Página Inicial » Notícias » 5 dicas para pais muçulmanos sobre educação dos filhos no Ocidente

5 dicas para pais muçulmanos sobre educação dos filhos no Ocidente

Nós podemos falar sobre o conservadorismo do Oriente e dos estilos parentais que os pais da lá adotam. Ou podemos falar sobre a parentalidade no Ocidente, e as abordagens predominantes para criar os filhos.

Claro que existem diferentes estilos de parentalidade, que vão desde autoritário para permissivo, e há todos os tipos de métodos que são recomendados para nutrir, guiar e disciplinar crianças. Não importa a cultura ou a abordagem, parentalidade é uma tarefa difícil, não importa qual seu ponto de vista.

Mas, em meio aos desafios da paternidade, a responsabilidade recai pesadamente sobre os pais muçulmanos para criarem seus filhos como os melhores dos muçulmanos, não importa onde eles estão vivendo e não importa qual o estilo parental que melhor lhes convém. Os muçulmanos que ficam no Ocidente ou em países muçulmanos e minoritários, muitas vezes, enfrentam desafios através do ambiente.

Os meios de comunicação e entretenimento, a pressão dos colegas e algumas normas sociais no Ocidente – como o álcool e música – muitas vezes representam desafios para as famílias muçulmanas. E embora possa parecer mais seguro ou mais fácil de criar os filhos em países de maioria muçulmana, com televisão por satélite e a internet se tornando uma norma cultural, os desafios de criar as crianças em países de maioria muçulmana também estão se tornando mais aparentes.

Onde quer que estejam localizados, há sempre alguns lembretes básicos que podem ajudar os pais a preservar a santidade da família, o que vai permitir que as crianças floresçam em meio a adversidades.

 

1-Criando um Lar Feliz

Crianças felizes são mais fáceis de entender, mais fáceis de se falar, e são mais abertas em comunicar suas necessidades e desejos. Crianças felizes também são mais abertos à partilha, sentir seguro e protegido, e irão sempre voltar para as pessoas que os amam mais – seus pais. Criar crianças felizes é importante, e por isso, os pais precisam estabelecer uma casa cheia de felicidade.

Amar incondicionalmente as crianças é o primeiro passo a tomar. As crianças que se sentem amadas, retornarão a compaixão que eles recebem e acabarão por se sentir felizes. Mostrando que o amor pode ser construido através de uma abundância de abraços, tempo de silêncio com toda a atenção, atividades de interesse mútuo, incentivando os pontos fortes e fornecendo orientação e disciplina, como e quando necessário.

Recomendado para você:  A esquecida aliança da Grã-Bretanha com o Mundo Islâmico

Claro, tudo isso tem que ser feito com o Deus Todo-Poderoso em mente. Os pais muçulmanos deve sempre ter em mente que cada ação que eles tomam é para o bem de Deus, e por seu desejo de criar um muçulmano que será benéfico para a humanidade onde quer que vivam.

Um lar feliz tem sempre os pais envolvidos. Ambos os pais precisam estar envolvidos ativamente na criação dos filhos. Algumas famílias optam por educar seus filhos em casa, estendendo seus deveres parentais para incluir o fornecimento de uma educação saudável para os seus filhos. Isso também é uma excelente maneira para pais e seus filhos conhecerem melhor uns aos outros e para ajudarem a trabalhar em conjunto, criando coesão na família.

2-Leitura e transmissão das histórias do Alcorão

Uma casa sem o conhecimento do Alcorão é uma casa de desesperança e desorientação. Ler e estudar o Alcorão, não importa quão pouco, vai ajudar a orientar e criar os filhos.

Mesmo para os pais que não são bem versados na leitura do Alcorão, eles devem ensinar o pouco que sabem para os seus filhos, pois são abençoados aqueles que se esforçam na leitura das Sagradas Escrituras por conta própria.

Isso não significa que os pais devem parar por aí. As famílias precisam querer continuamente estudar e compreender a mensagem do Alcorão, e há muitas maneiras de fazê-lo, incluindo cursos on-line para aqueles que sabem um pouco mais.

Ter filhos influenciados pelo Alcorão irá ajudá-los a crescer e florescer como muçulmanos, não importa onde eles estão e não importa para onde eles irão. Uma abundância de pais aspiram criar seus filhos como hafiths (muçulmanos que aprendem Alcorão de cor), e incentivam-os a memorizar todo o Alcorão. Imagine ter seus filhos estabelecidos no mundo com todo o Alcorão em seus corações. Se Deus quiser, eles vão sempre ficar no caminho certo.

Recomendado para você:  O Islam e os Fanáticos - Origem Ideológica e Trajetória Histórica

 

3-Ouça seus filhos

Falar e escutar as crianças é a chave para a comunicação. As crianças precisam ser ouvidas e compreendidas para se sentirem seguras .Quando as crianças sabem que seus pais vão ouvi-los sem julga-las, elas vão se sentir mais seguras para se abrirem quando tiveram problemas, fazer perguntas quando eles estão em dúvida, e irem para “casa” quando estiverem lidando com dificuldades.

Muitas famílias perdem o contato com seus filhos, porque eles param de se comunicar com eles. Muitos pais falam com seus filhos, mas se esqueça de ouvir, deixando seus filhos aos seus próprios dispositivos e forçando-os a tomarem suas próprias decisões quando eles precisam de orientação.

Quando eles estão com problemas, as mesmas crianças tendem a procurar ajuda fora de casa, o que pode significar ir para o caminho errado. Isto transforma-se em um ciclo vicioso onde as crianças crescem mais e mais longe de seus pais, causando ainda mais lacunas na unidade familiar.

Escutar as crianças é também uma verificação da realidade para os seus pais, pois as crianças são um espelho para o comportamento dos pais. Celebrar conquistas juntos, aprender algo novo juntos, ler a Seerah (Biografia do Profeta) antes de dormir, e resolver disputas em conjunto são parte e parcela de tornar-se uma família.

As crianças que se sentem seguras para expressarem-se, também irão se sentir mais confiantees no mundo exterior. Eles serão capazes de tomar melhores decisões para si mesmas, levantar-se  contra más ações, e também serão capazes de se expressar de forma eficaz, como e quando eles precisem.

4-Encontrar boas companhias

Ter bons amigos é tão importante como a construção de uma forte unidade familiar – isso é tanto verdade para pais como para os filhos. Encontrar outros pais que pensam da mesma maneira ajuda as crianças a reforçarem a sua fé, bem como a sua identidade como muçulmanos.

Recomendado para você:  Pedir ''evidencias'' é um dalil claro de tua ignorância - Sheykh Ridhwan Salim

É mais fácil criar os filhos quando vêem amigos sendo criados da mesma forma, e com os quais eles podem se relacionar. Encontrar uma boa companhia também pode ajudar a diferenciar o que é permitido e o que não é. Ela irá ajudar as crianças a entender que, embora existam aqueles que bebem álcool ou vão a baladas a noite, não é necessariamente uma coisa boa para fazer e existem alternativas para se divertirem como bons amigos.

Nenhum muçulmano é uma ilha e nenhuma criança deve viver como um eremita. Em vez disso, as crianças devem ser expostas a todas as esferas da vida, desde que eles sejam de boa companhia, e isso irá ajudá-las a envolverem-se em boas ações e afastarem as más.

5-Súplicas a Allah

Por último, os pais têm de utilizar a sua mais importante ferramenta de parentalidade: súplicas. Súplicas ou du’as são as linhas diretas de orientação em todos os momentos. A súplicas dos pais são muito poderosas, por isso é importante pedir a Deus por ajuda para educar e orientar as crianças.

A misericórdia de Deus transcende todas as fronteiras, através de diferentes culturas, através de diferentes estilos parentais, através de diferentes localizações geográficas e através de diferentes desafios na criação dos filhos. A final de contas, Allah reina supremo, e é importante confiar em Deus em primeiro lugar, para ajudar a fortalecer a crença do tawhid (Unicidade de Allah) em nossos filhos.

Pode ser um desafio criar os filhos com o mundo ficando cada vez mais envolvido em tentações, mas seguir e confiar em Deus vai ajudar a alicerçar o conceito de Allah nas crianças, que sempre irão querer ficar no caminho correto.

 

Fonte: http://muslimvillage.com/2016/04/08/21773/raising-children-in-the-west/

Sobre Victor Peixoto

Victor Peixoto é um brasileiro convertido ao Islam, leitor frequente de livros sobre história islâmica e estudante de árabe clássico, que aprendeu no Egito durante sua morada naquele país.