Página Inicial » Hadith e Sunnah » O que disseram os Sábios a respeito do hadîth das 73 seitas

O que disseram os Sábios a respeito do hadîth das 73 seitas

O Mensageiro de Allah (a Paz e Bênção sobre ele) disse, nesse sentido: “O Povo do Livro (cristãos e judeus) se dividiram em setenta e dois grupos, e minha comunidade se dividirá em setenta e três grupos, todos irão ao Fogo, exceto um, o qual é a Jamâ’a (O Grupo).”

O “hadith das 73 seitas” é frequentemente utilizado por grupos e movimentos à margem das Quatro Escolas para assustar os muçulmanos, brandindo a ameaça do inferno para quem quer que não os siga!

Para responder a essa gente e ter uma compreensão sã, vamos ver o que disseram os grandes Sábios muçulmanos sunitas a respeito desse hadîth e a definição que dão à “Jamâ’a” (O Grupo salvo).

– Imâm Abu Dâwûd (rahimahullah), a respeito do hadîth da divisão da Umma muçulmana em setenta e três grupos:
Abu Amîr al-Haudhâni disse: “Mu’âwiya ibn Abi Sufyân estava conosco e disse: ‘O Mensageiro de Allah (a Paz e Bênção sobre ele) estava conosco e disse: “Tomem cuidado! O Povo do Livro, antes (de vocês) se dividiram em setenta e dois grupos, e essa comunidade se dividirá em 73, setenta e duas entre eles irão ao Inferno e um irá ao Paraíso, e é o grupo majoritário (Jamâ’a)”.
(Em seu “Sunnan” (3/4580, ed. inglesa)

– Hâfidh Ismâ’îl Ibn Kathîr (rahimahullah) (701/774 h.):
Auf ibn Mâlik indicou que o Profeta (a Paz e bênçãos sobre ele) disse: “Os judeus se dividiram em 71 grupos: um desses grupos entrará no Paraíso e 70 entrarão no Inferno. Os cristãos se dividiram em 72 grupos: 71 entrarão no Inferno e um entrará no Paraíso. Por Aquele que tem minha alma na Sua mão, minha Umma se dividirá em 73 grupos: um entrará no Paraíso e 72 entrarão no Inferno. Alguém perguntou: ‘Ó Mensageiro de Allah, quem será?’ ao que ele respondeu: ‘o corpo principal dos muçulmanos (al-Jamâ’a).”
(Em “Os Sinais do Último Dia” (p. 14 ed. inglesa))

Auf ibn Mâlik é o único que relatou esse hadîth, e seu isnad (corrente de transmissão) é aceitável. E em outra versão desse hadîth, o Profeta (a Paz e Bênçãos sobre ele) disse que o grupo salvo “…são os que seguem meu caminho e o de meus companheiros.”
(Al-Tirmidhi, vol. 2, página 89)

– Ibn Taimiyya (rahimahullah) descreve os que são os verdadeiros sunitas:
“Seu credo é a religião do Islã que foi enviada ao mundo por Allah, por intermédio do Profeta (a Paz e Bênçãos sobre ele). Mas o Profeta disse: “Minha Umma se dividirá em 73 grupos e todos irão ao Inferno exceto um, se trata da Jamâ’a.”
(Em sua “Aqîdat al-Wasitiyya” (p. 154))

Também disse: “Todos os grupos desviados coincidem em um ponto: o de postular que a maioria dos muçulmanos estão no desvio e que são eles o grupo salvo, sabendo pertinentemente que só representam uma minoria ínfima da Umma (comunidade muçulmana).
(Em “Majmu’ al-Fatawâ” – Tomo 3)

Recomendado para você:  Livro: ''O Profeta não fez!'' - Explicando a Falácia da Inovação (Bid'a)

– Shaikh al-Murjânî (rahimahullah) explica o seguinte:
“Na ausência de provas tangíveis é preferível, para os que consideram este hadîth autêntico, não sentenciar o que entendia o Mensageiro de Allah (a Paz e Bênçãos sobre ele). Convém mais dizer que os que estão salvos são os que seguem os Companheiros (que Allah esteja satisfeito com eles) e a maioria da Comunidade, apegando-se particularmente ao que é necessariamente conhecido da religião. Quanto aos outros, estão no desvio. As ramificações das seitas não cessarão antes que acabe a história da humanidade. Pois não se pode fazer entrar, no número evocado pelo hadîth, tal seita antes da outra ou tal época antes da outra. A renovação das paixões e a regeneração das novas opiniões são fenômenos recorrentes que persistirão enquanto prossegue a vida humana neste mundo. O discurso sobre as seitas sem tomar em conta o número preciso nos evitará arbitrar entre elas e nos protegerá contra o faz-me-rir dos escarnecedores, entre os que não são desta religião.”
(Em seu comentário de “al-‘Adudiyya”)

– Shaikh Muhammad al-Ghazzâlî (rahimahullah) disse a respeito do grupo salvo:
“É o que se atém a Sunna do Mensageiro (a Paz e Bênçãos sobre ele) e de seus Companheiros; é segundo outra versão deste hadîth, a Comunidade (Jamâ’a) […]. Assim, toda pessoa que abandona seu ser a Allah, enchendo seu coração do monoteísmo e submetendo seus sentimentos à Ordem de Allah, é muçulmano. Enquanto atesta a veracidade do Alcorão e tira deste o que necessita, enquanto crê em Muhammad e segue sua Tradição, é perdoado por todo esforço de compreensão da religião que resulta em fracasso. A sinceridade da intenção nos leva a não dizer mais de nosso contraditor que o feito de que sua opinião é errônea; não podemos nos permitir de lhe qualificar de perverso nem de rebelde […]. A seita (grupo) salva conta em suas fileiras os buscadores da verdade, donde seja que venham e inclusive se se equivocam de caminho, enquanto sua intenção continua sincera, que sua principal preocupação é a proteção da Comunidade dos Muçulmanos e enquanto cumprem com seus deveres religiosos, os seja a oração, a luta no caminho de Allah, prescrever o bem, reprovar o mal e outros preceitos preconizados no Islã […].”
(Em seu livro “Difâ’ ‘an al-‘Aqîda Wash-Sharî`ah didd Matâ’in Al-Mustashriqîn”)

– Shaikh al-Islâm Ibn Hâjar al-Haithami (rahimahullah) (morto em 974/1567) definiu os muçulmanos sunitas:
“Um Mubtadi’ (inovador) é uma pessoa que não tem a crença (‘Aqîda) expressa por unanimidade pelo Povo da Sunna (Ahl al-Sunna). Esta unanimidade foi transmitida pelos grandes Imâms Abu al-Hasan al-Ash’ari (rahimahullah)(f.324/936) e Abu Mansûr al-Matûrîdi (rahimahullah) (f.333/944) e os sábios que seguirão seu caminho.”
(Em seu livro “Fath al-Jawâd”)

Recomendado para você:  A utilização de amuletos (ta´wiz) de acordo com a Sunnah

Hâfidh Ibn Hâjar al-Haithami também disse:
“o homem de bid’a (inovador) é aquele cuja crença difere da Fé do Ahl al-Sunna. A Fé do Ahl as-Sunna é a Fé de Abu al-Hasan al-Ash’ari, Abu Mansûr al-Matûrîdi e dos que lhes seguiram. Aquele que introduz algo com o qual o Islã não está de acordo se torna um homem de bid’a.”
(Em seu livro “Al-Fatâwa al-Hadîthiyya” (p. 205))

– Imâm al-Nawawi (rahimahullah) (morto em 631/676 h.) disse:
“O grupo de pessoas (mencionadas no hadîth) se compõe de eruditos, juristas, sábios de hadîth, os que prescrevem o bem (ma’rûf) e proibem o mal (munkar) e todas as pessoas que realizam obras meritórias. Estas pessoas virtuosas estão presentes no mundo inteiro.”
(Em seu “Sharh Muslim”)

– Qâdi al-Baidâwi (rahimahullah) e al-Saharanfuri (rahimahullah) dizem:
“Quando usamos o termo “Ahl al-Sunna wal-Jama’â” isto quer dizer os ash’aris e os matûrîdis”.

-Shaikh Muhammad al-Saffârîni al-Hanbali al-Athari (rahimahullah) (m. 1188) declarou:
“Os Ahl al-Sunna se compõem de três grupos: os textualistas (al-Athariyya), cujo Imâm é Ahmad ibn Hanbal (que Allah esteja satisfeito com ele); os ash’aris, cujo Imâm é Abu al-Hasan al-Ash’ari (que Allah esteja satifeito com ele); e os matûrîdis, cujo Imâm é Abu Mansûr al-Matûrîdi (que Allah esteja satisfeito com ele)… e são todos um mesmo grupo, o grupo salvo, e são Ahl al-Hadîth (o povo do hadîth)”.
Também mencionou que os Quatro Imâms, os compiladores dos seis livros e outros foram todos sobre a ‘Aqîda Athari dos Salaf.
(Em “Lawami al-Anwar”p.73 + 22)

– Abu Mansûr ‘Abd al-Qâhir al-Baghdâdi (rahimahullah) (m. 429) definiu Ahl al-Sunna da maneira seguinte:
“Os que dominaram completamente e codificaram os princípios da crença[= os ash’aris e os matûrîdis], os Sábios Mujtahid das Quatro Escolas da Lei e seus discípulos, os Sábios do hadîth que estavam longe do desvio, os Sábios da gramática árabe que estavam longe do desvio, os Sábios do tafsîr (interpretação alcorânica) que estavam longe do desvio, os adeptos do Tasawwuf, os que fazem o jihâd e o comum dos muçulmanos.”
(En seu “Farq bain al-Firaq” (A Diferença entre as Seitas))

-Shaikh Al-Iji (rahimahullah) (m. 756) disse:
“O grupo salvo que é específico no hadîth do Profeta [que significa] “todos estão no fogo exceto um: os que se apegam ao que eu e meus Companheiros seguimos” – estes são os ash’aris, os Salaf dos sábios do hadîth e [de forma geral] o Ahl al-Sunna wal-Jamâ’a.”
(nos “Mawâqif”)

– Imâm al-Baihâqi (rahimahullah) (morto em 458/1066) declarou:
“Allah O Altísimo disse: “E apegai-vos, todos, ao vínculo de Allah e não vos dividais” (3:103).
O Imâm Muslim relata segundo Abu Huraira (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Profeta (a Paz e Bênçãos sobre ele) disse nesse sentido:
“Aquele que desobedece e se afasta da maioria e depois morre, terá morto em estado de Jâhiliyya”.
[A Jâhiliyya corresponde ao período que precedeu o advento do Islã.] (Em seus “Setenta e Sete Ramos da Fé” (p. 42-3), no quinquagésimo ramo da fé (50 – Apegar-se firmemente à posição da maioria))

Recomendado para você:  Sobre o Mawlid

– Imâm Ahmad Shihab ad-Dîn al Qalyubi (rahimahullah)(morto em 1069/1659) disse:
“Quem que se afasta do que relataram Abu al-Hasan al-Ash’ari e Abu Mansûr al-Matûrîdi –que a misericórdia de Allah esteja com eles – não é um sunita. Estes dois Imâms seguem as pegadas de Rasulullah (a Paz e Bênçãos sobre ele) e de seus Sahâba (que Allah esteja satisfeito com eles).”
(No quarto volume da obra “Kanz al-Raghîbîn”)

– Imâm ‘Abdullah ibn al-‘Alawi al-Haddâd (rahimahullah)(morto em 1132 h.) indicou:
“Deveriam corrigir e proteger suas crenças e conformar-se ao modelo do grupo salvo, que são os que estão conhecidos estre outras facções islâmicas como o “Povo da Sunna e da Jamâ’a” (Ahl al-Sunna wa’l Jamâ’a). São os que se apegam firmemente ao caminho do Mensageiro de Allah (a Paz e Bênçãos sobre ele) e a de seus companheiros (que Allah esteja satisfeito com eles).
Se olham com uma boa compreensão das passagens sobre as ciências da fé no Livro (Alcorão), a Sunna e a palavra dos predecessores piedosos, sejam companheiros ou discípulos, estarão convencidos de que a verdade está com o grupo chamado ash’ari [NB – Os matûrîdis também estão sobre a verdade], chamado segundo o Shaikh Abu al-Hassan al-Ash’ari […]”
(Em “O Livro da Ajuda” (p. 40))

– Sayyid Ahmad Allama al-Tahtawi (rahimahullah) (morto em 1231/1816), um grande sábio egípcio do fiqh hanafi, escreveu:
“Allah – exaltado seja – declarou: “E (o Senhor ordenou-vos, ao dizer): Esta é a Minha senda reta. Segui-a e não sigais as demais, para que estas não vos desviem da Sua. Eis o que Ele vos prescreve, para que O temais.” [Sûrat al-An’am 6:153] (São os judeus, cristãos e outros hereges que deixaram o caminho reto, não se dividam como eles!).”
Também disse: “As-Sawad al-‘Adham (a massa), quer dizer, a maioria dos muçulmanos, está sobre o caminho dos fuqahâ’. Os que se afastam de seu caminho queimarão no fogo do Inferno. Ó crentes! Sigam o único grupo protegido contra o Inferno! E este grupo é o que chamamos de “Ahl as-Sunna Wa’l-Jamâ’a”. De fato, a ajuda, a proteção e a orientação de Allah são para os adeptos deste grupo, e Sua ira e Seu castigo são para os que se apartam deste grupo. Hoje, o grupo salvo se reúne nas Quatro Escolas (Madhhabs), ou seja Hanafi, Mâliki, Shâfi’i e Hanbali.”
(em seu “Hashiya al-Durr al-Mukhtar”)

Allahu a’alam.

Fonte: http://www.sunnismo.com/lo-que-dijeron-los-sabios-con-respecto-al-hadicircth-de-las-73-sectas-y-de-la-jamacircrsquoah.html

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.