Página Inicial » Pratique o Islam » Crença Islâmica » Introdução ao Tawhîd (Unicidade Divina) – Parte 2

Introdução ao Tawhîd (Unicidade Divina) – Parte 2

Apresentação simplificada da crença dos Sunitas (Ibrâhîm al-Ya’qûbî)

O Imâm Ibrâhîm Ibn Ismâ’îl al-Ya’qûbî al-Hasanî (que Allâh tenha misericórdia) disse:

“Louvado seja Allah, não há deus suscetível de ser adorado além Ele. Testemunho que não há divindade além de Allah, Único sem associado em Seu reino, sem ministro, nem companheiro, sem ninguém que Lhe pareça o que Lhe seja equivalente. Testemunho que Muhammad é Seu servo e mensageiro, que foi enviado como misericórdia para os mundos e como selo de todos os profetas; que Allah reze sobre ele e sua família, seus companeiros, que difundiram a fé no coração dos crentes, e que lhes dê a Paz.
[…]

Saiba que o tauhîd (ou doutrina da Unicidade Divina) é a origem e a base de todas as ciências, é a via e a luz que levam ao conhecimento. Faz passar o servo da incredulidade à fé e das trevas à luz: “A quem Allah quer iluminar, dilata-lhe o peito para o Islam; a quem quer desviar (por tal merecer), oprime-lhe o peito, como aquele que se eleva na atmosfera.” (Sura 6:125).
Por isso quis escrever uma epístola acerca desta ciência e que será uma lembrança para as pessoas limitadas, tais como eu e meus semelhantes. É Allah que concede o êxito, nos basta e que excelente garantia!

 

Definição da ciência do tauhîd:

A ciência do tauhîd é um conjunto de regras que permitem a edificação da doutrina religiosa, a partir de provas seguras.

Também podemos dar a definição seguinte: o tauhîd é a edificação de doutrinas religiosas através de provas seguras.

Desde um ponto de vista linguístico, o tauhîd é o fato de saber que uma coisa é única.

Desde um ponto de vista técnico, o tauhîd é o fato de ter fé em Sua unicidade (exaltado seja) tanto a respeito do que se refere à Essência [Divina] como aos Atributos, aos Atos, consagrando-Lhe uma adoração exclusiva.

Também podemos dar a definição seguinte: o tauhîd é o fato de adorar exclusivamente um Ser único, testemunhando Sua Unicidade na tripla relação da Essência, dos Atributos e dos Atos.

Objeto desta ciência:

O objeto desta ciência é a Essência Divina (exaltado seja) estudada segundo o que é necessário, impossível e contingente (possível); logo a essência dos Profetas (que a Graça e a Paz de Allah estejam sobre eles) estudada da mesma maneira e finalmente as diferentes tradições às quais há que se prestar fé [e que não são da ordem do perceptível].

Instituição desta ciência:

O que instituiu esta ciência não foi outro que não Allah mesmo (exaltado seja) segundo o que está afirmado no Alcorão: “Jamais enviamos mensageiro algum, antes de ti, sem que lhe tivéssemos revelado que: Não há outra divindade além de Mim. Adora-Me, e serve-Me!” (Sura 21:25).

Recomendado para você:  Introdução ao Tawhîd (Unicidade Divina) - Parte 1

Relaciona-se esta ciência com Abu al-Mansûr al-Mâturîdî e Abu al-Hasan al-Ash’arî porque clasificaram e eliminaram todas as ambiguidades e refutaram de maneira decisiva todos os hereges; é a razão pela qual que se lhes atribui esta ciência.

Complemento dos dez pontos pré-citados:

* O patamar desta ciência? É a mais nobre e a mais elevada entre todas.

* Sua relação com as outras ciências? É a base de todas as ciências.

* Chama-se ciência do tauhîd ou do kalâm (teologia).

* No que se baseia? Baseia-se nas Escrituras (Alcorão), na Sunna (Tradição do Profeta) e na razão.

* Seus frutos? O êxito dos bem-aventurados neste mundo no Outro e a preservação da doutrina islâmica. […] »

Fim de citação.

Referência: Farâ’id al-Hisan – A Doutrina da Unicidade do Imâm Ibrâhîm Ibn Ismâ’îl al-Ya’qûbî al-Hasanî (que Allah tenha misericórdia dele).

Al Muwahhidûn.
———————————————————————————————–
Precisões acerca da ciência do kalâm e sobre a importância de sua existência (al-Subkî)

Isto é o que disse o Shaikh al-Islâm Taqî al-Dîn ‘Alî al-Subkî al-Shâfi’î em sua compilação de perguntas que lhe fez o Hâfidh ‘Afîf al-Dîn al-Matarî (que Allah tenha misericórdia deles) :

“Ninguém dentre os que vieram depois dos companheiros [do Profeta] alcançou seu nível (dos companheiros). Isto se deve ao fato de que a maioria das ciências que buscamos e sobre as quais nos focalizamos dias e noites, tais como a linguística, a gramática, a morfologia e os fundamentos da jurisprudência, eram inatas para eles. Suas aptidões intelectuais e a luz da profecia que lhes irradiava (através do Profeta) protegiam-nos do erro e das divagações. Pois não necesitavam recorrer à lógica ou a outras ciências racionais.

Quando Allah uniu seus corações e graças a Sua bondade, suscitou a fraternidade entre eles, e não lhes fazia falta preparar-se para os debates e para a argumentação. Graças a sua ciência, não tinham que salvaguardar o que escutavam do Alcorão e da Sunna através do Profeta. Compreendiam, transmitiam e aplicavam o que escutavam do Profeta da melhor das maneiras. Nenhum dos companheiros debatia nem polemizava sobre o Alcorão, porque não havia desvio nem inovações.

Depois desta época os Seguidores (al-tâbi’ûn) estavam perto deles se nos referimos a seu patamar [ante Allah] e à sua metodologia. Depois dos Seguidores vieram seus discípulos diretos. O Profeta testemunhou as virtudes destas três gerações.

Logo o Povo da Inovação e do Desvio começou a aumentar, embora fossem poucos ainda na época das três primeiras gerações. Assim, para defender o Islã, os sábios dentre os Ahl al-Sunna tiveram que se confrontar com eles e debater, temendo que os espíritos fracos se extraviassem e que fossem acrescentadas coisas estranhas à religião.

Recomendado para você:  Introdução ao Tawhîd (Unicidade Divina) – Parte 3

Os argumentos do Povo da Inovação eram pouco a pouco influenciados pelos lógicos e outros dentre o Povo da Heresia que depois criaram muitas dúvidas para utilizá-las contra nós (os Ahl al-Sunna). Se tivéssemos lhes deixado, teriam convencido muitas pessoas fracas e ignorantes dentre os muçulmanos, assim como os juristas e os sábios descuidados; a crença sã teria sido então alterada e desvios teriam sido introduzidos. Inovações reprováveis e heresias teriam então se difundido. Não era possível para um simples indivíduo responder-lhes e havia o risco de que suas palavras não fossem compreendidas por todos, porque as pessoas lhes davam importância.

O ponto de vista dos inovadores não pode ser refutado senão por alguém que lhes compreende. Enquanto o inovador não está refutado, sua crença tende a se tornar dominante: os ignorantes, os reis, os dirigentes e os encarregados da população começam então a crer que as palavras pronunciadas pelo inovador são verídicas. É justamente o que ocorreu em várias regiões nas quais o povo tinha menos aspirações [para as ciências religiosas] se lhes comparamos com o povo das gerações precedentes. Devido a isto, tornou-se obrigatório para as pessoas, através dos quais Allah tinha preservado a crença de Seus crentes virtuosos, rechaçar as dúvidas emitidas pelos hereges. De fato, a recompensa outorgada é muito mais importante do que a recompensa reservada ao combatente no caminho de Allah.”

Fim de citação.

Al Muwahhidûn.
————————————————————————————————

A importância do conhecimento da ciência do tauhîd e de seus componentes (al-Jîlânî, Ibn ‘Âshir, al-Laqqânî…)

Sayyidunâ Muhammad Rasûlullah (que a Paz e as Bênçãos de Allah estejam com ele) disse, nesse sentido: “A busca do conhecimento é obrigatória para todo muçulmano.” [Ahmad].

Sayyidunâ Mu’âdh Ibn Jabal (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: “Aprendam o conhecimento porque o fato de aprenderem-no para agradar a Allah constitui uma marca de temor reverencial, o fato de apontá-lo constitui uma marca de adoração, o fato de estudá-lo constitui uma marca de glorificação, o fato de buscá-lo constitui uma marca de jihâd, o fato de ensiná-lo a quem não o possui constitui uma esmola, e o fato de dispensá-lo aos que o merecem constitui um meio de se aproximar de Allah. É que o conhecimento é um amigo íntimo e um companheiro fiel no retiro espiritual.”

Sayyidunâ Abu Dardâ’ (que Allah esteja satisfeito com ele) disse,nesse sentido: “O que acontece? Vejo os seus sábios morrerem e vejo seus ignorantes não buscarem mais o aprendizado! Busquem o conhecimento! Porque o mestre e os alunos são sócios na recompensa.”

Sayyidunâ Salmân al-Farisî (que Allâh esteja satisfeito com ele) disse, nesse sentido: “A ciência é abundante e a vida é curta. Pois tome da ciência o que necessita para aperfeiçoar sua religião. Deixe todo conhecimento além disso e não se sobrecarregue inutilmente!”

Recomendado para você:  Crença Islâmica - Risâlat Ibn 'Asâkir (Fakhr al-Dîn Ibn 'Asâkir)

O Imâm ‘Abd al-Qâdir al-Jîlânî al-Hanbalî (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: “Ó povo! Aprendam a conhecer Allah (exaltado e magnificado seja) e não façam prova de ignorância a Ele!” [Al-Fath al-Rabbânî wa’l-Faid al-Rahmânî].

O Imâm al-Habîb ‘Abdullah Ibn ‘Alawî al-Haddâd al-Yamânî (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “As ciências mais compreensíveis, as mais úteis, as mais verídicas e as mais claras são as que estão mais perto das ciências contidas no Livro de Allah (exaltado seja) e na Sunna do Profeta (que a Paz e as Bênçãos de Allah estejam com ele), as que são as mais semelhantes e as que são as mais mencionadas. Trata-se do conhecimento de Allah (exaltado seja), de Seus Atributos, de Seus Nomes, de Seus Atos, a ciência dos mandamentos e das proibições Divinas, a lembrança sobre o comportamento, das ações e do saber que aproximam a Ele assim como a lembrança do comportamento e das ações que afastam d’Ele, a ciência da Última Hora, do retorno a Allah (exaltado seja) e do que acontecerá, a descrição do Jardim, que é a morada dos bem-aventurados, e do Fogo, a morada dos infelizes.” [Fusûl al-‘Ilmiyya].

O Shaikh al-Islâm Ibrâhîm Ibn Ismâ’îl al-Ya’qûbî al-Hasanî (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “Saiba que o tauhîd é a origem e a base de todas as ciências, é a via e a luz que levam ao conhecimento. Faz passar o servo da incredulidade à fé e das trevas à luz.” [Farâ’id al-Hisan].

O Shaikh Ahmad Bamba al-Hasanî (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “A ciência do tauhîd é a melhor provisão para o homem na tumba e no dia da resurreição porque é suficiente, com exclusão das outras [ciências], e absolutamente nenhuma das ciências é aproveitável sem ela.” [Masâlik al-Jinân].

O Shaikh ‘Abd al-Wâhid Ibn ‘Âshir al-Ansârî (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “O primeiro dos deveres para aquele que é responsável (mukallaf), capaz de raciocinar, é de conhecer Allah e os Mensageiros assim como os Atributos a propósito dos quais deu provas.” [Murshid al-Mu’în].

O Imâm Ibrâhîm al-Laqqânî al-Mâlikî (que Allah tenha misericórdia dele) disse: “Toda pessoa legalmente responsável (mukallaf) deve conhecer o que é obrigatório, possível e impossível acerca de Allah e de Seus Mensageiros. Pois escute atentamente, porque os que fazem o taqlîd [sem conhecer] o Tauhîd têm uma fé que não é preservada da dúvida.” [Jawharat al-Tauhîd].

E o Shaikh al-Islâm al-Hâjj Mâlik Sy (que Allah tenha misericórdia dele) disse: ” O que morre possuindo o tauhîd é certamente ganhador.” [Fanajjinâ].

Al Muwahhidûn.
______________________________________________________
Fonte: http://fiqh-maliki.blogspot.com.br/2011/03/introduccion-al-tawhid-definicion-del.html

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.