Página Inicial » Hadith e Sunnah » Entendendo Várias questões sobre os Hadiths do Profeta

Entendendo Várias questões sobre os Hadiths do Profeta

Em resposta à seguinte mensagem de  MHE:

Compilação do Alcorão e do Hadith

Quando o Profeta (saas) morreu, apenas o Alcorão estava compilado na época de Abu Bakr, e então ele foi canonizado e unificado na época de Uthman. Os ditos de Mohammed não tinham sido compilados.

Isto não é verdade. Vários hadiths nos Sahihs e Sunan mostram que o Profeta ordenou que certos Companheiros escrevessem alguma coisa ou tudo o que ele disse.

O Profeta (saas) primeiro proibiu que se escrevessem hadith para as pessoas não o confundirem com o Alcorão. Ele depois permitiu ou ordenou que alguns Companheiros escrevessem hadith desde que não houvesse risco de confusão.

Estes hadiths possuem precedência sobre os relatos que mencionam uma proibição total de se escrever por diversas razõe: Os relatos que mandam “escrever” são de uma autenticidade maior; enquanto os relatos que mandam “não escrever” são abrogados. Os primeiros são confirmados pela abundância de relatos escritos da geração dos Companheiros, coletados por alunos do primeiro século.

Veja abaixo, a documentação a respeito de várias coleções do primeiro século

Ditos Inventados?

Uma centena de anos mais tarde, foi relatado que por Muçulmanos piedosos que certos ditos atribuídos ao Profeta estavam sendo inventados e utilizados para interesses pessoais.

O escritor está confundindo a crítica do isnad (“cadeia de transmissão”) com a escrita do hadith em si. A crítica do isnad começou no tempo de Muhammad ibn Sirin (m.110) e não está relacionado à escrita do hadith que começou bem antes.

Primeiras Coleções de Hadith

Então o primeiro livro de coleções de Hadith foi escrito, acredito que por Abu Dawood. Mais tarde, Bukhari, um estudioso Persa do segundo século escreveu outra coleção, seguido por seu aluno “Muslim” (o nome de um homem) que também escreveu um livro.

Primeiramente, tanto as datas quanto a cronologia estão erradas. Em segundo lugar, o escritor está confundindo a escrita do hadith como suas primeiras coleções críticas e de fiqh (escola de jurisprudência).

Abu Dawud faleceu em 275, al Bukhari em 256 e Muslim em 261. As coleções de Malik e Ahmad precederam todos eles, mas a escrita dos hadith começou bem antes de todos estes cinco.

Entre as coleções manuscritas de hadith do primeiro século da Hégira estão:

  1. Al-Sahifa Al-Sadiqa, de Abdallah ibn Amr ibn al-‘As (m. 63), originalmente contendo cerca de 1.000 hadiths, dos quais 500 chegaram até nós, copiado por Abdallah diretamente do Profeta (saas) e transmitido a nós por seu bisneto Amr ibn Shuayb (m. 118);
  2. Al-Sahifa al- Sahiha, de Hammam ibn Munabbih’s (m. 101 ou 131), que nos alcançou completa em dois manuscritos contendo 138 hadiths narrados por Hammam de Abu Hurayra (m. 60), do Profeta (saas);
  3. Os códices perdidos de Aban ibn `Uthman (m. 105) filho de `Uthman ibn `Affan (m. 35), de quem Muhammad ibn Ishaq (80-150/152) narrou;
  4. As obras realizadas de `Urwa (m. ~92-95) – filho de al-Zubayr ibn al-`Awwam e neto de Asma’ e `A’isha as sábias filhas de Abu Bakr as Sidiq.. `Urwa ordered que fossem queimadas, depois de passar a vida ensinando elas, durante o saque de Medina pelos exércitos da Síria-Palestina sob o comando de Yazid ibn Mu`awiya em 63;
  5. A Sira de Muhammad ibn Shihab al-Zuhri (m. 120), na qual Ibn Ishaq também se baseou;
  6. O Maghazi e Manaqib al-Sahaba de `Asim ibn `Umar ibn Qatada ibn al-Nu`man al-Ansari (m. 120 ou 129), outra fonte principal para Ibn Ishaq e outros;
  7. O Tomo de Abdallah ibn Abi Bakr ibn Muhammad ibn `Amr ibn Hazm al-Ansari (m. 135), outra fonte principal para Ibn Ishaq Ibn Sa`d, e outros;
  8. A Sira mais confiável do Medinense Musa ibn `Uqba al-Asadi (d. 141), louvada pelo Imam Malik e utilizada por Ibn Sa`d e outros.
Recomendado para você:  O Hadith extravia quem não tem Fiqh

Principais coleções de Hadith

As coleções de hadith foram escritas até o terceiro ou quarto século da Hégira (calendário islâmico). Existem seis grandes coleções de hadith: “Sahih Bukhari”, “Sahih Muslim”, “Ibn Malek”, “ElTermezi”, “Masnad Ahmed” (Ibn Hanbal) e “Sunnan Abu Dawood” em ordem ou graus de autenticidade.

A ordem acima e a coleção de “Ibn Malik” são inexistentes.

É semelhante ao seguinte erro no soc.religião.islam alguns meses atrás: “Ibn Saeed Al-Khudry informou que o Mensageiro de Deus tinha dito…” As pessoas que sondam questões de confiabilidade do hadith naqueles posts anti-hadith são elas mesmas incapazes, em um simples texto de 40 linhas, de não cometerem erro após erro que expõem a ignorância completa delas na questões que levantam.

As “seis grandes coleções de hadith” são, em ordem de força:

  • Sahih Bukhari
  • Sahih Muslim
  • Sunan Al Nasa’i
  • Sunan Abu Dawud
  • Sunan Al Tirmidhi
  • Sunan Ibn Majah

Notas:

  1. Muwatta de Malik vem logo após os dois Sahihs em força, mas não é geralmente incluído entre os Seis Livros.
  2. O Musnad de Ahmad é uma grande coleção que não está incluída entre os Seis Livros, embora seja confiável.
  3. O Sunan de Al Darimi é considerado mais confiável do que Ibn Majah de acordo com vários sábios.

A Meticulosidade de Bukhari

Agora os quatro primeiros são geralmente chamados Sahih, porque seus autores foram os mais meticulosos no processo de coletar hadiths. Eles confiaram no método de cadeia de narração “isnad”, o que significa que dizer Bukhari ouviu o Sr. A dizendo que ouviu o Sr. B dizendo que ouviu o Sr. c…. que ouviu o profeta dizer. Bukhari investigava a vida de cada uma dessas pessoas, verificava se elas realmente viveram na mesma época, se elas se conheceram e se falaram sobre hadith em questão. Ele verificava se TODOS eles eram pessoas de boa reputação e honestidade (embora ele tenha falhado algumas vezes, como no caso de Ibn Abbass, que era um fraudador de dinheiro público). Só então ele incluiria o hadith em sua coleção. Muslim foi menos meticuloso, ele procurava saber se duas dessas pessoas tinham vivido na mesma época, mas não investigava se elas realmente tinham se encontrado ou não. E assim por diante.

Ibn ‘Abbas não era mais fraudador de dinheiro público do que o autor da passagem acima é uma pessoa honesta e de conhecimento.

Recomendado para você:  Hadith fora do contexto nº 1: Teria o profeta batido em Aisha?

{Não vos exijo recompensa alguma por isso, senão o amor aos vossos parentes} (42:23).

Classificação Sahih

Então, a classificação Sahih é suficiente para tornar um Hadith autêntico? Dificilmente, por causa de várias razões: (1) Sahih depende somente do método Isnad,

Isto é falso. A classificação Sahih não é o que foi mencionado acima e nem depende exclusivamente do isnad. Mesmo adotando somente o método isnad, Al Bukhari não estava trabalhando em um vácuo, e seus critérios para narradores são apenas aqueles de um homem em um mar de especialistas.

Sobre a crítica aos hadith

mas não investiga o Hadith e mostra se ele concorda ou não com o Alcorão, ou se ele contradiz ou não outros hadiths Sahih, ou se ele está ou não de acordo com o caráter do Profeta, ou se concorda ou não com o senso comum (os hadiths Sahih sobre mergulhar a mosca, ou beber urina de camelo vêm à tona). Isto é chamado de método “Matn” (Conteúdo). Ele foi abandonado pela maioria dos sábios com o pretexto de que os coletores de hadiths já devem tê-los utilizado. Obviamente eles não fizeram isso. Bukhari nunca afirmou que ele investigou o Matn, ele estava apenas preocupado com o Isnad.  Agora, dentro do próprio Isnad.

Tudo acima é falso. A crítica aos hadith depende, em grande medida, tanto da crítica ao Isnad quanto da crítica ao Matn. Nunca um hadith foi julgado autêntico, ou de outra maneira, com base unicamente no Isnad ou na violação de um princípio estabelecido da religião. Inúmeros critérios não são baseados no isnad, como a moeda na Umma, a confirmação pelo Alcorão e/ou outros hadiths, e muitos outros critérios.

Recomendado para você:  Imam Al Bukhari e a Ciência dos Hadiths

Quanto aos dois hadiths mencionados, como eu respondi a um outro objetor: é natural que se seja o inimigo do que se ignora. Veja os meus próximos posts inshallah:

“hadith da mosca”

“hadith de urina de camelo.”

Hadiths Mutawatir

Também, existe ainda outra maneira de classificar os Hadiths que a maioria das pessoas parece ignorar. Eles são classificados como: 1) Mutawatir/Mawtur (Propagado) que diz que um Hadith foi usado por um grande número de Muçulmanos da Primeira geração após o profeta, tanto que todos concordaram que ouviram de primeira mão do próprio Profeta, E que são todas pessoas que está excluída a possibilidade de serem todos mentirosos. Então isto possui tal força que é considerado quase certo. A Sunnah do Profeta repousa nesta categoria.

A Sunnah do Profeta é toda mutawatir? Onde mais alguém em todas as seitas do Islam alguma vez afirmou tal coisa, mesmo que não fosse um sábio?

Hadiths Sahih Ahad

3) Hadith Ahad (Um, de Wahid: Um) que é um Hadith que foi atribuído a um ou talvez alguns Companheiros do Profeta i.e. não é corroborado por um número suficiente de pessoas para excluir a possibilidade de erro. 95 % de todos os Hadiths escritos (esqueça o Isnad ou o Matn) caem nesta categoria.

Isto é falso. Um Hadith Sahih Ahad pode bem ser corroborado por pessoas suficientes e outros fatores para excluir a possibilidade de erro. Por causa disso, alguns deles são mesmo considerados provas em matérias de crença e lei.

Entretanto, isto é discutível, pois o parâmetro em prática é a exclusão da “semelhança” do erro. Quanto a possibilidade de erro, não é excluída nem mesmo das leis da Física, como mostrado pelo abandono das leis da Física clássica pela relatividade. Hadiths Ahad são mais confiáveis do que Newton.

Hadiths não-mutawatir

Os Primeiros Sábios do Hadith haviam concordado que, devido à esta classificação, os Hadiths e a Sunnah pertenciam à primeira categoria e à PRIMEIRA somente, se formos falar de obrigações religiosas. Então não há discussão entre os sábios quanto à forma de fazer a oração, por exemplo. Os Hadiths pertencem a segunda e terceira categorias, porque há menos evidência da sua autenticidade, se levarmos em conta somente a CONSIDERAÇÃO. Leis obrigatórias, punições, halal e haram NÃO devem ser derivados a partir destas duas categorias de Hadith. Em outro post, eu irei discutir exemplos particulares de Hadiths.

Isto é dolorosamente incorreto, os hadiths não-mutawatir que são indiscutíveis, não-opcionais, provas incontestes de “leis obrigatórias, punições, halals e harams” são incontáveis.

Hajj Gibril
GF Haddad
[4 Abr 2003]

Fonte: http://www.livingislam.org/n/vih_e.html

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.