Página Inicial » Hadith e Sunnah » O Hadith extravia quem não tem Fiqh

O Hadith extravia quem não tem Fiqh

O Imam ash-Shafi’i (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: ”Vocês (os conhecedores de hadith) são os farmacêuticos, enquanto nós (os juristas) somos os médicos”.

 Mullâ ‘Alî al-Qarî comentou estas palavras da seguinte maneira:

”Os primeiros sábios disseram: o sábio do hadith (ditos do profeta), sem conhecimento de fiqh (jurisprudência islâmica), é como o vendedor de medicamentos que não é médico: lhes tem consigo, porém não sabe o que fazer com eles. O sábio de fiqh, sem conhecimento de hadith, é como um médico sem medicamentos: sabe oque constitui um remédio, porém não tem nenhum a disposição”. [2]

Isto é uma recordação para os que convidam os muçulmanos comuns a praticarem sua religião tirando ensinamentos diretamente dos hadiths, apesar de nem sequer sejam eruditos dos mesmos, e ainda pior: sem levar em conta os avisos de especialistas em fiqh.

____________________________
 

Sufyan ibn `Uyayna declarou: ”O Hadith é uma armadilha, exceto para os fuqahâ (juristas)” [3] e Abd Allah ibn Wahb disse: ”O hadith é uma armadilha, exceto para os Ulama (sábios). Um memorizador de hadith que não tem imâm em fiqh é um desviado (dâll), e se Allah não nos houvesse socorrido com Malik e al-Layth (Ibn Sa’d), haveríamos nos desviado”. [4]

Ibn Wahb delcarou: ”Sem Malik Ibn Anas e al-Layth ibn Sa’d, eu haveria perecido: pensava que tudo que é (autenticamente) relatado do profeta (que a paz esteja com ele) tinha que ser posto em prática”. [5]

Também declarou: ”Recolhi muitos hadith e me levaram a confusão. Consultei Malik e al-Layth que me disseram: ”Toma isto, e deixa isto.” [6]

Ibn `Uqda respondeu a um homem que lhe interrogava acerca de um hadith: ”Guarda o minimo deste tipo de hadith; em verdade, são inapropriados, exceto para os que conhecem sua interpretação”.

Recomendado para você:  Hadith fora do contexto nº 1: Teria o profeta batido em Aisha?

Yahyâ ibn Sulayman relatou segundo Ibn Wahb que escutou Malik dizer: ”Muitos destes hadiths são (propensos a) extravios; eu relatei certos hadiths, e para cada um deles, gostaria que alguém houvesse me batido com uma vara duas vezes. Agora não vou narra-los mais!” [7]

Em suas palavra, ”Muitos destes hadiths são (propensos ao extravio)”, Malik queria dizer que eram usados em maus contextos e que se lhes prestavam sentidos errôneos, por que a Sunnah é sabedoria, e a sabedoria é o fato de colocar cada coisa em seu contexto. [8]

Ibn al-Mubarak disse: Se Allah não me houvesse socorrido com Abu Hanifa e Sufyan [al-Thawri], eu haveria me tornado como o resto do povo.” Ad-Dhahabi o relata da seguinte forma: ”Haveria sido um inovador.” [9]

Sufyan declarou: ”A explicação do hadith é melhor que o hadith.”[10]

Ishaq ibn Râhûyah declarou: ”Sentava-me no Iraque com Ahmad Ibn Hambal, Yahya Ibn Ma’in, e nosssos companheiros, repetindo os ditos do profeta de uma, duas ou tres vias de transmissão…Mas quando perguntava: ”Qual é sua intenção?”, ”Qual é sua explicação?” e ”Qual é seu Fiqh?” Todos ficavam mudos, exceto Ahmad Ibn Hambal.” [11]

Ibn Abi Layla declarou: ”Um homem não compreende os hadiths antes de saber oque tomar ou deixar deles.” [12]

Notas:

[1] Esta esta tradução é baseada no texto do Sheykh Sheykh G.F. Haddad

[2] Al-Qârî, Mu`taqad Abî H.anîfata al-Imâm fî Abaway al-Rasûl `Alayhi al-Salât wa al-Salâm (p. 42)

[3] Os Fuqahâ são os especialistas em Fiqh (Jurisprudencia Islâamica)

[4] Ibn Abi Hatim, ad-Dhahabi, Ibn ‘Abdul Barr

[5] Ibn Rajab, Bayhaqi, Ibn Asakir

[6] Qadi ‘Iyad

[7] Al-Khatib

[8] Sheykh Ismâ`îl al-Ansârî cita por ‘Awwâma, em Athar al-Ikhtilaf (p.77)

[9] Ibn Hajar, ad-Dhahabi

[10] Ibn ‘Abdul-Barr

[11] Ibnul-Jawzi, ad-Dhahabi, Ibn Abi Hatim

[12] Ibn ‘Abdul-Barr

Recomendado para você:  O significado de Sunnah no Alcorão

Fonte: http://www.sunnismo.com/el-hadith-extravia-a-quienes-no-tienen-fiqh.html

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.