Página Inicial » História Islâmica » A Biografia do Imam at-Tirmidhi (824-892)

A Biografia do Imam at-Tirmidhi (824-892)

Imam at-Tirmidhi nasceu no ano 209 da Hégira (824 da era cristã) durante o reinado do califa abássida al-Ma’mun (813-83). O califado abássida, apesar de sua brilhante contribuição para o Islã, trouxe junto com ele muitos problemas espinhosos. A filosofia grega teve um fluxo livre para o mundo islâmico. Isto foi plenamente sancionado pelo governo até que finalmente declarou a escola de pensamento Mu’tazila como a religião do Estado. Qualquer um que se opusesse à essa escola de pensamento declararia oposição ao estado.

Com a influência da filosofia grega que se infiltrara no seio do povo, muitos muçulmanos começaram a tentar conciliar a razão e a revelação. Como resultado, eles desviaram-se e desviaram muitos inocentes para longe de Allah e ao Seu Profeta (s). Muitos estudiosos do Islam vieram à tona no fim de defender a Shari’ah. Ficou comum as falsificações e interpolações no Hadith pelos governantes que quiseram cumprir as suas motivações pessoais.

No primeiro século ‘Umar bin Abdul Aziz (r) iniciou um movimento para a organização dos hadiths sagrado do Profeta (s), como havia um receio de serem perdidos. Eventualmente, esta gigantesca tarefa fora realizada por seis altos estudiosos do Islã. Um deles era o Imam Abu Muhammad ibn ‘Isa’ Isa at0Tirmidhi.

Tendo crescido em um ambiente de aprendizagem, juntamente com a posse de muitas grandes qualidades, naturalmente, levou Imam at-Tirmidhi dedicar sua vida totalmente para o campo de Hadith. Ele obteve seu conhecimento básico em casa e mais tarde viajou para terras distantes em busca desta grande ciência. Ele estudou com grandes personalidades do estudo dos hadiths, tais como Imam Bukhari, Imam Muslim e o Imam Abu Daud. Em algumas narrações Imam Bukhari e Imam Muslim são seus alunos.

Imame Bukhari mencionou sobre ele “Eu me beneficiei mais de você do que você tem se beneficiado de mim”. Ibn Musa ‘Alaq disse certa vez: “Quando o Imam Bukhari faleceu, ele não deixou ninguém no Khurasan em comparação com Abu ‘Isa Tirmidhi no conhecimento, memória, piedade e abstinência”.

De acordo com o ‘Abdullah ibn Muhammed Al-Ansari, Imame Tirmidhi Al-Jami é mais benéfico do que as obras de Bukhari e Muslim já que suas compilações só podem ser compreendida por um estudioso profundo avistado enquanto que Al-Jami pode ser entendida tanto pelo estudioso e o leigo.

Imame Tirmidhi disse que ele compilou este livro e apresentou-o ao conhecimento de Hijaz, Iraque e Khurasan e eles estavam satisfeitos com este livro. Quem já o tiver em sua casa, é como se tivesse o Profeta (s) falando com ele lá.

Sua memória notável:

”Imam at-Tirmidhi tinha uma memória excepcionalmente notável. Se ele ouviu alguma coisa, uma vez, ele nunca esqueceu. Certa vez a caminho de Meca, Imam Tirmidhi conheceu um estudioso de hadith (muhaddith) de quem já havia copiado dois capítulos de hadith. Pensando que ele tinha as notas consigo, perguntou ao estudioso se ele iria permitir que lesse estes dois capítulos para que se pudesse corrigir eventuais erros. Depois de perceber que ele não possuía aquelas notas, at-Tirmidhi pegou um pedaço de papel em branco e leu toda a duas partes da memória. Quando o muhaddith percebeu que ele estava fazendo repreendeu Imam at-Tirmidhi dizendo: “Você não tem vergonha, por estar desperdiçando meu tempo” Imam at-Tirmidhi assegurou-lhe que tinha comentado todos os ahadith de memória. O estudioso não estava convencido, apesar de Imam at-Tirmidhi ter recitado todos os hadith de memória. Então foi-lhe [ao estudioso] pedido para recitar-lhe alguns outros hadith. O estudioso recitou quarenta ahadith que o Imam at-Tirmidhi assim, o Imame então, os repetiu sem cometer um erro simples, mostrando assim o seu notável poder de guardar hadith de memória.”
Outro incidente foi registrado por Hakim Ummat-ul em seu Al-Misk-us-Zaki, retratando a memória profunda do Imam at-Tirmidhi. Ele escreve:
”Imam at-Tirmidhi havia perdido a visão na última parte de sua vida. Assim, enquanto em uma viagem, em um determinado ponto, ele abaixou a cabeça. Quando perguntado por que ele fez isso, ele respondeu: “Não haverá aqui uma árvore cujos galhos pendem sobre de tal forma que prejudica aqueles que estão passando. “Eles responderam negativamente”.

Ele estava muito chocado quando ouviu isso como distintamente lembrara a existência de uma árvore e estava preocupado a saber se sua memória estava falhando ou não. Parou a caravana de imediato e pediu a seus companheiros para saber da população local se uma árvore existiu ali ou não. “Se se provar que nenhuma árvore existia então vou deixar de narrar o Hadith do Profeta (s) devido à minha memória fraca”. Numa investigação foi mostrado a eles que uma árvore existiu anteriormente por lá, mas por ser um obstáculo para os viajantes, foi removida.

Recomendado para você:  Carijitas: Quem são e qual sua origem?

Imam Tirmidhi tinha um grande número de estudantes de todo o mundo. O mais famoso entre eles foram Haysam ibn Kulaib, Abul Abbaas e ibn Muhammed Ahmed Shah Abdul Aziz descreve assim Imam at-Tirmidhi: “Sua memória foi única e sua piedade e temor de Allah ta’la era de um calibre muito elevado. Ele chorava tanto por temor de Allah, que, no final de sua vida ele perdeu a visão”.

De acordo com Ibn Taymiyya e Shah Waliullah, Imam at-Timidhi foi um jurista independente (Mujtahid). Moulana Anwar Shah Kashmiri é da opinião de que ele era um Shafi’i.

No ano 279 da Hégira em uma vila chamada Bawag na idade de 70 anos, o Imam at-Tirmidhi faleceu. Que Allah (swt) preencha o seu túmulo com luz. A enormidade de seus sacrifícios e a medida em que serviu a religião nunca poderá ser totalmente compreendido.

Muitos livros de hadith foram compilados antes de Imam at-Tirmidhi decidiu elaborar o seu Al-Jami’. Dawud Tayalisi e Ahmed Ibn Hanbal tinha compilado livros constituídos de ambos os hadith autêntico e fracos. Mais tarde Imame Bukhari compilou seu Sahih e omitiu todos os relatos fracos deste. Seu objetivo principal era tirar masa’il – leis da hadith relevantes. Daí então, Imame Muslim compilou seu livro com um foco primário na (cadeia de narradores)isnad. O objetivo de Imame Nasa’i era mencionar a discrepância entre os hadith, enquanto Abu Daud preparou um livro que se tornou a base para o fuqaha. Imame Tirmidhi combinou os estilos de Bukhari, Muslim, Abu Daud e Nasa’i mencionando as discrepâncias quanto os narradores e também, por assim dizer, fazer sua compilação de uma base para os juristas.

Recomendado para você:  A Mesquita Al-Aqsa durante as Eras

As características especiais da Al-Jami’ut-Tirmidhi:

  1. É um Sunan e Jami’
  2. Apenas 83 hadith são repetidas.
  3. Imame Tirmidhi omite a maior parte do hadith e menciona apenas a parte que é relevante para a posição. (Título)
  4. Depois de mencionar um hadith, ele classifica narração (se é autêntica ou fraca, etc)
  5. Ele especifica os nomes de narradores, por exemplo, se os nomes honoríficos (kunya) for mencionado, ele então menciona o seu nome próprio e vice-versa.
  6. Um hadith em Tirmidhi é um exemplo thulaathiyaat os transmissores de Hadith entre Imame Tirmidhi e o Profeta (s) são apenas três (pessoas).
  7. Cada hadith em Tirmidhi al-Jami’ é “Bihi ma’mul” (praticado em cima dos juristas).
  8. Ele explica os diferentes madhahib juntamente com suas provas.
  9. Ele dá uma explicação a todos os ahadith difícil.
  10. Seu livro foi definido em uma seqüência excelente, portanto, para procurar um hadith é muito fácil.
  11. Não há nenhum hadith fabricado em todo o livro.

As condições de Imame Tirmidhi na seleção de um hadith

De acordo com os comentaristas de Imame Tirmidhi Al-Jami, ele manteve as seguintes condições durante a compilação do seu livro.

1. Ele nunca transcreveu um hadith narrado daqueles que fabricaram um hadith sequer.

2. Allama Tahir Muqaddisi menciona que o Al-Jami’ut-Tirmidhi contém quatro tipos de hadith:

[1] Os ahadith que estejam em conformidade com as condições de Bukhari e Muslim.

[2] Os ahadith que estejam em conformidade com as condições de Abu Daud e Nasa’i.

[3] Os ahadith que apresentem certas discrepâncias tanto em sua Sanad ou Matan.

[4] Os hadith fracos que alguns fuqaha tenham invocado.

3. Imame Tirmidhi aceita um hadith que é narrado com a palavra “a’n” desde que ambos os narradores sejam contemporâneos.

4. Depois de mencionar um hadith fraco, ele explica o estado de sua fraqueza.

5. Um hadith mursal é aceito pelo Imame Tirmidhi quando é apoiado por uma cadeia de narradores que não esteja quebrado.

O estatus de Al-Jami’ ut-Tirmidhi Entre os seis Livros Autênticos de hadith. Al-Jami’ ut-Tirmidhi foi como quinto classificado. De acordo com a opinião mais preferida, Bukhari goza de estatuto mais elevado, seguido por Muslim, Abu Dawood, Nasai’, Tirmidhi e Ibn Majah respectivamente. Hajj Khalifa no al-Kashf Dhunoon classificou Tirmidhi em terceiro. Al-Dhahabi, classificou Tirmidhi deveria na realidade estar na terceira posição, mas devido ter trazido, também, narradores fracos como Kalbi e Masloob seu estatuto caiu. No entanto, olhando para a maneira em que ele montou seu livro, parece que a opinião Haji Khalifa é a melhor.

Alguns dos comentários de at-Tirmidhi:

  • (1.) ‘A’ridat-ul-Ahwazi
  • Uma compilação de Qadi Abu Bakr ibn ‘Arabi (r) em 7 volumes.
  • (2) Qut-ul Mughtazi
  • Compilado por Jalal ad-Din Suyuti (r).
  • (3) Tuhfat-ul Ahwadhi
Escrito por sheykh Abdur Rahmaan Mubaarakpuri em 10 volumes. Ele é muito crítico contra aAhnaaf.

A terminologia do Imam at-Tirmidhi

A classificação dos hadith foi firmemente estabelecida por Ali ibn Madini (r) e posteriormente por seu aluno Imam Bukhari (r). No entanto Imame Tirmidhi foi o primeiro basear seu livro sobre estas classificações.

Imame Tirmidhi classifica a maioria dos Ahadith e menciona a sua confiabilidade. Ao mesmo modo que utiliza nove condições diferentes.

Recomendado para você:  O Islam realmente se espalhou pela Espada?

1) Sahih:. Esse hadith onde cada testemunha deve ser confiável, ele deve ter o poder de retenção e o Sanad do hadith deve voltar para Nabi (sallallahu alyhi wasalaam), sem qualquer interrupção, deve concordar com os dos outros relatores confiáveis e não deve haver nenhum defeito oculto em seu Matan ou em seu Sanad.

Nota de tradução: Imame Tirmidhi considera que não é um pré-requisito que um Hadith Sahih deve ter várias cadeias de narradores.

2) Hasan: Esse hadith que não contém um narrador acusado de mentir, não é shaaz e o hadith foi relatado por mais de um Sanad.

3) Da’eef: Tal hadith em que os narradores não são confiáveis, ou que não possuam a capacidade de retenção, ou se houver uma quebra na cadeia de narradores, ou o hadith é ormu’alall shaaz

4) Gharib: De acordo com Imame Tirmidhi um hadith Gharib é assim classificado com uma das seguintes razões

(A), é narrada a partir de uma única cadeia. (B) há alguma adição no texto. (C) é narrado através de várias cadeias de transmissão, mas tendo em uma de suas cadeias de uma adição na Sanad

5) Gharib hasan: Estes dois podem ser combinados. Hasan refere-se à Retidão dos narradores enquanto implica Gharib, esteja sozinho na transmissão do hadith.

6) Gharib sahih: Este termo implica que o hadith é autêntico, mas há apenas em um Sanad.

7) Gharib sahih hasan: Este hadith é Hasan já que tem várias cadeias de transmissores, em seu issahih assim como as correntes são todos autênticos e é Gharib nas palavras que o Imame Tirmidhi narrou.

8) Sahih Hasan: Este termo tem causado muita confusão entre os Muhadditheen desde queHasan é mais baixo na hierarquia que Sahih. Enquanto Sahih indica o poder de excelente retenção de um narrador. Hasan indica uma deficiência neste sentido, portanto, parece que ambos são opostos e não é possível se conciliar. Os mutaqaddimeen deram muitas explicações para isso:

  1. [1] Ibn Hajar (r) mencionou que a palavra “droga” é omitido, portanto, o hadith será tantoHasan como Sahih.
  2. [2] Ibn Salah é da opinião que quando um hadith é relatado com dois sanads, deve ser considerada como Hasan e o outro como Sahih.
  3. [3] Ibn Kathir diz que o Imame Tirmidhi criou um novo termo, o que implica que o hadith ser superior hasan mas inferior a sahih.
  4. [4] Ibn ul Daqiq ‘Eid é da opinião que Sahih e Hasan não são opostos. Ao contrário, eles pertencem à mesma categoria. No entanto Hasan será considerado como tosahih inferior, portanto, que ambos podem ser combinados. Este parecer foi o dado por mais preferência por Muhadditheen.

Conclusão

Até o terceiro século da hégira, uma série de coleções de hadith foram compilados. Imam at-Tirmidhi foi um dos estudiosos que contribuíram significativamente para este campo de hadith.Nesta idade moderna, ao mundo em geral está profundamente endividado com Imame Tirmidhi para sua compilação de hadith.

Que Allah swt possa tornar possível para todos nós, se beneficiar enormemente desta valiosa colecção de hadith.

Fonte: http://sunnah.org/wp/2008/07/18/imam-tirmidhi/

Sobre Iqara Islam

O Iqara Islam é uma página dedicada a apresentação do Islam Tradicional para muçulmanos e não-muçulmanos que buscam informação e conhecimento de qualidade sobre vários aspectos da religião islâmica, tais como: espiritualidade, jurisprudência, história e cultura. Sendo uma iniciativa independente, não visamos fins lucrativos. Somos totalmente contra a violência injustificada, terrorismo e ditaduras de qualquer natureza.