Página Inicial » Mundo Islâmico » Akon viaja para Meca e participa da Peregrinação Islâmica

Akon viaja para Meca e participa da Peregrinação Islâmica

Akon esteve na Arábia Saudita para fazer um show na cidade de Jeddah, e aproveitou para visitar Meca, o local mais sagrado da fé islâmica.
  • Recentemente, Akon esteve na Arábia Saudita para fazer um show na cidade de Jeddah.
  • O cantor aproveitou a passagem pelo país e visitou a cidade de Meca, que é o local mais sagrado do mundo para os muçulmanos.
  • O rapper possui ancestralidade senegalesa e nunca escondeu sua crença no Islam.
  • Atualmente, além de sua carreira musical, Akon também é responsável por uma organização beneficente que leva luz elétrica para países africanos.

Imagens do cantor Akon, divulgadas neste último sábado (29/02), mostram que o músico foi à cidade de Meca, na Arábia Saudita, para participar da Umrah, a peregrinação menor do Islam. Nas fotos e vídeos que foram exibidos, ele aparece ao lado de outros amigos em momentos de devoção, e também de descontração.

Na última semana, o cantor esteve na Árabia Saudita fazendo apresentações musicais na cidade de Jeddah. Akon aproveitou a passagem pelo país, que possui vários locais sagrados para os muçulmanos, para poder visitar a Caaba, que fica dentro da principal mesquita do Islam.

Akon e o Islam

Akon nasceu nos Estados Unidos, mas possui ancestralidade senegalesa e chegou a viver um período de sua infância no país africano. Suas origens também têm reflexos na sua fé: o músico é um dos muçulmanos mais conhecidos de seu tempo e já declarou sua fé publicamente em algumas ocasiões ao longo de sua carreira. 

Em 2015, ele falou abertamente sobre sua relação com a música e a religião em entrevista para o site The National, dos Emirados Árabes: “Nasci muçulmano e, dependendo de qual parte do Senegal você veio, a música era considerada haram (proibido) e sempre houve um debate sobre o Islam e a música.”

“Eu nunca olhei para o aspecto da performance musical em si, mas para a intenção. Inclusive, se você observar as orações diárias no Islam, nós oramos em melodia, quando ouvimos o chamado para a oração em qualquer parte do mundo, isso também é feito com melodia, então ninguém pode me dizer que a música é haram. Mas este é o meu ponto de vista pessoal e eu não estou falando por mais ninguém.” 

“Agora, eu não estou em posição de julgar nenhum homem, assim como não espero que eles me julguem, mas não importa qual decisão você decida tomar, faça o que é certo. Porque, no final do dia, Allah está assistindo e Ele sabe o que está em seu coração”.

Projetos atuais

Após quatro anos sem lançar nenhum material inédito, o rapper lançou três álbuns no ano passado: El Negreeto, Akonda e Konnect. O cantor continua fazendo participações especiais em canções de diversos artistas. 

A música, no entanto, não é o único foco de Akon. Desde o ano de 2014, ele também é responsável pelo Akon Lighting Africa, um projeto que usa fontes de energia sustentável para levar luz elétrica a países africanos onde ainda não havia este recurso.

A iniciativa já levou a eletricidade para diversas regiões. Ao todo, 15 países já foram contemplados, como Guiné, Senegal, Mali, Níger, Benin e Serra Leoa, entre outros.

Links para Leitura

Sobre a Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.