَدِيدَةٍ فَحَدِيدَتُهُ فِي يَدِهِ يَتَوَجَّأُ بِهَا فِي بَطْنِهِ فِي نَارِ جَهَنَّمَ خَالِدًا مُخَلَّدًا فِيهَا أَبَدًا وَمَنْ شَرِبَ سَمًّا فَقَتَلَ نَفْسَهُ فَهُوَ يَتَحَسَّاهُ فِي نَارِ جَهَنَّمَ خَالِدًا مُخَلَّدًا فِيهَا أَبَدًا وَمَنْ تَرَدَّى مِنْ جَبَلٍ فَقَتَلَ نَفْسَهُ فَهُوَ يَتَرَدَّى فِي نَارِ جَهَنَّمَ خَالِدًا مُخَلَّدًا فِيهَا أَبَدًا

Quem se matar com um pedaço de ferro, esse pedaço de ferro em sua mão perfurará seu estômago no fogo do Inferno para todo o sempre. Quem consumir veneno e se matar, consumirá o veneno no fogo do Inferno para todo o sempre. Quem se jogar de uma montanha e se matar, despencará no fogo do Inferno para todo o sempre.’”

Fonte: Ṣaḥīḥ al-Bukhārī, 5442. Hadith Autêntico (Muttafaqun Alayhi).

Jundub ibn Abdullah relatou: “O Mensageiro de Allah ﷺ disse:

Recomendado para você:  Qual é a regra para um muçulmano entrar numa Ordem Sufi?

كَانَ فِيمَنْ كَانَ قَبْلَكُمْ رَجُلٌ بِهِ جُرْحٌ فَجَزِعَ فَأَخَذَ سِكِّينًا فَحَزَّ بِهَا يَدَهُ فَمَا رَقَأَ الدَّمُ حَتَّى مَاتَ قَالَ اللَّهُ تَعَالَى بَادَرَنِي عَبْدِي بِنَفْسِهِ حَرَّمْتُ عَلَيْهِ الْجَنَّةَ

Um homem entre os que vieram antes de vocês se feriu. Ele estava tão angustiado que pegou uma faca, cortou o pulso e se deixou sangrar até morrer. Allah, o Onipotente, disse: ‘Meu servo se antecedeu a mim com sua alma, por isso, proibi a ele o Paraíso.’’”

Fonte: Ṣaḥīḥ al-Bukhārī, 3276. Hadith Autêntico (Sahih).

Quanto às pessoas que chamam esses atos de “operações de martírio” e alegam que os que os fazem são mártires no Paraíso, o fato é que ninguém pode determinar quem é um verdadeiro mártir, exceto Allah somente.

Umar ibn al-Khattab relatou: “No dia de Khaybar, alguns dos companheiros diziam: ‘Tal pessoa é um mártir. Tal pessoa é um mártir.’ Então, passaram por um homem e disseram: ‘Tal pessoa é um mártir.’ O Mensageiro de Allah ﷺ disse:

كَلَّا إِنِّي رَأَيْتُهُ فِي النَّارِ فِي بُرْدَةٍ غَلَّهَا أَوْ عَبَاءَةٍ

De certo que não! Vi ele no Inferno por causa de uma capa ou de um traje que saqueou.

Então, o Profeta ﷺ disse:

يَا ابْنَ الْخَطَّابِ اذْهَبْ فَنَادِ فِي النَّاسِ أَنَّهُ لَا يَدْخُلُ الْجَنَّةَ إِلَّا الْمُؤْمِنُونَ

Ó filho de al-Khattab, vá e anuncie às pessoas que ninguém entrará no Paraíso, exceto o crente.’”

Fonte: Ṣaḥīḥ Muslim, 114. Hadith Autêntico (Sahih).

Portanto, não é certo que os muçulmanos aleguem que qualquer um seja um “mártir”, a menos que isso seja diretamente provado por uma revelação feita pelo Profeta ﷺ. Fazer uma afirmação dessas é transgredir contra os direitos de Allah e falar sem conhecimento sobre o Invisível.

Recomendado para você:  O problema da apostasia no Islã

Os ataques suicidas a bomba modernos quase sempre envolvem matar pessoas inocentes, o que é categoricamente ilícito no Islam.

Além do mais, muitas vítimas de ataques suicidas são muçulmanos inocentes, e atrocidades desse tipo impedem as massas de compreender a natureza bela e misericordiosa do Islam.

O estudioso Ibn Uthaymin escreve:

فأما ما يفعله بعض الناس من الانتحار بحيث يحمل آلات متفجرة ويتقدم بها إلي الكفار ثم يفجرها إذا كان بينهم فإن هذا من قتل النفس والعياذ بالله ومن قتل نفسه فهو خالد مخلد في نار جهنم أبد الآبدين كما جاء في الحديث عن النبي عليه الصلاة والسلام لأن هذا قتل نفسه لا في مصلحة الإسلام لأنه إذا قتل نفسه وقتل عشرة أو مائة أو مائتين لم ينتفع الإسلام بذلك …

ولهذا تري ان ما يفعله بعض الناس من هذا الانتحار نري أنه قتل للنفس بغير حق وأنه موجب لدخول النار والعياذ بالله وان صحابه ليس بشهيد لكن إذا فعل الإنسان هذا متأولا ظانا أنه جائز فإننا نرجو أن يسلم من الإثم وأما أن تكتب له الشهادة فلا لأنه لم يسلك طريقة الشهادة لكنه يسلم من الإثم لأنه متأول

“Quanto aos ataques suicidas a bomba cometidos por algumas pessoas, em que carregam dispositivos explosivos, abordam os descrentes e então se explodem entre eles; isso é se matar. Buscamos refúgio em Allah. Nos foi transmitido na tradição do Profeta ﷺ que quem se matar residirá permanentemente no fogo do Inferno, para sempre. Quem se matou não serviu aos interesses do Islam, pois matar a si mesmo e a dez, cem ou duzentas outras pessoas não beneficia o Islam…

Por esse motivo, nossa opinião é de que os indivíduos que usam essas táticas suicidas se matam sem direito, devem entrar no Inferno – buscamos refúgio em Allah – e não são mártires. No entanto, se uma pessoa fizer isso seguindo uma interpretação errônea, na crença de que é permissível, esperamos que seja absolvida do pecado. Quanto a pergunta de se ela será recompensada com o martírio, a resposta é que não, pois ele não entrou no caminho do martírio mas, talvez, possa ser absolvida do pecado por sua interpretação errônea.”

Recomendado para você:  A Música é permitida no Islam?

Fonte: Sharḥ Riyāḍ al-Ṣāliḥīn, 1/222-223

Em resumo, os ataques suicidas a bomba, ou “operações de martírio”, são ilícitos no Islam, pois envolvem um crime duplo de suicídio e terrorismo. Os que cometem esses atos não podem ser chamados de mártires, e o Paraíso não pode ser prometido a eles.

O sucesso vem de Allah, e Allah sabe mais.

Links para Leitura

Fonte: https://abuaminaelias.com/suicide-bombings-in-islam/

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.