Página Inicial » Mundo Islâmico » Akon viaja para Meca e participa da Peregrinação Islâmica
Akon em Meca
Akon e seus amigos em Meca

Akon viaja para Meca e participa da Peregrinação Islâmica

  • Recentemente, Akon esteve na Arábia Saudita para fazer um show na cidade de Jeddah.
  • O cantor aproveitou a passagem pelo país e visitou a cidade de Meca, que é o local mais sagrado do mundo para os muçulmanos.
  • O rapper possui ancestralidade senegalesa e nunca escondeu sua crença no Islam.
  • Atualmente, além de sua carreira musical, Akon também é responsável por uma organização beneficente que leva luz elétrica para países africanos.

Imagens do cantor Akon, divulgadas neste último sábado (29/02), mostram que o músico foi à cidade de Meca, na Arábia Saudita, para participar da Umrah, a peregrinação menor do Islam. Nas fotos e vídeos que foram exibidos, ele aparece ao lado de outros amigos em momentos de devoção, e também de descontração.

Na última semana, o cantor esteve na Árabia Saudita fazendo apresentações musicais na cidade de Jeddah. Akon aproveitou a passagem pelo país, que possui vários locais sagrados para os muçulmanos, para poder visitar a Caaba, que fica dentro da principal mesquita do Islam.

Akon e o Islam

Akon nasceu nos Estados Unidos, mas possui ancestralidade senegalesa e chegou a viver um período de sua infância no país africano. Suas origens também têm reflexos na sua fé: o músico é um dos muçulmanos mais conhecidos de seu tempo e já declarou sua fé publicamente em algumas ocasiões ao longo de sua carreira. 

Em 2015, ele falou abertamente sobre sua relação com a música e a religião em entrevista para o site The National, dos Emirados Árabes: “Nasci muçulmano e, dependendo de qual parte do Senegal você veio, a música era considerada haram (proibido) e sempre houve um debate sobre o Islam e a música.”

“Eu nunca olhei para o aspecto da performance musical em si, mas para a intenção. Inclusive, se você observar as orações diárias no Islam, nós oramos em melodia, quando ouvimos o chamado para a oração em qualquer parte do mundo, isso também é feito com melodia, então ninguém pode me dizer que a música é haram. Mas este é o meu ponto de vista pessoal e eu não estou falando por mais ninguém.” 

Recomendado para você:  Direitos Humanos no Islam: Quais são eles?

“Agora, eu não estou em posição de julgar nenhum homem, assim como não espero que eles me julguem, mas não importa qual decisão você decida tomar, faça o que é certo. Porque, no final do dia, Allah está assistindo e Ele sabe o que está em seu coração”.

Projetos atuais

Após quatro anos sem lançar nenhum material inédito, o rapper lançou três álbuns no ano passado: El Negreeto, Akonda e Konnect. O cantor continua fazendo participações especiais em canções de diversos artistas. 

A música, no entanto, não é o único foco de Akon. Desde o ano de 2014, ele também é responsável pelo Akon Lighting Africa, um projeto que usa fontes de energia sustentável para levar luz elétrica a países africanos onde ainda não havia este recurso.

A iniciativa já levou a eletricidade para diversas regiões. Ao todo, 15 países já foram contemplados, como Guiné, Senegal, Mali, Níger, Benin e Serra Leoa, entre outros.

Links para Leitura

Sobre A Redação

A Equipe de Redação do Iqara Islam é multidisciplinar e composta por profissionais da área de Marketing, Ilustração/Design, História, Administração, Gestão de Recursos Humanos, Tradutores Especializados (Árabe e Inglês) e especialistas na Religião Islâmica. Atualmente a equipe é composta por 10 profissionais.