Página Inicial » Perguntas e Respostas » A Sunnah de iniciar e concluir as refeições com Sal

A Sunnah de iniciar e concluir as refeições com Sal

 

Pergunta: Algumas pessoas costumam comer sal antes e depois de cada refeição religiosamente. Faz parte da Sunnah comer uma pitada de sal antes e/ou após as refeições? Existe alguma referência na vida de Rasulullah Sallallahu Alyhi wa sallam ou dos Sahaba de que isso foi feito?

Resposta:

Em nome de Allah, o Clemente, o Misericordioso,

Vários juristas clássicos (fuqaha) da escola Hanafi mencionam em seus respectivos trabalhos que faz parte da Sunnah geral e dos atos recomendados iniciar e concluir as refeições com sal e que existem numerosos benefícios médicos em fazê-lo.

O renomado jurista Hanafi, Imam Ibn Abidin (1783–1836) (que Allah tenha misericórdia dele) afirma:

“Faz parte da Sunnah começarmos e terminarmos nossas refeições com sal. Nisso está a cura de setenta doenças.”(Radd al-Muhtar ala ‘l-Durr al-Mukhtar 6/340. O mesmo, mais ou menos, foi mencionado em Al-Muhit al-Burhani 5/204, Al-Bahr al -Ra’iq 8/209 e Al-Fatawa al-Hindiyya 5/337. Imam Abu Hamid al-Ghazali também relaciona o mesmo em seu famoso Ihya Uloom al-Din).

Hakim al-Umma Mawlana Ashraf Ali Thanawi (1863-1943) (que Allah tenha misericórdia dele) explica em sua brilhante coleção de fatawa (opiniões jurídicas) intitulada ”Imdad al-Fatawa” que, embora não haja um Hadith claro do Mensageiro de Allah (Que a paz e as benção de Allah estejam sobre ele) estabelecendo esta prática e que o relato que lhe foi atribuído: “Ó Ali, comece e conclua sua refeição com sal, uma vez que o sal é uma cura para setenta doenças como a insanidade, lepra, dor de estômago e dor de dente ” é considerado fabricado (mawdhu ‘) por muitos estudiosos de hadith, o ato de começar e concluir a refeição com sal não pode ser considerado totalmente sem fundamento devido a dois motivos:

Recomendado para você:  O uso do Rosário (tasbih ou masbaha)

Em primeiro lugar, o Imam Bayhaqi (994-1066) relata em seu Shu’ab al-Iman que Sayyiduna Ali (Que Allah esteja satisfeito com ele) disse: “Todo aquele que come sua refeição com sal, Allah eliminará setenta tipos de doenças dele.” Imam Ghazali (Que Allah tenha misericórdia dele) também registra este relato de Sayyiduna Ali em seu Ihya Uloom al-Din, e o comentarista do Ihya, Allama Murtadha al-Zabidi (1732-1790), depois de fornecer uma referência ao Shu’ab al-Iman do Imam Bayhaqi, não julga o relato como fabricado . Como tal, este relato mawquf (um relato remontado a um Companheiro do Mensageiro de Allah, e não necessariamente um ditado do Mensageiro de Allah) indica alguma base para essa prática.

Em segundo lugar, há um sonoro hadith transmitido por Imam Ibn Majah (824-887), Imam Tabarani e outros de Sayyiduna Anas ibn Malik (Allah esteja satisfeito com ele) de que o Mensageiro de Allah (Que a paz e as bençãos de Allah estejam sobre ele) disse: “O melhor (ou o líder, ar: “as-sayyid”)  de vossos temperos é o sal. “(Sunan Ibn Majah, no: 3315) O termo usado no hadith para descrever a boa natureza do sal é” sayyid (líder) “e” liderança “exige que seja no início e no final da refeição. Mawlana Thanawi afirma ainda que esta poderia ser a possível origem de começar e concluir uma refeição com sal. No entanto, afirma, esta prática não deve ser tomada como uma decisão categórica religiosamente estabelecida, mas sim, um curso de ação desejado. (Ver: Imdad al-Fatawa 4 / 111-113)

Então, em conclusão, não se deve considerar começar e concluir a refeição com sal firmemente estabelecida através da Sunna e, como tal, evitar colocar uma ênfase exagerada nela. Ao mesmo tempo, não deve ser considerado um ato totalmente infundado que não tem origem alguma. Seria errado insistir em tomar sal antes e depois de cada refeição e, da mesma forma, seria errado condenar alguém que optou por fazê-lo. Se o sal estiver prontamente disponível na mesa, pode-se começar e concluir a refeição com base no fato de que os juristas clássicos da escola Hanafi consideram um ato louvável. No entanto, se o sal não estiver presente, não se deve sair do normal ao buscá-lo e exigi-lo (como obrigação religiosa). Este é o meio termo, Insha Allah, e como sempre, o melhor dos caminhos é o  caminho do meio.

Recomendado para você:  Um muçulmano pode trabalhar para um restaurante que serve carne de porco e álcool?

E Allah sabe Mais.

Mufti Muhammad ibn Adam
Darul Iftaa
Leicester , Reino Unido.

Fonte: http://seekershub.org/ans-blog/2009/05/27/nashiyah-and-tabligh-jammat/

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.